O Bicho Carpinteiro expande prestação de serviço

O Bicho Carpinteiro investe em maquinário para aprimorar serviço de corte

Publicado em 29 de maio de 2014 | 9:37 |Por: Patricia Blümel

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Júlia Magalhães/Revista Móbile

Equipe é treinada em atendimento e empresa aposta também em distribuição de brindes

Equipe é treinada em atendimento e empresa aposta também em distribuição de brindes

A revenda O Bicho Carpinteiro, de Curitiba (PR), investiu no fim de 2013 na compra de uma nova máquina de corte para expandir a oferta deste serviço à carteira com aproximadamente mil clientes, principalmente da capital e Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

A nova máquina, modelo Speedy Evolution 2900, da Usikraft, vai dobrar a quantidade de chapas cortadas, que atualmente é de 5.060 m³ por mês. “Há três anos resolvemos oferecer o pré-corte aos nossos clientes porque vimos que muitas marcenarias tinham a necessidade de contar com essa facilidade na própria revenda”, explica o sócio-proprietário da empresa, Wladimir Ferraz Ribeiro.

Leia mais:
– Marketing e comunicação: aposte nas redes sociais
– Invasão da tecnologia diferencia comunicação com clientes
– Correta gestão de estoque gera redução de custos

Segundo ele, é uma tendência que as revendas ofereçam cada vez mais serviços para facilitar o dia a dia dos marceneiros. “Este tipo de ação coloca as marcenarias em pé de igualdade. Faz com que o profissional precise investir menos em maquinário e proporciona à pequena marcenaria também assumir um grande pedido e dar conta do recado”, afirma.

Júlia Magalhães/Revista Móbile

O Bicho Carpinteiro

Entre os produtos, os da linha branca e os padrões madeirados lideram a preferência dos consumidores.

Ribeiro e seu sócio, Délcio Bertapeli, decidiram abrir a revenda em 1990. Ribeiro já trabalhava com madeira, fazendo artesanato, e Bertapeli trabalhava em um restaurante – ocupação bastante comum no bairro Santa Felicidade, onde a revenda está localizada. “Eu trabalhava com madeira e cada vez que precisava de uma matéria-prima tinha que me deslocar até o centro da cidade”, conta Ribeiro. Da necessidade, os amigos viram uma oportunidade e abriram a primeira revenda localizada na região noroeste da cidade.

Confira essa reportagem completa na edição 84 da revista Móbile Sob Medida.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile