Ibá realiza primeiro encontro PEFC Cerflor de Sustentabilidade

Evento que reúne representantes da certificação florestal busca valorizar empresas, marcas e produtos

Publicado em 17 de maio de 2017 | 8:35 |Por: Érica da Costa Diniz

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), reuniu-se na terça (16/05), com principais representantes da certificação florestal do Brasil para o primeiro Encontro PEFC Cerflor de Sustentabilidade. O evento visa compartilhar experiências bem sucedidas e mostrar como a prática valoriza empresas, marcas e produtos.

Para a presidente da Ibá, Elizabeth de Carvalhaes, esta é uma grande oportunidade para reforçar os compromissos já conquistados pelo setor com a certificação florestal, além de compartilhar as melhores práticas de valorização da produtividade industrial sustentável.

Carol Carquejeiro

Elizabeth de Carvalhaes, presidente executiva da Ibá

Presidente executiva da Ibá, Elizabeth de Carvalhaes, ressalta a importância da certificação

“O empenho das indústrias brasileiras de árvores plantadas com as ações econômicas, sociais e ambientais é referência mundial; desde o desenvolvimento de técnicas de plantio e colheita até a produção industrial e o investimento em pesquisas, sempre respeitando e conservando o solo, a biodiversidade e os recursos hídricos, além de melhorar a eficiência energética”, menciona.

No Brasil, 5,5 milhões de hectares com plantios de árvores são certificados na modalidade manejo florestal, que inclui indicadores de monitoramento da água, da biodiversidade, e armazenamento de embalagens, entre outros, incluindo a  relação com as comunidades.

O setor brasileiro também é o mais sustentável do mundo, destacando-se como o país que mais protege as áreas naturais, uma vez que para cada hectare plantado com árvores para fins industriais, outro 0,7 hectare de mata nativa é destinado à conservação.

A presidente destaca a importância de o mercado valorizar, cada vez mais, a origem da matéria-prima que consome.

“A certificação permite rastrear a madeira em todo seu ciclo, da colheita ao produto final. Ao utilizá-la a empresa aumenta sua credibilidade e, por meio da adoção do manejo florestal adequado e de operações industriais responsáveis, passa a ter a garantia para se diferenciar e conquistar novos mercados. E para o consumidor, comprar produtos certificados é um importante passo para contribuir com a mitigação do aquecimento global, uma vez que desta forma ele garante o consumo sustentável e a adoção de uma economia de baixo carbono”, conclui.

Certificações para exportação de madeira e mobiliário

O evento é uma iniciativa do International Programme for the Endorsement of Forest Certification (PEFC), com realização do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e conta com o apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá).

(com informações de assessoria)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook