Painéis de madeira apresentam crescimento na exportação em fevereiro

Números equivalem aos dois primeiros meses de 2017 comparado ao mesmo período de 2016

Publicado em 5 de Abril de 2017 | 17:33 |Por: Gabriel Belo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De acordo com a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), o balanço do primeiro bimestre de 2017 foi satisfatório para o volume de exportações do setor de árvores plantadas brasileiro com uma alta de 3,4% na comparação com o mesmo período de 2016. Em painéis de madeira, o aumento de volume de exportação foi significativo, com crescimento de 40,3% no valor total. O levantamento apontou a exportação de 174 mil metros cúbicos, contra 124 mil metros cúbicos no mesmo intervalo do ano passado.

No mercado interno, o segmento de painéis de madeira teve o registro de 1,05 milhão metros cúbicos negociados para os dois primeiros meses, com alta de 8,5% comparado a 2016. Em fevereiro, as vendas registraram 9% de aumento, com 543 mil m³ vendidos no Brasil, contra 498 mil m³ registrado em 2016.

Com relação ao destino das exportações, os países latino-americanos, assim como em levantamentos anteriores, ficaram entre os principais importadores de painéis de madeira e também de papéis, com aumento de 16,7% (US$ 21 milhões)  e 20,8% (US$ 186 milhões), respectivamente. A celulose exportada para a China – que representa o mais importante destino do setor de celulose brasileiro – cresceu sua receita em 19,1% (US$ 418 milhões) neste bimestre.

Divulgação Ibá

Painéis de Madeira

Consumo aparente de painéis de madeira teve alta de 8,8%

De janeiro a fevereiro de 2017, o setor registrou exportações no valor de US$ 1,3 bilhão (-6,4%); a celulose alcançou US$ 971 milhões (-9,1%), o papel US$ 287 milhões (+0,3%) e os painéis de madeira US$ 39 milhões (+22%). Como resultado a balança comercial do setor registrou um saldo positivo de US$ 1,15 bilhão nos dois primeiros meses do ano (-4,9%).

Produção de móveis tem aumento em fevereiro

A produção brasileira de celulose superou as 3,0 milhões de toneladas (-1,8%) em janeiro e fevereiro de 2017; e a de papel registrou 1,7 milhão de toneladas (-2,6%). Já as vendas domésticas no primeiro bimestre de 2017 de papel alcançaram 832 mil toneladas (-4,0%).

Os dados que mostram aumento em todo o setor de exportação de árvores plantadas já haviam sido notados no estudo que comparou os anos de 2015 e de 2016, comprovando, assim, uma crescente constante dentro da área.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile