Fimma Brasil 2017 tem balanço parcial positivo

Projeto comprador movimentou US$ 3,3 milhões em 1,2 mil rodadas de negócios realizados na Fimma Brasil 2017

Publicado em 31 de março de 2017 | 12:38 |Por: Érica da Costa Diniz

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Em coletiva de imprensa realizada na tarde de quinta-feira, 30 de março, a diretoria da Fimma Brasil 2017, comandada pelo seu presidente, Rogério Francio, e pelo presidente da Movergs, Volnei Benini, divulgou o balanço parcial da feira, que acontece em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

Aproximadamente 12 mil pessoas já passaram pelo evento em seus dois primeiros dias, e a expectativa é que, no último dia, seja superada a projeção estimada pela organização de 25 mil visitantes.

No Projeto Comprador, 1,2 mil rodadas de negócios foram concretizadas, 50 a mais do que na edição 2015. A ação estratégica trouxe para o Brasil 50 compradores internacionais de países como: Estados Unidos, México, Panamá, Chile, Colômbia, Peru, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos, Argentina, Uruguai, Bolívia e África do Sul. “Isso representa US$ 3,3 milhões em negócios efetivados só na feira”, informou Francio.

Fimma Brasil 2017

Dorvalino Lovera, diretor financeiro; Rogério Francio, presidente da Fimma Brasil 2017; e Volnei Benini BRV Móveis, presidente da Movergs

A Fimma Brasil convidou 440 compradores, para então chegar ao número dos que participaram da feira. Entre os critérios que definiram os escolhidos estavam representatividade, segmento de trabalho, e aceitação junto às empresas. “Ainda há a previsão de mais US$ 20 milhões nos próximos 12 meses, a partir dos encontros e contatos promovidos aqui”, explica Francio.

O presidente também destacou que dos 360 expositores e das 500 marcas presentes, 30% são empresas que nunca tinham expostos na feira. “Esse dado demonstra que os novos expositores acreditaram no potencial do nosso evento e na retomada da economia nacional”, validou, e completou: “Crise e oportunidade andam juntas, mas sempre preferimos navegar nas ondas da oportunidade”.

Diante do entusiasmo e positivismo demonstrado pelos participantes desta edição e pelos profissionais ligados a cadeia moveleira, Frâncio acredita que a Fimma Brasil passa a ser uma alavanca de melhoria nos negócios do mercado interno brasileiro. “Ela está sendo o ânimo para os moveleiros que, nos últimos dois anos, vêm sofrendo tanto”, analisa Francio. Segundo ele, é possível, até o final do evento, renovar 40% dos espaços para a próxima edição. “As pessoas acreditam que daqui dois anos, a economia nacional estará em um momento muito mais positivo”, revela o executivo.

Desenvolvimento do setor moveleiro é tema principal da feira

Para Francio, a feira está sendo caracterizada pela disseminação de informações e conhecimentos sobre temas atuais, tecnologia, inovação, novos produtos ligados ao setor e também pelos bons resultados comerciais. “É uma satisfação perceber a quantidade de empresários, desde os micro e pequenos, até os grandes, focados em melhorar a qualidade de suas empresas”.

Durante o encontro, o presidente da Movergs, Volnei Benini, contou que o Centro Gestor de Inovação voltará para a sede da entidade em abril. “Estava instalado na Universidade de Caxias do Sul – UCS, mas, frente ao trabalho desenvolvido pela Associação, voltará para nós. Continuaremos trabalhando integrados com a faculdade, mas teremos novamente este importante núcleo de pesquisa e inteligência conosco”.

No final da coletiva de imprensa, que teve a presença de em torno de 30 jornalistas e formadores de opinião do Brasil, Índia, Canadá, México, Espanha, Itália, Chile e Argentina, o presidente, Rogério Francio anunciou a data da próxima edição da Fimma Brasil, que ocorrerá de 26 a 29 de março de 2019.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile