Definidos os finalistas do hackathon do Congresso Nacional Moveleiro - eMobile

Definidos os finalistas do hackathon do Congresso Nacional Moveleiro

Seis equipes irão disputar prêmios no total de R$ 7 mil na etapa final do projeto, durante o evento no polo moveleiro de Arapongas (PR)

Publicado em 6 de agosto de 2018 | 17:16 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Já estão definidos os finalistas do Hackathon do Congresso Nacional Moveleiro, evento que este ano chega à sua 9ª edição e será realizado em Arapongas (PR), entre os dias 15 e 17 de agosto. Ao todo seis equipes se classificaram para a fase final da competição tecnológica e irão disputar o pódio de três lugares no dia 16. São elas: Tempox, 4 Solution, CM GO, Cedetem, SS Solutions e Sam.

O Hackathon do Congresso Nacional Moveleiro de 2018 contou com 38 participantes, 26 mentores de diversas áreas do conhecimento e mais de 30 horas de trabalho. O público-alvo para composição das equipes foi formado por engenheiros (mecânico, elétrico, produção, mecatrônica, automação), designers, desenvolvedores, programadores, profissionais de Marketing e Administração, bem como estudantes destas áreas.

MostraMóveis e Congresso Moveleiro reúnem indústria em Arapongas

Os participantes foram divididos, por sorteio, em equipes e tiveram como desafio encontrar soluções aplicáveis de IoT (Internet of Things, ou Internet das Coisas, em Português) que auxiliem a indústria moveleira na era da manufatura digital. O total em premiação para os vencedores será de R$ 7 mil – R$ 4 mil para o primeiro colocado, R$ 2 mil para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro.

A primeira etapa do Hackathon do Congresso Nacional Moveleiro ocorreu nos dias 28 e 29 de julho, nas cidades de Arapongas (PR), Ampére (PR) e Contagem (MG), quando foram concebidas, em poucas horas, as soluções. Na ocasião, os seis melhores trabalhos foram avaliados por uma comissão composta por empresários da indústria moveleira do Paraná e consultores reconhecidos pela sua qualificação em tecnologia no setor moveleiro.

Divulgação Fiep

Os participantes, divididos em equipes, participaram da primeira etapa classificatória em julho, sendo que seis deles irão disputar a final durante o Congresso Nacional Moveleiro

Critérios do hackathon do Congresso Nacional Moveleiro

Os trabalhos finalistas foram selecionados de acordo com cinco critérios: modelo de negócio (mercado e monetização); inovação e experiência do usuário; maturidade de solução; composição e experiência do time; e benefício e impacto. As apresentações foram transmitidas via internet, em tempo real, para as três localidades onde o concurso foi realizado.

Expoara irá sediar 9ª edição do Congresso Nacional Moveleiro

Em Arapongas, a banca contou com dois empresários e um engenheiro das empresas locais. O engenheiro industrial mecânico Fernando Buzutti, da Starplast Soluções para Móveis, comentou a iniciativa. “É o primeiro Hackathon que participo. Adoro esse tipo de desafio e o resultado superou as minhas expectativas, foi além do que eu imaginava. O nível estava alto e as pessoas muito bem preparadas”, afirma.

O empresário Elison Estrada, da Móveis Estrela, também destacou que a experiência deve desenvolver um forte senso de grupo. “Não adianta ser genial sozinho se não conseguir emplacar nenhum projeto. Gostei muito do formato e de todo processo da estruturação. É um grande desafio para todos criar, em poucas horas, soluções criativas e nada simples. Vi muito projeto interessante e tenho certeza de que assim como nos surpreenderam, deve ocorrer o mesmo com o público do congresso”, comentou.

O hackathon é uma maratona que reúne hackers, programadores, desenvolvedores e inventores para criar projetos capazes de se transformarem em soluções digitais acessíveis e com penetração mercadológica. O objetivo desta maratona foi buscar soluções para indústrias de móveis, fomentar a pesquisa, experiência tecnológica e inovação digital.


Os comentários estão desativados.

eMobile