Diretor da SCM proporciona insights da Indústria 4.0 para industriais moveleiros

Para o diretor da divisão SCM Madeira Machinery, Luigi de Vito, a Indústria 4.0 é um tema que diz respeito a toda a vida cotidiana

Publicado em 25 de setembro de 2017 | 11:37 |Por: Pedro Luiz de Almeida

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Dando continuidade na programação da manhã do segundo dia (22/09) do 8º Congresso Moveleiro Nacional, a primeira palestra da manhã teve como tema Soluções tecnológicas para a indústria moveleira com ênfase na Indústria 4.0, ministrada pelo diretor da divisão SCM Madeira Machinery, Luigi de Vito.

O especialista (que concedeu entrevista para a Móbile Fornecedores na cobertura da Ligna) abriu o espaço contextualizando o momento econômico em que vivemos, no qual o período de mudança é cada vez mais veloz e impactando o mercado mundial, alterações potencializadas pelo consumidor que deseja produtos personalizados e experiências diferenciadas.

Agora, conforme explicou o palestrante, estamos em uma fase que coloca junto a digitalização, a produção e os modelos de negócio. Assim, segundo ele, tanto o governo como as pessoas que entenderam que o futuro da economia é na indústria, começaram a investir em universidades e pesquisas para o que será a indústria do futuro.

Érica Diniz

Indústria 4.0

Segundo o dirigente da SCM, a Indústria 4.0 é uma resposta de como os industriais conseguiram produzir para agradar esse novo cliente final, e não, apenas, um objetivo

“Dentro desse novo cenário, de mudanças rápidas em um curto intervalo de tempo, as indústrias caminham para uma economia de consumo circular e sustentável. Em 2020, pensa-se em uma grande personalização, cada cliente quer se sentir dentro do processo de produção”, comentou o palestrante.

Para ilustrar esse cenário, ele contou que no ano de 2012 a produção de móveis mundial voltou aos patamares de dez anos antes. “Não cresceu em volume, mas o que se produz hoje é muito diferente do que de dez anos. Hoje, os produtos têm que ser mais seguros e sustentáveis, mas, sobretudo, a clientela está mais exigente, o produto customizado será o grande standard”, frisou de Vito.

Após apresentar alguns exemplos de negócios inovadores na questão da produção digitalizada, como a Made e a ATFBA, o especialista finalizou a palestra falando que agora é o momento de planificar, pensar hoje para fazer amanhã. “A indústria 4.0 vem para dar aos empresários a oportunidade de ver hoje o que será o futuro e se preparar”, encerrou o dirigente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook