Masisa decide vender ativos na Argentina, Brasil e México

Medida foi tomada para reduzir dívidas e já anunciou a venda da planta industrial na Argentina para a austríaca Egger

Publicado em 20 de julho de 2017 | 16:42 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Masisa, fabricante chilena de painéis de madeira, decidiu vender os ativos industriais na Argentina, Brasil e México avaliadas em mais de 500 milhões de dólares para reduzir sua dívida. A empresa anunciou que focará sua atuação na Região Andina, da América Central, Estados Unidos e Canadá, mantendo a capacidade de produção dessas regiões a partir das fábricas no Chile e Venezuela.

“Esta decisão de desinvestimentos representa a estratégia mais atrativa para os acionistas e é uma importante captura de valor para melhorar a rentabilidade em longo prazo, reduzir as necessidades de investimento futura e baixar significativamente o nível de endividamento”, disse, em nota, a empresa.

Controlada pela empresa suíça Grupo Nueva, estima uma melhoria na rentabilidade de negócio, economizando mais de US$ 35 milhões de gastos financeiros e uma redução de US$ 15 milhões em gastos corporativos anuais. Após o comunicado, as ações da empresa na Bolsa de Santiago subiram 17%.

Divulgação Masisa

Masisa

As medidas anunciadas implicam no fim do processo de busca de um sócio para o aumento de capital, conforme anunciado ano passado

A firma estimou que, uma vez completada o processo de venda de ativos, o indicador de dívida financeira do Ebitda será reduzido entre dois e 2,5 vezes desde o atual nível de 4,2 vezes, ao mesmo tempo em que se registrará uma melhoria na logística da nova estrutura de negócios.

Venda concretizada
No caso dos ativos industriais na Argentina, localizada na cidade Concórdia, na província de Entre Rios, a Masisa mencionou o contrato de venda com a austríaca Egger por 155 milhões de dólares em um processo que deve concluir em nos próximos três meses. A fábrica possui capacidade instalada anual de 280 mil metros cúbicos de chapas e mais de 500 colaboradores e 57 unidades da Placacentro.

Sobre os negócios no Brasil e México, a Masisa assinalou que recebeu ofertas e mostras de interesse. A Masisa chegou ao País em 1995 com o MDF importado das fábricas do Chile e Argentina. Em 2001 inaugurou a fábrica em Ponta Grossa (PR) e em 2010 inaugurou em Montenegro (RS) sua segunda fábrica no Brasil.

Segmento de adesivos e colas também conta com transação

No México a empresa tem quatro plantas industriais e 77 unidades Placacentro. A empresa continua com as plantas produtivas no Chile e Venezuela, avaliadas em mais de 560 milhões de dólares e também anunciou a reorganização de seus negócios após o encerramento do mercado de ações do Chile.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile