Black Friday se aproxima e indústria moveleira se prepara

Black Friday se estabeleceu como uma das mais significativas datas para o faturamento do setor moveleiro

Publicado em 18 de outubro de 2017 | 7:00 |Por: Gabriela de Lara

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Para movimentar o comércio e aumentar o número de vendas, a Black Friday foi implantada no Brasil a partir da ação que surgiu nos Estados Unidos, ocorrendo sempre na primeira sexta feira após o feriado de ação de graças. Segundo dados do Ebit, empresa que reúne informações do comércio eletrônico, na edição de 2016 do Black Friday o e-commerce faturou cerca de R$ 1,9 bilhão totalizando 2,92 milhões de pedidos realizados somente com compras online.

Ainda segundo o Ebit, o desempenho da indústria de móveis na Black Friday é significativo. A categoria de produtos que abrange o setor moveleiro, “casa e decoração”, ocupa o quinto lugar em volume de faturamento. Apesar de considerar a Black Friday uma data chave para gerar grande fluxo de produtos, o diretor-comercial da Caemmun Movelaria, Diego Munhoz também destaca alguns aspectos que podem ser considerados negativos da ação. “A data acaba antecipando as vendas do Natal e prejudicando um pouco o faturamento desse período [natal]”, conta Munhoz.

Fonte Ebit

Black Friday

A Ebit acompanha a evolução do varejo digital no País

Já o diretor-comercial da Línea Brasil, Sidney Nakama, destaca a participação no ano passado consolidou a empresa como uma das grandes ganhadoras de mercado neste período. “Algumas ações chegaram a dobrar o resultado no período”, afirma. Nakama lembra que, apesar do aumento quantitativo do número de operações realizadas nesse período, a qualidade dos serviços oferecidos deve se manter, preservando a confiança dos clientes. “Mantivemos nossos níveis de serviço e satisfação mesmo com o grande número de operações processadas durante a Black Friday”, conta.

Os descontos e promoções da Línea são viabilizados, de acordo com ele, por meio de negociações entre varejistas e parceiros que se propõe a desenvolver ações promocionais. “Todas as categorias de produtos se beneficiam e aumentam proporcionalmente o volume de negócios no período. O evento está cada vez mais enraizado no calendário do varejo brasileiro”, diz. O período garante a fatia de participação econômica da Línea Brasil no faturamento total. Para esse ano, a expectativa é manter os resultados do ano anterior. “Esperamos uma leve melhora em relação a 2016, os acordos já estão encaminhados”, considera.

Estratégias e parcerias

Munhoz comenta que a Caemmun buscou trabalhar com produtos específicos e condições especiais de compra, com diferentes campanhas para cada canal de venda. “A parceria que temos com alguns clientes nos proporcionou fazer campanhas customizadas com valores e produtos especialmente trabalhados para esse evento”, assinala.

A empresa realizou um estudo de com preferências do consumidor para definir quais canais e produtos serão mais explorados em determinados períodos, como é o caso da Black Friday. “No e-commerce os produtos preferidos são os de um único volume e de fácil montagem. O próprio consumidor monta o móvel sem auxílio de um montador”, observa Munhoz, que já destaca a estratégia para 2017. “Temos como princípio desenvolver produtos atraentes, bonitos e funcionais mesmo com preço baixo, adequando ao que satisfaz as necessidades do consumidor nesse momento: preço adequado à necessidade”, explica.

Fonte Ebit

Black Friday

Na principal data do varejo eletrônico brasileiro, a Ebit estabelece o perfil do consumidor da Black Friday 2016

Para disponibilizar ofertas, a Línea Brasil trabalhou em conjunto com os principais players do mercado, investindo para oferecer descontos reais ao consumidor. “Entendemos que é essencial a participação da indústria para que o varejo consiga repassar as promoções e juntos fazermos uma campanha de sucesso”, diz Nakama. A Caemmun, segundo Munhoz, tem como expectativa acompanhar a previsão de crescimento com relação ao período do ano anterior divulgada pelo Google Brasil, que está entre 15% e 20%.

Marketplace first, confira artigo falando sobre a importância dessa ferramenta para a indústria

As empresas concordam que o período firmou-se como grande núcleo de produção. Nakama destaca que “a data se consolidou com maior sinergia entre indústria, varejo e mídia, trazendo um crescente retorno a todos”. Já Munhoz, pontua que financeiramente a Black Friday representa um incremento de vendas similar às datas de grande desempenho do setor, como o Dia das Mães e o Natal”.

A Artely, empresa de complementos para salas decidiu não contribuir com a reportagem, e as empresas Móveis Província, Colibri Móveis e Valdemóveis não responderam até o fechamento desta matéria.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile