Fimma Brasil 2015: design como diferencial na indústria

Palestra da designer Juliana Desconsi aborda a disciplina como estratégia fundamental para uma empresa poder ser competitiva no mercado

Publicado em 19 de março de 2015 | 11:00 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Ontem (18), as palestras do Workshop de Móveis da Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (Fimma), em Bento Gonçalves, tiveram como foco o design. A profissional da Intervento Design, Juliana Desconsi, falou sobre a importância do design como ferramenta estratégica nas empresas.

No último debate do dia, Juliana comentou que o design ainda não é reconhecido no Brasil e que a ferramenta busca entender o cliente/consumidor para criar produtos que possam ser úteis a eles. “O design é parte pulsante a economia criativa e tem o poder de influenciar o desenvolvimento das empresas”, afirmou Juliana. Ao longo da palestra, Juliana falou sobre a situação de empresas que investem em design, como fazer para contratar e trabalhar com design e os benefícios da ferramenta criativa.

Produtos falsificados

Ao falar sobre o design, Juliana não deixou de salientar o desleal e injusto – principalmente para quem investe em design – mundo da falsificação. Entre 1994 e 2007 houve um aumento de 1850% no número de produtos falsificados.

A palestrante apresentou uma pesquisa da AP Design no qual buscava saber se as 453 indústrias de vários setores tinham o design como ferramenta estratégica. Destas, 244 responderam e declararam que 89% utilizam o design de produto. Destas, 61% apresentaram um aumento de competitividade em suas empresas.

“Quando se investe em design estamos fazendo coisas diferentes, estamos dando um passo a frente do mercado”, frisou Juliana. Ela também ressaltou que aplicar o design na companhia não deve ser a única medida, mas também é importante medir a rentabilidade que este setor criativo proporciona. “O design é uma figura dentro do processo de inovação criativa”.

Leia mais sobre a Fimma
Farben leva ‘fashion trends’ para a feira
Galeria de fotos: Fimma Marceneiro
Balanço parcial aponta redução de 20% de visitantes

Para contratar um serviço de design, Juliana citou três modalidades. Demanda, para trabalhos específicos; Fee Mensal, para trabalhos contínuos; e Royalties, onde o designer teria uma porcentagem sobre a venda de determinado produto. Além disso, as indústrias que faturam até R$ 3,6 milhões anuais podem solicitar ao Sebrae um projeto de design em que dispensará apenas 20% do total do projeto.

Ao final da palestra, Juliana Desconsi apresentou cases de sua empresa, a Intervento Design. Além de criar novos produtos para a Meber, empresa de metais sanitários, ela trouxe projetos desenvolvidos com a fabricante de aramados Masutti Copat. Segundo ela, a inovação em aramados em parede não evoluía muito e, em vista disso, foi criada a Linha Colors.

Além deste, outros produtos foram criados e venceram prêmios de design, como Nichos Organizadores, Gaveta Dormitório com Tecido – premiada no Salão Design Casa Brasil em 2013, Prateleira Porta Bolsa e a Sapateira Suspensa. “Prêmios trazem para a empresa a certificação de que seu produto é o melhor, fora mídia gratuita”, disse Juliana. As inovações destes produtos fizeram com que a Masutti Copat tivesse um aumento de 18% no seu faturamento.

Clique aqui para acessar o Diagnóstico do Design Brasileiro, material elaborado por Centro Brasil Design (CBD), Apex-Brasil e Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Hoje (19), haverá mais três palestras. Primeiro, o diretor criativo André Cruz fala sobre móveis multifuncionais, seus usos, durabilidade, formas de pesquisa e projetos. Em seguida, às 15 horas, Marlon Braga, da Fibraplac, fala sobre a marcenaria para o consumidor hoje. Por último, Ítalo Galvani comentará sobre a seleção de máquinas e equipamentos adequados ao perfil e tamanho de cada empresa.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile