Ligna 2017 abre as portas com tecnologia e automação

Feira realizada em Hannover apresenta última geração de tecnologias para fabricação de móveis e equipamentos para indústria florestal

Publicado em 22 de Maio de 2017 | 19:30 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Ligna 2017 apresenta tecnologias de ponta em equipamentos, automação e flexibilidade em linhas industriais completas que realizam todas as etapas da produção do móvel, maquinário para os mais variados processos de pintura e acabamento do mobiliário, além de componentes de automação para as mais diversas funções.

Tudo isso e mais um pouco pode ser conferido na mais importante feira de máquinas e equipamentos para o trabalho com a madeira, realizada em Hannover, na Alemanha. A partir de hoje até sexta-feira (26), 1,5 mil expositores de 49 nações apresentam surpreendentes inovações. O evento conta com 128 mil metros quadrados e a renovada no layout deu resultado.

Segundo a organizadora da Ligna, Deutsche Messe, a feira foi replanejada já que muitos expositores apresentam uma mesma máquina para diferentes tipos de produção. Com doze pavilhões ocupados – sendo seis para a etapa de máquinas e equipamentos para produção em massa, algo que fez parte de diversos estandes de todos os pavilhões foi a robotização.

Thiago Rodrigo/Revista Móbile

Ligna 2017

Automação dos processos por meio de robôs foi frequente na Ligna

Seja na pintura do móvel, para a locomoção de peças ou no transporte de peças acabadas, robôs e mais robôs integram as operações nas linhas de produção para automação dos processos produtivos – a feira também conta com um pavilhão completo com soluções de automação.

Manufatura avançada
Indústria 4.0, Internet das Coisas (IoT na sigla em inglês) e fábricas inteligentes são palavras-chave da Ligna 2017 e compõe a nova geração de tecnologias que capacitarão toda a indústria para atingir eficiência e produtividade para se tornarem mais competitivas.

Nas apresentações de fornecedores como Biesse, Cefla, Homag, SCM Tecmatic e Weinig, a Indústria 4.0 se torna cada vez mais comum. As empesas destacam soluções cada vez mais concretas de como as indústrias moveleiras de todo o mundo podem digitalizar suas fábricas.

Mercado
No ano passado os produtores alemães de máquinas para trabalhar madeira apresentaram um aumento de 11% no volume de negócios. Segundo a Agência Estatística Federal do país, a produção na Alemanha atingiu – ao contrário das expectativas da VDMA (Associação Alemã de Fabricantes de Máquinas para Madeira) – um acréscimo de apenas 2,3%.

– Digitalização dos processos como tema do evento

Isto corresponde a um valor de 2,87 bilhões de euros, perto do recorde de 2007 (3,02 bilhões de euros). Para 2017, a associação espera o crescimento percentual de um dígito. Pelos ânimos do primeiro dia da feira em Hannover, as expectativas da associação alemã serão atingidas. O cenário para o mercado de máquinas para madeira é promissor e de investimentos com muitas empresas apostando cada vez mais nos caminhos para a Indústria 4.0.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile