Mudanças no mercado de fabricantes de painéis de madeira

Além do anúncio de venda da Masisa, estão previstos o início da produção de painéis de madeira no próximo ano

Publicado em 2 de agosto de 2017 | 14:41 |Por: Érica da Costa Diniz

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A fabricação de painéis de madeira em 2015 foi de 7,5 milhões de m³ segundo o Relatório Ibá 2016. Em 2016, no acumulado de janeiro a dezembro de 2016 foram comercializados 6.238 milhões de metros cúbicos, queda de 2,1% se comparado ao mesmo período de 2015. Já nos primeiros seis meses deste ano, de acordo com a 38ª edição do Cenários Ibá, foram produzidos 3.710 mil metros cúbicos de chapas.

Números que devem ser maiores ao final do próximo ano quando duas novas fábricas devem entrar em operação. A do Grupo Asperbras, no Mato Grosso do Sul, e da Placas do Brasil, no Espírito Santo, que estão previstas para entrar em operação no início de 2018. Em meio a isso, o anúncio de que a Masisa decidiu vender seu ativos no Brasil deve movimentar esse segmento.

Divulgação Masisa

painéis de madeira

Na Argentina, planta da Masisa foi comprada pela Egger

A fabricante chilena de painéis de madeira Masisa anunciou no mês passado as vendas dos ativos industriais do Brasil, México e Argentina para a austríaca Egger, os ativos juntos são avaliados em 500 milhões de dólares. A medida visa diminuir a dívida da empresa, além de melhorias na logística da nova estrutura de negócios. Com a venda a atuação da empresa será focada na Região Andina, da América Central, Estados Unidos e Canadá, mantendo a capacidade de produção dessas regiões a partir das fábricas no Chile e Venezuela.

Já o Grupo Asperbras apostou em 2015 com a construção de uma fábrica de painéis no Mato Grosso do Sul devido ao crescimento estruturado do mercado de MDF nos últimos dez anos. A cidade de Água Clara recebe a planta produtiva que pretende atender as indústrias moveleiras das regiões Centro-Oeste e Sudeste. A nova fábrica deve operar a partir de janeiro de 2018 com uma capacidade produtiva de 240 mil m³ anuais, com intenção de dobrar a capacidade – confira reportagem exclusiva com a empresa na edição 282 da Móbile Fornecedores.

Por fim, a fábrica da Placas do Brasil em Pinheiros (ES), também deve iniciar sua produção em janeiro de 2018. Com intenção de produzir até 300 mil metros cúbicos por ano, a planta deve atender o polo moveleiro de Linhares (ES) que atualmente possui uma demanda de mais de 12 mil metros cúbicos de painéis de MDF ao mês. Mas também há o objetivo de atender a região Nordeste. A Placas do Brasil foi criada por um grupo de 40 empresários do norte do Estado do Espírito Santo e não deram retorno até a publicação da reportagem.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook