Indústria de máquinas italianas para madeira tem aumento em 2017

Acimall divulga balanço da indústria de máquinas, avalia como bom o desempenho do último ano e vê um 2018 promissor

Publicado em 9 de Fevereiro de 2018 | 17:33 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Segundo a Associação Italiana de Fabricantes de Máquinas e Equipamentos para Madeira (Acimall), o desempenho da indústria de máquinas italianas para madeira em 2017 alcançou um valor de produção de 2,29 bilhões de euros, aumento de 11,6% em relação a 2016. A entidade avalia que o cenário continua agradável para as fabricantes de máquinas do mercado moveleiro italiano.

Os números de exportação também foram positivos, totalizando 1,6 bilhão de euros, 7,1% a mais do que em 2016. Os maiores destinos de maquinário italiano incluem os Estados Unidos, comprando tecnologias indústria de máquinas italianas para madeira por um valor total de 165,5 milhões de euros, seguido pela Alemanha (105,8 milhões), Polônia (102,4 milhões) e França (92,5 milhões).

Divulgação Acimall

Acimall - indústria de máquinas italianas para madeira

O valor da importação também aumentou – 199 milhões de euros, 10% maior em relação ao ano anterior

O mercado interno também continua a crescer, impulsionado pelas medidas de apoio ao investimento introduzidas pelo governo italiano nos últimos anos. A Acimall prevê um novo progresso a curto e médio prazo. Em 2016, os “consumidores” italianos de máquinas de madeira investiram 743 milhões de euros, que aumentaram para 894 milhões de euros (140 milhões a mais) em 2017. Isso sugere que, em 2018, o mercado interno chegue ao patamar do bilhão, o que seria um novo recorde após 900 milhões de euros investidos em 2001.

Quarto trimestre da indústria de máquinas italianas para madeira

O quarto trimestre de 2017 fechou com um aumento de pedidos para a indústria de máquinas italiana de 36,8% em relação ao mesmo trimestre de 2016. A taxa de crescimento no período de julho a agosto havia sido de 42,9%, também comparado ao mesmo período do ano anterior.

O valor, pontua a Acimall, resulta da tendência vendas ao exterior, no qual teve aumento de 35,2% (51,5% no terceiro trimestre), e do excelente desenvolvimento da demanda das fábricas de móveis italianas, atingindo crescimento de 49,5% no período de outubro a dezembro de 2016 (contra apenas 19,7% no segundo trimestre).

Xylexpo 2018 de olho nas tendências globais e Indústria 4.0

“Os consumidores italianos estão passando claramente por um período de maior confiança que, combinado com incentivos estaduais, está gerando uma forte demanda, excedendo até as expectativas mais otimistas”, aponta o diretor da Acimall, Dario Corbetta.

“Esses resultados não são apenas satisfatórios para os fornecedores de tecnologia, mas também prevêem uma crescente competitividade de todo o sistema: nos últimos anos, a indústria da madeira e móveis teve que enfrentar uma época muito complexa, reduzindo ao máximo todos os investimentos. Ao adquirir tecnologia mais inovadora e atualizada, agora podem contar com ferramentas mais efetivas, produzir mais e melhor com a abordagem da Indústria 4.0, alavancando a conexão entre tecnologia e sistemas de gerenciamento corporativo para restaurar a competitividade e capacidade de oferecer produtos atraentes”, acrescenta Corbetta.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile