Nova lei para emissões de formaldeído nos EUA atinge painéis de madeira

A partir de dezembro de 2017 painéis a base de madeira poderão ter apenas de 0,05 a 0,13 ppm de formaldeído na composição

Publicado em 27 de fevereiro de 2017 | 10:40 |Por: Paulinne Giffhorn

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Exportadores de painéis a base de madeira e produtos finalizados que contém madeira em sua composição devem tomar nota: a partir de dezembro um novo padrão de emissões de formaldeído se tornará lei nos Estados Unidos. A versão final da lei foi publicada no registro federal norte americano no dia 12 de dezembro de 2016 e entrará em vigor em todo o território dos EUA um ano após sua publicação, em 12 de dezembro de 2017.

Divulgação

Formaldeído

O objetivo da mudança é garantir a adaptação de emissão de formaldeído para os setores envolvidos

Os padrões de emissão de formaldeído devem se igualar aos limites do Conselho de Recursos Atmosféricos da Califórnia (Carb), publicado em 2009. O objetivo é garantir a adaptação de emissão de formaldeído para produtores, fabricantes, importadores, distribuidores e revendedores.

Novos limites
Os limites estabelecidos são 0,05 ppm para madeira compensada, 0,09 ppm para aglomerado de partículas, 0,11 ppm para painéis de fibra e 0,13 ppm para painéis de madeira com < 8mm de grossura. O Carb também definiu um processo de certificação, que deve ser seguido por certificadores independentes reconhecidos pelo Conselho (TPC).

O primeiro laboratório italiano aprovado pela Carb foi o Catas, que recebe o número de “TPC 016”, se tornando parte de um pequeno grupo de instituições aprovadas. Atualmente, 43 TPCs atuam em todo o mundo, refletindo a regulação estrita endossada pela Ikea. Para colocar em prática a lei, serão exigidas inspeções trimestrais testando a atividade das empresas e também os controles internos dos lotes produzidos.

Leia mais
Mudança sustentável na indústria global
EUA é o segundo maior mercado de móveis
Selo FSC garante legalidade de produtos em madeira

Detalhes
O padrão da Califórnia também será alterado, recebendo mais detalhes como um limite de emissão para os laminados, que será igual ao de compensados. Incluindo os fabricantes no regulamento. Os certificantes independentes que já são conhecidos pela Carb, serão automaticamente aprovados pela Federação para os dois primeiros anos de atividade e procedimentos específicos para a renovação.

(com informações de assessoria)


Os comentários estão desativados.

eMobile