Eumabois apresenta dados sobre indústria europeia

Federação europeia divulgou a terceira edição do relatório destinado à indústria de máquinas para marcenaria e mobiliário

Publicado em 30 de setembro de 2014 | 14:05 |Por: Renata Bossle

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Marcos Santos/USP Imagens

Deflação é uma das principais ameaças ao avanço da indústria europeia

Deflação é uma das principais ameaças ao avanço da indústria europeia

Com 13 associações e dois representantes únicos, a Eumabois reúne as maiores indústrias da Europa no segmento de máquinas e acessórios para a indústria moveleira. Assim, a federação divulgou hoje (30) um relatório com dados da economia mundial que podem ser de interesse às quase 800 empresas que representa.

Segundo o presidente da Eumabois, Ambrogio Delachi, os dados disponíveis permitiram traçar um retrato da indústria em 2013, com elementos suficientes para ilustrar as tendências do segmento. “Foi um ano difícil para a indústria da Europa, que enfrentou níveis abaixo do esperado”, relata e complementa: “Os mercados mais lucrativos estão distantes e são difíceis de alcançar, não apenas pela distância física, mas também por impostos aduaneiros e outras barreiras”.

Leia mais:
Acimall divulga relatório da indústria italiana
Proposte Fair: Competitividade para vencer crise
Máquinas: produção em baixa em agosto

Divulgação Eumabois

Relatório Eumabois 2013

Histórico da produção europeia de maquinário para mobiliário

De acordo com ele, a competição com países emergentes está mais agressiva a cada ano e não pode ser vencida em termos de custos, alterando a forma como as indústrias europeias se apresentam para o mercado. “Oferecemos a cada dia mais tecnologia, mais qualidade e mais suporte técnico. Essa é a única forma de enfrentar mercados onde estivemos trabalhando até então com sucesso e relativa paz nos últimos anos. É, certamente, um grande desafio, que deve ser encarado com uma visão de longo termo e os investimentos adequados”.

Delachi observa que as maiores empresas têm caminhado nessa direção com sucesso. Contudo, muitas outras, menores e com menos recursos, não conseguirão vencer a competição e terão que repensar suas estratégias, buscando novas maneiras de se consolidarem e agregarem valor a seus produtos.

Divulgação Eumabois

Relatório Eumabois 2013

Contexto macroeconômico dos países europeus

“Ao final de 2013, havia sinais encorajadores de que toda a esparança será reafirmada em 2014. A Eumabois continuará promovendo a marca ‘Made in Europe’, que já está estabelecida como um sinônimo de segurança e qualidade em todas as regiões”, assegura.

Brasil

Apesar da forte aposta na exportação, o número de máquinas e equipamentos enviados para o Brasil teve uma redução de 49% entre 2012 e 2013. Confira os detalhes nas imagens abaixo (clique para aumentar):

Divulgação Eumabois

Relatório Eumabois 2013

Tendência de exportações para o Brasil

Divulgação Eumabois

Relatório Eumabois 2013

Dados de exportação de produtos europeus para o Brasil

Economia europeia

Segundo o relatório divulgado pela Eumabois, a economia da Europa deve continuar em recuperação. Contudo, isso será a passos moderados, com restrições ao crédito, especialmente nos países mais vulneráveis.

Além disso, o documento aponta que o setor privado ainda está fragilizado, com uma confiança abalada resultando em restrições ao crescimento. Altos índices de desemprego e grandes margens de estoque devem demorar a subir a inflação – a deflação continua a representar riscos para a indústria.

“Medidas adicionais não convencionais serão necessárias se a inflação não mostrar sinais claros de voltar aos parâmetros estabelecidos”, recomenda o documento. Outra sugestão inclui: “Reformas estruturais no prabalho e na comercialização de produtos são necessárias para impulsionar o crescimento e os empregos”.

Desenvolvimento da indústria

De acordo com os números apresentados, a indústria europeia de máquinas e equipamentos para mobiliário registrou uma queda de 7,5% em 2013 em comparação com o ano anterior, registrando uma receita total de 5,4 bilhões de euros.

Divulgação Eumabois

Relatório Eumabois 2013

Participação de países no mercado mundial de máquinas para mobiliário

O setor é caracterizado pela forte exportação, que consome 30% da produção. Segundo a Eumabois, a compra de maquinário por empresas estrangeiras cresceu 14% em relação a 2012, alcançando 616 milhões de euros.

Além disso, considerando o número de empresas, os países com maior produção de maquinário são Alemanha e Itália. O primeiro possui uma fatia de mercado de 42%, enquanto o segundo ocupa 29%.

Clique aqui para acessar o relatório completo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile