Ligna 2017 encerra com grandes soluções para indústria de móveis

Além de o novo layout ter sido bem recebido, Indústria 4.0 esteve ainda mais forte e gera um novo impulso em todo o setor moveleiro

Publicado em 26 de maio de 2017 | 14:17 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Encerrou hoje (26) a Ligna 2017, realizada em Hannover, na Alemanha. Com grandes inovações tecnológicas para a fabricação de móveis apresentadas, o evento mostrou um novo ímpeto para a onda de digitalização que atualmente está redefinindo a indústria. Além disso, a feira registrou um significativo aumento no número de expositores e visitantes de fora da Alemanha.

A principal feira do mundo para o trabalho com a madeira está crescendo novamente, após a crise que assolou a Europa no início da década, e com fator principal para a manufatura avançada. “A Ligna 2017 ficará como um marco na digitalização da indústria da madeira”, diz membro da gerência da Deustche Messe responsável pela feira, Andreas Gruchow, na conferência de encerramento para a imprensa.

Os conceitos da Indústria 4.0 para o setor moveleiro foi dominante na Ligna deste ano, com grande ênfase na digitalização, integração e automação. “Os expositores abordaram tudo, desde abordagens sofisticadas à integração de fábricas até sistemas de entrada para trabalhos especializados, oferecendo assim a tecnologia certa para qualquer escala de operação”, assinala Gruchow.

Thiago Rodrigo/Revista Móbile

Ligna 2017

Ligna 2017 contou com grandes novidades em automação

Números
A nova abordagem da Ligna contribuiu para um crescimento estável de toda a indústria. Mais de 1,5 mil expositores, incluindo 900 do exterior, apresentaram em primeira mão máquinas, ferramentas e soluções inovadoras nos 129 mil metros quadrados de exposição.

A Ligna 2017 atraiu um total de 93 mil visitantes, incluindo cerca de 42 mil participantes de fora da Alemanha de mais de 100 países diferentes. De acordo com Gruchow, a afluência cada vez mais internacional da mostra reflete da feira em todos os cantos do globo, em particular da Ásia, América do Norte e Europa.

“Esses números impressionantes confirmam que os decisores internacionais têm vindo a colocar a sua confiança na Ligna como o evento que pode dar-lhes uma compreensão completa das últimas tendências e desenvolvimentos de processamento de madeira e tendências e desenvolvimentos no setor da madeira”, destaca.

Ligna abre as portas

O dez países com maior número de visitantes depois da Alemanha foram França, Áustria, Estados Unidos, Suécia, Bélgica, Espanha, China, Polônia, Itália e Rússia. Mais de 80% de todos os participantes classificaram o novo layout temático da Ligna como bom ou muito bom. O destaque especial ficou por conta do segmento de tecnologias de superfícies no qual um em cada três visitantes expressou interesse no tema.

Layout
A divisão dos estandes da Ligna 2017 exibiu uma gama de categorias escolhidas para refletir a convergência tecnológica crescente entre os comércios especializados e indústria. “O novo layout provou ser um grande sucesso. Nossos clientes encontraram muita facilidade para navegar”, comentou o presidente da divisão de máquinas para trabalhar madeira de Associação da Alemanha Indústria Mecânica Engenharia (VDMA), Wolfgang Pöschl.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile