Interzum 2017 inicia amanhã com tendências para a indústria moveleira

Colônia, na Alemanha, recebe visitantes de todo o mundo entre os dias 16 e 19 de maio para apresentar as novidades do setor moveleiro

Publicado em 15 de maio de 2017 | 15:30 |Por: Paulinne Giffhorn

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Com 185 mil metros quadrados de exposição será iniciada amanhã, 16 de maio, a Interzum 2017, em Colônia, na Alemanha. A edição deste ano será marcada por um número maior de expositores, eventos, inovações e visitantes. Durante cinco dias visitantes de todo o mundo poderão se inspirar com as inovações dos expositores, fazer novos contatos e levar novas ideias para incorporar aos seus próprios negócios.

Divulgação Interzum

Interzum 2017

Estande do segmento “Funções & Componentes”

“Nós estamos ansiosos para receber visitantes de todo mundo em Colônia”, conta a vice-presidente da organizadora da feira, Koelnmesse, Arne Petersen. “Com a Interzum nós desenvolvemos uma feira líder no setor moveleiro internacional que realmente merece esse título. Não existe outro lugar no mundo que faça uma feira que oferece uma gama tão grande de produtos, serviços e conceitos”, complementa.

No evento é possível ter uma visão global das tendências da indústria moveleira e de decoração. Dispostas em três segmentos, Materiais & Natureza, Função & Componentes e Maquinário & Têxtil, a sustentabilidade e o individualismo estão presentes como temas chave nas exposições.

Para que os visitantes possam aproveitar as atrações e se orientar mais facilmente pelo pavilhão, o sistema “Follow the Red Line”, ou “Siga a Linha Vermelha” – em tradução livre, foi aprimorado, conectando a entrada Sul, localizada a 50 metros de distância da estação de trem Köln Messe/Deutz Intercity Express, com as principais exposições da feira.

Divulgação Interzum

Interzum 2017

A chefe de operações da Koelnmesse, Katharina Hamma

Além das exposições, acontecerão eventos paralelos durante a feira, como congressos, workshops de criatividade, premiações, entre outros. A chefe de operações da Koelnmesse, Katharina Hamma, sugere que os visitantes disponham de bastante tempo.

Eventos e oficinas

“Nós recomendamos um mínimo de dois dias, mas cada dia extra vale a pena. Até os visitantes que vão ficar todos os dias correm o risco de não conseguir ver tudo”, enfatiza. A fim de desfrutar todas as exposições e eventos, é recomendado que os visitantes saibam previamente o que querem visitar, elaborando uma programação com ajuda do portal desenvolvido pela Koelnmesse ou por conta própria.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile