Indústria e design, por Claudia Lens

A consultora do Senai, Claudia Lens, fala sobre como o designer e a indústria precisam trabalhar em sinergia

Publicado em 29 de junho de 2015 | 15:00 |Por: Jorge Mariano

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Conhecer os processos industriais é fundamental para o sucesso de um designer. A partir do momento em que o profissional compreende como a fábrica trabalha, passa a criar produtos que além de atenderem o público final, são mais bem adaptados à linha de produção. Confira a entrevista com a especialista em serviços técnicos e inovação do Senai/PR, Claudia Lens, em que ela explica quão importante essa integração é para o trabalho de um profissional de design.

eMobile – Que diferença faz, no trabalho de um designer, conhecer o que há disponível e como funciona o processo fabril?
Claudia Lens – Na maioria das vezes o designer não tem esse tipo de preparo acadêmico, de conhecer o que faz parte do chão de fábrica e processo produtivo. Com isso, há limitação para desenvolver o produto e o que implica diretamente na fabricação desse produto. Muitas vezes, acontece de um projeto não feito de forma integrada ter muito mais erros e gerar problemas lá na frente. Assim, o designer tem de conhecer a produção para desenvolver o projeto pensando no processo produtivo e construtivo do produto.

Arquivo Pessoal

Claudia Lens

Claudia Lens, do Senai/PR

Com isso, vai entender até onde pode ir com o projeto e vai fazer com que haja otimização maior. Vai otimizar tempo, matéria-prima, mão de obra e vai fazer com que haja redução de desperdício. O designer tem muito focada a parte de desenvolver produtos pensando no usuário. Com essa integração, além de desenvolver produtos que vão agradar os usuários, também vai desenvolver produtos bons para a empresa produzir. Com isso, o resultado é muito melhor. Consegue fazer a empatia com o cliente e transformar isso em um resultado concreto. Isso só é possível por meio dessa integração. Entender mais do processo do chão de fábrica interfere diretamente no resultado final.

Leia mais
Indústria e design – Caio Márcio
Indústria e design – Fabio Fillipini
Viero Móveis inaugura nova fábrica

eMobile – Esse trabalho pode influenciar no andamento da linha de produção?
Claudia – Com certeza. Sempre com o auxílio do pessoal da engenharia da produção e do chão de fábrica, essa integração é a mais importante do processo todo. É uma ponte entre o projeto e a produção. Até então, havia um buraco entre os setores. Com isso, ele consegue olhar o projeto, o desenho do produto. Consegue desenvolver algo que vai ser muito mais possível de ser fabricado e muito mais otimizado. Otimização de peças, por exemplo. A partir do que a indústria disponibiliza em seu processo produtivo, ele consegue desenvolver algo que vai ser otimizado no chão de fábrica. Vai conseguir otimizar o tempo de fabricação e reduzir tudo que gera desperdício, porque desperdício não agrega valor ao produto. Se o produto for pensado já com a eliminação desses desperdícios, isso vai se reverter em resultado financeiro. A maneira convencional é o designer fazer o projeto, jogar na produção e eles têm de dar conta do recado. Dessa forma integrada, não. Há uma ponte entre os setores e o produto é pensado em conjunto do início ao fim, multidisciplinarmente.

eMobile – Qual a importância do design thinking nesse processo?
Claudia – Essa história de centrar no usuário é o conceito do design thinking. É a forma de pensar do design thinking. É encarar os problemas com foco na pessoa, por meio da empatia, colaboração e experimentação, desenvolver projetos e produtos que sejam mais centralizados e focados nos usuários. É colocar as pessoas no centro do desenvolvimento do projeto. Com isso, teremos um projeto que seja desejável. Quando há essa integração, além de oferecer um produto desejável, vamos ter algo financeiramente mais interessante e tecnicamente mais possível de se transformar em realidade.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook