Indústrias moveleiras cearenses reúnem-se com importadores latinos

O encontro possibilitou que as indústrias moveleiras cearenses apresentassem seus produtos a atacadistas, varejistas e distribuidores latino-americanos e prospectassem vendas

Publicado em 14 de setembro de 2016 | 9:20 |Por: Cleide de Paula

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Seis compradores da Argentina, Chile e Uruguai participaram na segunda-feira (12/9), na Casa da Indústria, de uma rodada de negócios com oito empresas participantes do projeto Ceará Móveis Export. O encontro possibilitou que as indústrias moveleiras cearenses apresentassem seus produtos a atacadistas, varejistas e distribuidores latino-americanos e prospectassem vendas em curto, médio e longo prazos. A iniciativa é uma parceria entre o Sindicato das Indústrias de Mobiliário do Ceará (Sindmóveis) e o Centro Internacional de Negócios da FIEC, com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O presidente do Sindmóveis, Osterno Júnior, explicou que essa é a primeira ação comercial do projeto e a expectativa é de que o impacto seja significativo para as empresas. “Temos a participação de indústrias iniciantes e experientes. Todas estão entusiasmadas com o projeto. Isso é fundamental porque sozinhas elas teriam mais dificuldade em acessar o mercado internacional. Com o apoio do sindicato, da FIEC e do Centro Internacional de Negócios elas contam com todo o suporte necessário”, afirmou.

A rodada contou com reuniões individuais entre as empresas cearenses e os importadores e também com um showroom onde todas as indústrias participantes do projeto expuseram seus produtos para que os compradores internacionais pudessem ter uma ideia real dos produtos cearenses.

Leia mais:

Abimóvel renova parceria com Apex-Brasil

Projeto Orchestra Brasil participa da Expocruz Bolívia

A Movenord é uma das participantes que está em busca da primeira exportação. O diretor administrativo-financeiro da empresa, Gean Bessa, declarou que a rodada de negócios foi a primeira experiência e servirá para que a indústria sinta como o mercado internacional recebe o seu produto. Segundo ele, o foco são os móveis de escritório. “Estamos confiantes em dar o primeiro passo nas exportações com o pé direito”, disse.

O projeto, que conta ainda com a parceria da Unifor, é focado na prospecção de mercados internacionais e a ideia é servir de agente indutor de abertura comercial internacional, mas também consolidar a experiência das empresas que já exportam de forma que ambas tenham a exportação como uma estratégia de negócio e que seja uma atividade perene. Trata-se de uma experiência piloto, cuja previsão inicial é de duração até fevereiro de 2017. (com informações da Assessoria de Imprensa)


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook