NR 12 e painéis recheiam RG Indústria e Marcenaria

Impactos da NR 12 no setor moveleiro e um panorama da fabricação de painéis estão entre os assuntos abordados na RG Indústria e Marcenaria edição 60

Publicado em 24 de outubro de 2014 | 17:10 |Por: Patricia Blümel

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Divulgação

Capa RGI 60

Publicação traz informações com foco em indústria e marcenaria

A edição 60 da RG Indústria e Marcenaria já está disponível para leitura. A publicação traz uma matéria especial sobre painéis e como – apesar dos índices econômicos não tão favoráveis e que tem rondado com incertezas o setor moveleiro – as fabricantes têm achado alternativas para diferenciação e inovação.

A situação é definida pelo gerente de marketing da Sudati MDF, Sthevan Scaliente. “As indústrias são obrigadas a se diferenciar de alguma maneira, com criações de linhas de produtos mais completas e amplas, procurando novos produtos, agregando serviços e soluções ao produto principal”, avalia. Apesar de tudo, a matéria mostra que a expectativa geral é de retomada e de um 2015 mais otimista.

Leia mais:
– Setor moveleiro faz indicações para NR 12
– Produção industrial apresenta melhora em setembro
– Senai apresenta tendências para indústria moveleira no Rio

Porém, não é somente a situação econômica que tem preocupado o setor. A atualização do texto da NR 12, a Norma Regulamentadora que disciplina questões relacionadas à segurança de máquinas e equipamentos, também tem sua parcela de contribuição nas aflições dos industriais. Conforme pode ser acompanhado no texto sobre o assunto, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) estima que a adaptação deva custar R$ 100 bilhões à indústria.

A cifra, somada à queda de produtividade observada pelas empresas, leva às reivindicações que tem sido solicitadas, com destaque para a que pede que máquinas fabricadas em data anterior à norma não sejam obrigadas a sofrer alterações. “Devido aos custos altos, para os equipamentos anteriores à atualização da norma, devem-se criar regras que diminuam a probabilidade de acidentes, em vez de adicionar os dispositivos de segurança impostos pela NR12”, opina o especialista em prevenção de riscos em máquinas e equipamentos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Paraná (Senai PR), Bruno Adad.

Marcenaria

A revista também traz conteúdo relevante para marcenarias e revendas, como os resultados do Congresso Moveleiro; os cuidados e a importância da afiação de ferramentas e uma matéria focada em esquadrejadeiras. Além disso, um raio-x das revendas Made Brasil e Rudegon e as feiras do setor.

Para ver a edição na íntegra, clique aqui!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile