Eumabois quer firmar parcerias com feiras

Reunião da federação que reúne indústrias da Europa no segmento de máquinas e acessórios para a indústria moveleira discutiu futuro

Publicado em 18 de novembro de 2014 | 11:33 |Por: Renata Bossle

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A grande novidade da última reunião da Eumabois foi o aumento no número de entidades nacionais associadas à federação, que passou de 13 para 14 com a chegada da associação turca de empresas de tecnologia madeireira, componentes e materiais semi-acabados (Aimsad). No total, 12 países estiveram representados no evento – Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Itália, Polônia, República Tcheca e Rússia. Portugal e Eslováquia não enviaram representantes.

Segundo o presidente da Eumabois, Ambrogio Delachi, a atual situação do mercado é caracterizada por incertezas e instabilidades, como foi percebido após as recentes tensões políticas na Rússia e no Brasil. “[Para superarmos esse período, precisamos] introduzir parcerias e novos processos tanto na fabricação quanto nas vendas, de modo a empoderar a organização e torná-la capaz de enfrentar desafios que, inevitavelmente, devem aumentar”.

Leia mais:
Eumabois apresenta dados sobre indústria europeia
Acimall aprova plano de divulgação para 2015
Interzum quer atrair designers e mercados emergentes

Em discurso na abertura do evento, ele também mencionou a chegada da Aimsad. “Dou boas-vindas a recém-criada associação da Turquia, que atualmente possui sete membros, um número que certamente irá crescer nos próximos anos”, afirma e analisa: “A Turquia é um mercado significativo e a nova associação irá, sem dúvida, contribuir nas atividades da federação, proporcionando informações valiosas sobre uma indústria que está crescendo rápida e incansavelmente”.

Parceria

Entre os pontos levantados na reunião está a restruturação do Comitê de Exposições, um grupo de trabalho formado por representantes das maiores fabricantes de tecnologia madeireira da Europa, com o objetivo de identificar um calendário de exibições integrado.

“Minha intenção é restaurar o Comitê de Exposições e organizar um encontro entre os maiores fabricantes para discutir as exposições da indústria”, relata Delachi, que continua: “Uma política de exposições bem coordenada e alinhada com as exigências do mercado é uma prioridade e pode ser feita se a Eumabois aumentar sua credibilidade com parceiros externos, especialmente organizadores de feiras”.

Ainda de acordo com o presidente, a análise das feiras é um dos negócios centrais da Eumabois. Assim, foi anunciado também que a Finlândia terá apenas uma exposição voltada para a indústria, a ser realizada em setembro de 2015. Também foram mencionadas as duas feiras que passaram a integrar o calendário no último ano, a Fenafor, em Lima (Peru), e a IWF, em Atlanta (Estados Unidos).

A expectativa é que, no futuro, o Comitê dê continuidade à negociação de parcerias com exposições em mercados emergentes, principalmente no Chile, na Colômbia e no Irã.

Feito na Europa

Outro ponto levantado foi a promoção do conceito Made in Europe, criado para a valorização de produtos e tecnologias originários do continente. “Para melhorar a imagem da Eumabois, nós temos que trabalhar ao lado de organizadores de feiras internacionais de modo a alcançar um sistema de crescimento crescente”, garante Delachi.

A secretaria da federação complementou que está reunindo sugestões de todas as empresas de forma a criar um plano inovador de marketing para 2015.

(com informações da assessoria de imprensa)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile