Mercado de poliéster deve ultrapassar US$ 110 bilhões

Estudo aponta que demanda mundial por fibra de poliéster deve crescer mais de 8% ao ano até 2019. Leste asiático é principal consumidor

Publicado em 7 de julho de 2014 | 9:33 |Por: Jorge Mariano

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Shadid Siddique/SXC

Mercado têxtil é responsável por algumas aplicações do poliéster na indústria

Mercado têxtil é responsável por algumas aplicações do poliéster na indústria

De acordo com o estudo “ Polyester Fiber (Solid and Hollow) Market for Carpet & Rugs, Nonwoven Fabrics, Fiberfill and Other Applications – Global Industry Analysis, Size, Share, Growth, Trends and Forecast, 2013 – 2019”, publicado pela Transparency Market Research, o mercado global de fibra de poliéster foi avaliado em US$ 62,46 bilhões em 2012 e deve atingir US$ 110,86 bilhões até 2019, uma taxa de crescimento anual de 8,6% no período analisado. Em termos de volume, a demanda foi de 37,85 milhões de toneladas em 2012.

A construção civil representa uma das causas primárias do crescimento na demanda por fibras de poliéster. A busca por materiais alternativos aos têxteis em diversas indústrias como utensílios para casa, eletrônicos, hospitalidade e automóveis também deve influenciar esse aumento. Além disso, a maior procura por colchões aliada aos avanços tecnológicos deve influenciar o interesse por fibras ocas. No entanto, a saturação de mercado em regiões desenvolvidas como Europa e América do Norte deve frear o crescimento geral do mercado. Riscos à saúde associados ao poliéster, diretrizes de fabricação, utilização e descarte também podem influenciar o mercado.

Leia mais:
– Confira o relatório Brasil Móveis 2014
– Cai intenção de compra para 3º trimestre
– Indústria nacional apresenta recuo, segundo IBGE

A fibra sólida foi responsável por 80% da demanda do setor em 2012. Esse segmento é o que mais crescerá devido às diversas possibilidades de aplicação em setores como indústria de transformação, automotiva, naval, aeronáutica e médica. Apesar das fibras ocas representarem pequena parcela do mercado, a crescente demanda em aplicações alternativas às têxteis, principalmente no campo da medicina, pode estabelecer novas oportunidades de crescimento.

O leste asiático foi o maior mercado para fibra de poliéster em 2012 e tendência deve se manter nos próximos seis anos. Rápida industrialização, urbanização e aumento do rendimento do consumidor são fatores vitais que contribuem com o crescimento dese mercado na região. Em 2019, espera-se que a parcela correspondente ao leste asiático chegue aos 85%. Leia o estudo completo aqui (em inglês)

(com informações da UBM)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile