A importância de uma linha de produção adequada

Na seção Gestão da edição 84 da Sob Medida, esclarecemos dúvidas de marceneiros em relação a disposição dos equipamentos, investimentos e terceirização

Publicado em 13 de Maio de 2014 | 14:20 |Por: Jorge Mariano

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Montar uma marcenaria não é tarefa simples. Além dos investimentos iniciais em equipamentos, matéria-prima e mão de obra, é preciso encontrar um local adequado para suportar a produção diária. Em um mundo perfeito, um galpão que possibilitasse a montagem de uma linha de produção contínua seria ideal, no entanto, muitas vezes locais assim não estão dentro do orçamento de empresas menores, obrigando os empresários a montar o negócio em um espaço reduzido. “Normalmente se faz um layout em ‘U’, no qual o material sai pela mesma porta em que entrou”, explica o diretor da Prospectus Móveis, Claudio Gumieiro.

Para começar, é preciso definir com qual material a empresa trabalhará. Para serviços envolvendo MDF e BP, a marcenaria conta, basicamente, com máquinas de corte, usinagem, furação, colação, compressão, coleta de pó e estoques. Quando o trabalho envolve madeira maciça, máquinas para desempeno, desengrosso e lustração costumam entrar no conjunto. Também é bom que a empresa tenha um planejamento que aborde possibilidades de crescimento. Segundo o consultor Claudio Perin, não planejar essas situações é um erro comum no setor. “O ideal seria começar com 70% de uso da área, deixando 30% para uma aposta de crescimento”, esclarece.

Leia mais:
Indústria: confira as novidades para marceneiros
Indústria: faturamento cai em março, mas sobe no trimestre
Ferragens otimizam ambientes menores

Divulgação ForMar

Marcenaria Modelo na ForMar mostra exemplo de layout adequado para empresas do setor

Marcenaria Modelo na ForMar mostra exemplo de layout adequado para empresas do setor

Outra dúvida que atinge os empresários é se é melhor terceirizar algum serviço ou adquirir o equipamento para que o mesmo seja realizado dentro da empresa. A aquisição de equipamentos para serviços eventuais pode comprometer o espaço de uma oficina. “Alguns marceneiros encontram maneiras de terceirizar serviços eventuais com colegas que utilizam os equipamentos necessários de maneira sistemática”, destaca Perin.

Estoque
Um layout em forma de “U” pode oferecer uma vantagem ao marceneiro quando se fala em armazenagem. Por concentrar a matéria-prima e o produto acabado em locais bastante próximos, o compartilhamento dessa área é facilitado. Para Perin, a situação pode ser útil no momento em que a empresa recebe uma grande quantidade de material bruto, por exemplo. “Este espaço pode ser utilizado, bem como em um momento de estocagem de um pedido grande que ainda não foi concluído”, diz.

Confira essa reportagem completa na edição 84 da revista Móbile Sob Medida.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile