Indústria moveleira do Brasil marca presença no México

Projeto Brazilian Furniture reuniu 14 empresas brasileiras que contaram com espaço exclusivo na feira moveleira mexicana

Publicado em 16 de fevereiro de 2018 | 16:12 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A indústria moveleira do Brasil marcou presença na Expo Mueble Internacional Invierno, que está sendo realizada em Guadalajara, no México, entre os dias 14 e 17 de fevereiro de 2018. Ao todo 14 empresas nacionais e participantes do projeto Brazilian Furniture– iniciativa da Associação Brasileira das Indústria do Mobiliário (Abimóvel) com a Apex-Brasil – visitaram a feira que é uma das referências do setor moveleiro na América Latina.

A delegação da indústria moveleira do Brasil é composta pelas empresas Belaflex, Bertolini, Brisa Casa, BRV Móveis, Carraro Móveis, Cavaletti, Finestra Móveis, Henn, Lanci, Linea, Multimóveis, Rhodes, Telasul e Unicasa Móveis. Todas estas fabricantes estão reunidas na feira dentro de um espaço exclusivo para marcas brasileiras.

Divulgação Expo Mueble Internacional

Indústria moveleira do Brasil no Expo Mueble

Local de realização da Expo Mueble Internacional em Guadalajara

“Na feira há empresas de vários países, porém o espaço ocupado pelas 14 empresas brasileiras é o único com um projeto visual e de comunicação que destaca a marca Brasil e das empresas participantes do Projeto Brazilian Furniture, uma parceira da Abimóvel com a Apex-Brasil para o fomento da indústria brasileira no mercado internacional”, salienta a diretora executiva da Abimóvel, Cândida Cervieri.

Em suas duas edições por ano – a de inverno e a de verão –, a Expo Mueble Internacional converge cerca de 900 expositores e mais de 25 mil participantes num espaço de 75 mil metros quadrados, gerando um total de 1 bilhão de pesos mexicanos em negócios.

Aproveitando a presença no México, o projeto Brazilian Furniture realizou um seminário técnico que antecedeu o Expo Mueble Internacional. Na exposição foram apresentados dados sobre o alto potencial de compra de móveis na América Latina. No México, o consumo de mobiliário cresceu 3,7% desde 2012.

Divulgação Brazilian Furniture

Indústria moveleira do Brasil na Expo Mueble

Empresas brasileiras receberam um selo de destaque Brasil durante a Expo Mueble Internacional Invierno

Indústria moveleira do Brasil enfrenta tributação mexicana

O gerente de exportações da Multimóveis, Marcelo Zortea, relembra que a empresa já participa da feira desde 2000 e que desde então vem cultivando relações com players do mercado mexicano.

“Passada a crise de 2008-2009, é nos últimos anos que percebemos que o mercado mexicano está retomando. No entanto, existem algumas restrições entre os setores moveleiros do Brasil e do México. O imposto aplicado ao móvel brasileiro no mercado mexicano já foi de 25%. Eles nos recebem muito bem, nós temos uma cultura parecida, mas ainda há um certo protecionismo quanto a entrada dos móveis brasileiros no país”, afirma Zortea.

A visão é compartilhada pelo gerente de exportação da Henn, Juliano Barretti, para quem um diálogo assertivo entre os governos brasileiro e mexicano quanto à tributação do móvel brasileiro poderia ajudar nas relações comerciais de mobiliário entre os dois países.

“Essa é a terceira participação consecutiva da Henn na feira e nosso principal objetivo é consolidar o trabalho que já temos feito e aumentar nossa participação dentro do mercado mexicano, encontrando novos clientes. A participação brasileira de móveis no México é pequena. Em anos passados já foi maior, voltou a crescer, mas ainda é pequena se comparado com o que o México importa de outros países. Os móveis do Brasil têm uma tributação e esse assunto está em pauta entre os governos brasileiro e mexicano. Isso demora um pouco, mas com certeza facilitaria muito nos negócios”, diz Barretti.

Diante deste cenário, a diretoria da Abimóvel iniciou tratativas com representante do setor moveleiro e do governo mexicano. Entre os temas da pauta estão justamente a redução das tarifas de importação de madeira e móveis brasileiros no México – que atualmente giram em torno de 8% a 15% – e também a criação de plataformas de comércio entre os dois países.

Divulgação Expo Mueble

Indústria moveleira do Brasil no Expo Mueble

Edição de inverno 2018 da Expo Mueble Internacional espera em torno de 25 mil participantes


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile