Congresso Nacional Moveleiro: programas de eficiência produtiva em foco

Especialista do Senai, Joselito Rodrigues Henriques, apresentou o trabalho da rede em oferecer laboratórios, pesquisas e consultoria para os empresários melhorarem seus processos, ganharem competitividade e preparar suas instalações para a Manufatura Avançada

Publicado em 16 de setembro de 2016 | 16:40 |Por: Pedro Luiz de Almeida

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

A eficiência produtiva foi tema da palestra, “A inovação e o ganho de competitividade para o Mercado”, ministrada no segundo dia (15/09), do Congresso Nacional Moveleiro, pelo especialista em desenvolvimento industrial da unidade de tecnologia e inovação do departamento nacional do Senai, Joselito Rodrigues Henriques. No espaço, ele explicou, para os empresários dos mais diversos segmentos do setor moveleiro, os benefícios oferecidos pela rede Senai para a indústria, principalmente, pelos Institutos de Tecnologia e Inovação, dando foco também para o programa Brasil Mais Produtivo.

“A manufatura avançada é um tema bastante debatido para as indústrias nacionais, porém, primeiro é preciso se organizar para depois se automatizar. Se uma indústria for improdutiva e você tornar ela 4.0, só vai acelerar a improdutividade”, justificou o especialista. Em específico para o setor moveleiro, ele destacou que há diversos institutos criados pelo Senai que podem contribuir com esse ganho, citando como exemplo os de automação, tecnologia da informação e logística. “Todos os institutos trabalham em rede, então o empresário pode contar com qualquer um deles”, complementou Henriques.

Agência Fiep

Congresso Nacional Moveleiro

Palestra serviu de incentivo para que empresários do setor moveleiro procurem os Institutos Senai de Inovação e Tecnologia

Programa Brasil Mais Produtivo
Joselito Henriques aproveitou o momento propício do Congresso Nacional Moveleiro, para explicar e convidar os empresários para ingressarem no Programa Brasil Mais Produtivo. A iniciativa teve um projeto-piloto, realizado com 18 empresas, de 4 estados brasileiros, dos setores de alimentos e bebidas, metalmecânico, vestuário e calçados e moveleiro.

O Programa Brasil Mais Produtivo é uma iniciativa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil) e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com a parceria do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)

De acordo com o palestrante, os resultados foram bastante expressivos. Em média, houve um ganho de 42% em produtividade, 41% em qualidade, 86% em redução da movimentação e queda de 1 mês no Payback. “O Senai preparou um time de consultores altamente qualificado para auxiliar nesse processo, o objetivo é mostrar como o empresário pode fazer mais com o que ele já tem”, destacou Henriques.

A iniciativa está aberta para inscrição de novos interessados. O palestrante explicou que, há uma cota de participação por estado e a ordem de atendimento será por “chegada”, por isso é importância de se inscrever o quanto antes. Você pode fazer a sua por aqui. Serão cerca de 700 empresas atendidas, o custo da consultoria é de R$ 18.000, contudo, deste montante o empresário arca com apenas R$ 3.000 mil, e o restante é subsidiado pelo CNI e Senai. A duração da consultoria é de 3 meses, com foco no chão de fábrica. Os estados que possuem atendimento no setor moveleiro são: AL, DF, GO, MA, MT, MG, PA, PR, PS, RO, SC, SP e SE.

Istock

Congresso Nacional Moveleiro

Próxima edição do Congresso Nacional Moveleiro já foi definida. Evento deve acontecer nos dias 20 e 21 de setembro de 2017

Institutos Senai de Inovação
Localizados em vários estados brasileiros, a rede de Institutos Senai de Inovação, somam-se aos Institutos Senai de Tecnologia na missão de tornar a indústria nacional mais competitiva. O problema, segundo Joselito, é que muitos empresários desconhecem os serviços oferecidos, e os benefícios de contar com a rede para solucionar seus problemas. “Nós temos uma rede de institutos de pesquisas com tecnologia à nível mundial e que não é tão conhecido”, contextualizou.

São 25 unidades, do Instituto Senai de Inovação, distribuídas pelo Brasil, desenvolvendo pesquisas nos mais diversos setores, além de possuir links com universidades, empresas e startups. “É feito um contrato sigiloso entre empresário e a rede. Nós desenvolvemos uma equipe para desenvolver a solução, que pode ser em novo produto, processos e serviços”, explicou o palestrante.

Quer saber mais? Curta a página do Portal eMóbile no Facebook e fique por dentro do setor moveleiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile