Indústria moveleira apresenta queda de 11% na produção em março

Produção de móveis representa segunda maior influência negativa sobre total da indústria

Publicado em 9 de Maio de 2017 | 15:16 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A produção da indústria moveleira em março de 2017 apresentou queda de 11% com ajuste sazonal. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal (PIM-PF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O setor é um dos 15 entre 24 ramos pesquisados a registrar queda no mês. Comparado ao mesmo mês de 2016, a produção da indústria moveleira teve queda de 4,7%.

Entre as grandes categorias econômicas, ainda na comparação com o mês imediatamente anterior, bens de consumo duráveis, ao recuar 8,5%, mostrou a queda mais acentuada em março de 2017 e eliminou o avanço de 8,0% registrado em fevereiro. Esse foi o recuo mais intenso desde junho de 2015 (-13,2%). Já no confronto com igual mês do ano anterior, bens de consumo duráveis (8,5%) assinalou o avanço mais acentuado entre as grandes categorias econômicas.

Indústria brasileira
A atividade industrial apresentou recuo de 1,8% na passagem de fevereiro para março de 2017 (série com ajuste sazonal), permanecendo com o comportamento predominantemente negativo desde o início de ano, com queda de 0,4% em janeiro e variação nula (0,0%) em fevereiro.

Divulgação

Produção Indústria Moveleira

Produção da Indústria Moveleira fica no zero a zero no primeiro trimestre

Assim, o setor industrial acumulou acréscimo de 0,6% nos três primeiros meses de 2017. A taxa anualizada, indicador acumulado nos últimos 12 meses, com o recuo de 3,8% em março de 2017, prosseguiu com a redução no ritmo de queda iniciada em junho de 2016 (-9,7%).

Potencial de consumo de móveis

No confronto com março de 2016 (série sem ajuste sazonal), o total da indústria apontou expansão de 1,1% em março de 2017, após recuar 0,8% em fevereiro e avançar 1,4% em janeiro último, quando interrompeu 34 meses consecutivos de resultados negativos.

Produção regional
A indústria do Paraná apontou crescimento de 4,9% em março de 2017 no confronto com igual mês do ano anterior. Em móveis, houve recuo de 6,6% na produção. Segundo a publicação, isso ocorreu devido a diminuição na produção de armários de madeira para uso residencial (exceto modulados), móveis de madeira para cozinhas (exceto modulados) e poltronas e sofás de madeira.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile