Fimma 2019 irá inaugurar espaço exclusivo para segmento florestal

Fimma Brasil 2019 irá reservar um espaço de 8 mil metros quadrados para empresas do ramo

Publicado em 20 de abril de 2018 | 17:49 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Dentre as novidades aguardadas para a edição de 2019, como a inclusão do ramo de rochas ornamentais, a Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (Fimma Brasil) também irá dedicar um espaço exclusivo para empresas do segmento florestal. Trata-se de um projeto que foi sendo maturado nos últimos anos, inspirado em eventos internacionais como a Hannover Messe, e que agora, em parceria com a Associação Gaúcha de Empresas Florestais (AgeFlor), será colocado em prática.

A organização da Fimma Brasil 2019 espera reunir aproximadamente 100 empresas do segmento florestal em dois espaços (interno e externo) que, combinados, somam 8 mil metros quadrados. As marcas se dividem em soluções quanto a insumos, matérias-primas para viveiros, plantio de mudas, colheita, biomassa, logística florestal, beneficiamento da madeira, produção de celulose, produção de chapas e painéis derivados da madeira, de embalagens e equipamentos.

Fimma 2019 irá integrar segmento de rochas ornamentais

Além da exposição de tecnologias e equipamentos, serão realizados também workshops e palestras sobre manuseio florestal, diversidades dos tipos de madeira, plantio, poda, descascamento e preparação da matéria-prima para utilização no setor moveleiro, bem como transporte e logística.

“O grande objetivo é qualificar a cadeia local de produção do segmento florestal. Melhorando este que é o primeiro elo da cadeia produtiva de móveis, todo o setor moveleiro será impactado positivamente. Como consequência teremos uma melhor matéria-prima, painéis de madeira mais desenvolvidos, com maior qualidade e custos menores”, afirma o diretor comercial da Fimma 2019, Vinicius Geremia.

Divulgação Eucatex

Floresta Eucatex

No RS existem aproximadamente 780,9 mil hectares cultivados com florestas plantadas, o que corresponde a 2,7% dos hectares do território gaúcho

Situação do segmento florestal no Brasil e no RS

Segundo o Sistema Nacional de Informações Florestais, o Brasil é um país com cerca de 58% do seu território coberto por florestas naturais e plantadas, o que representa a segunda maior área florestal do mundo, situando-se atrás apenas da Rússia. São estimados 485,8 milhões de hectares de florestas nativas e 10 milhões de hectares de florestas plantadas, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo relatórios da AgeFlor, há aproximadamente 2,3 mil empresas que integram a cadeia produtiva florestal no estado do Rio Grande do Sul. Cerca de 95% delas estão conectadas ao setor moveleiro, concentrando-se sobretudo nas cidades de Bento Gonçalves e Lagoa Vermelha.

De acordo com o mais recente relatório (2017), “no Rio Grande do Sul são cultivados três principais gêneros florestais: acácia, eucalipto e pinus. Através do cultivo de espécies destes gêneros, são obtidos insumos que movimentam a indústria gaúcha. No Estado existem aproximadamente 780,9 mil hectares cultivados com florestas plantadas, o que corresponde a 2,7% dos 28,2 milhões de hectares do território gaúcho. No nível nacional, a área plantada do RS corresponde a aproximadamente 10% da área total de florestas plantadas no Brasil. Os plantios de Eucalipto representam 54,6%, enquanto pinus e acácia representam 33,9% e 11,5% respectivamente”.


Os comentários estão desativados.

eMobile