Exportações do setor moveleiro crescem em comparação com 2017

Dados do Siscomex apontam para um aumento de 8,8% em valores exportados entre os meses de janeiro e setembro de 2018 em relação ao ano passado

Publicado em 9 de outubro de 2018 | 16:15 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

As exportações do setor moveleiro nacional acumulam, em comercializações de janeiro até setembro de 2018, um total de US$ 428,4 milhões, de acordo com dados do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex). O valor em móveis vendidos para o exterior é 8,8% maior do que o registro no mesmo período do ano passado (US$ 393,5 milhões até setembro). Os dados incluem móveis prontos, assentos, colchões e estofados.

– Cidades do Sul do Brasil lideram exportações de móveis em 2017

A balança comercial do mercado moveleiro do Brasil mantém-se positiva em setembro, com as exportações acima dos US$ 354,8 milhões em produtos importados: um superávit de US$ 73,6 mi, embora pouco menor do que o registrado no mesmo período de 2017, quando o saldo foi de US$ 93,6 mi.

Os Estados Unidos continuam sendo os principais destinatários das exportações do setor moveleiro do Brasil, com entrada de US$ 156,3 milhões e participando de 36% do total comercializado. Na sequência figuram Reino Unido e os vizinhos da América Latina: Argentina, Uruguai, Peru, Chile e Paraguai e Bolívia.

 

Já as importações são lideradas pelos produtos da China (US$ 194,6 milhões), com 44% de influência sobre o total de importados. A potência asiática supera a soma dos valores comercializados com o México (43,8 mi), Estados Unidos (39 mi), Alemanha (27,4 mi), Itália (23,6 mi), França (15,9 mi) e Reino Unido (3 mi), países que ocupam a segunda posição em diante.

Cidades e estados líderes nas exportações do setor moveleiro

O estado de Santa Catarina continua na liderança das exportações do setor moveleiro nacional, com um total de US$ 175,7 milhões acumulados entre janeiro e setembro de 2018 e representando mais de 41% do total de móveis vendidos para o exterior. Em segundo lugar está o Rio Grande do Sul e em terceiro, ultrapassando o Paraná, está São Paulo.

É em Santa Catarina também que estão as principais cidades exportadoras de móveis do país. São Bento do Sul já soma US$ 88,9 milhões em 2018, um aumento de 37,4% em comparação com o acumulado entre janeiro e setembro de 2017 (US$ 64,7 mi). O município de Caçador (SC) aparece em segundo lugar, ultrapassando o polo moveleiro de Arapongas (PR), que agora fica em terceiro, e Bento Gonçalves (RS), em quarto.


Os comentários estão desativados.

eMobile