Fimma Brasil 2017: Seminário da Indústria 4.0

Seminário Internacional da Indústria 4.0 da Fimma Brasil 2017 apresentou desafios e soluções para o setor para os próximos dez anos

Publicado em 30 de março de 2017 | 12:42 |Por: Guilherme Stromberg Guinski

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Foi realizado na manhã de hoje, 30/03, durante a Fimma Brasil 2017, o Seminário Internacional da Indústria 4.0 – A Revolução Tecnológica em Curso. Mediado pelo coordenador de projeto de Indústria 4.0 da Secretaria da Inovação do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), também contou com a participação de Jörg Rosemeier, da multinacional alemã Ima Leading Technologies, e o presidente da Pollux Automation, José Rizzo. Abrindo o evento, o presidente da Fimma Brasil, Rogério Francio, agradeceu a presença de todos e destacou a importância da aplicação dos avanços tecnológicos na indústria.

Guilherme S. Guinski/Revista Móbile

Indústria 4.0

Jörg Rosemeier explicou a importância da Indústria 4.0

Com o tema “O que há por trás da Indústria 4.0?”, Jörg Rosemeier apresentou o case de uma fabricante de móveis alemã explicando o conceito que direciona a automação. Segundo ele, em resumo, esta nova fase de produção é deixar as partes inteligentes, independentes, conectadas e flexíveis.

“É fazer com que as máquinas aprendam sozinhas, que realizem uma produção em massa, mas com um produto individualizado. O cliente é o designer do móvel”, destaca.

Segundo Rosemeier, as fabricantes e fornecedores devem estar completamente conectadas ao tripé Big Data/Internet das Coisa/Internet dos Serviços, com todos os serviços de TI à sua disposição, estabelecendo um fluxo inteligente, modular, menos complexo e altamente flexível. Por fim, enfatizou que deve-se cuidar de cada pois são únicas, de modo que se produz uma massificação customizada, não mais para estoques, pois estes estão se tornando obsoletos.

– Fimma Marceneiro fala sobre design, inovação e tendências

Em seguida, o presidente da Pollux Automation discorreu sobre A era da Internet Industrial, alertando aos presentes que “está vindo um furacão que vai transformar a nossa área brutalmente, e nós não estamos em uma situação privilegiada”, disse. José Rizzo também apresentou que existem uma oportunidade de U$D 15 trilhões nos próximos 15 anos, para aqueles que estiverem sempre à frente em relação às inovações, criando novos produtos e mercados.

Guilherme S. Guinski/Revista Móbile

Indústria 4.0

José Rizzo enfatizou a importância da inovação e da Internet Industrial

“De acordo com uma pesquisa da Deloitte Digital, as empresas que pretendem estar à frente precisam de seis características: viver no limiar da inovação, ou seja, ter um pessoal exclusivo para isso, não um assistente de marketing acumulando mais uma função”, disse e acrescentou.

“Segundo, estar voltadas completamente ao digital em todos os seus processos; terceiro, serem fortes participantes do seu ecossistema, pois as empresas hoje não podem mais trabalhar isoladas; devem ser pensadoras exponenciais, isto é, pensar grande, não em mero crescimento de 5% ao ano, mas estabelecer um projeto ambicioso e encontrar investidores; ser extremamente ágeis; e serem centradas no cliente, em como melhor atendê-lo”, expôs Rizzo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile