Congresso Nacional Moveleiro: premiados por inovação em móveis

Estudantes desenvolvem inovação em móveis de acordo com metodologia Senai e acompanhamento de uma empresa

Publicado em 16 de setembro de 2016 | 12:01 |Por: Cleide de Paula

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Três trabalhos de alunos do curso Técnico em Design de Móveis do Senai foram premiados como os melhores entre projetos de inovação na área de móveis elaborados e desenvolvidos a partir de uma parceria do Senai com a empresa Líder Casa, de Arapongas, Norte do Paraná. Eles foram os escolhidos entre 18 trabalhos que participaram da iniciativa, vinculada à avaliação no curso técnico. A premiação ocorreu nesta quarta-feira (14).

Todos os projetos atenderam a uma demanda solicitada pela empresa e foram feitos para terem várias utilidades dentro de uma residência. Os estudantes realizaram pesquisas de mercado e participaram de uma banca em que membros da empresa e do Senai selecionaram os três melhores trabalhos. Durante um semestre, os alunos tiveram que elaborar e desenvolver o projeto de acordo com uma metodologia específica e o desenvolvimento desse trabalho teve o acompanhamento dos professores do curso.

congressonacionalmoveleiro_geral
O primeiro lugar ficou com a estudante Cristina da Silva Simão, 22 anos, que planejou um nicho para paredes com mesa acoplada. “Com ele, a pessoa pode retirar a mesa do nicho e usar para ler, apoiar o computador, ou até mesmo para comer”. Ela disse que teve essa ideia porque “um dos principais problemas em um apartamento pequeno é o armazenamento funcional dos objetos”. Como prêmio, ela ganhou R$ 800.

O segundo colocado foi o projeto de um rack que pode ser usado como mesa de centro e que possui dois bancos laterais, que podem ser retirados da estrutura do rack. O trabalho foi desenvolvido pelos alunos Pedro Mamoré, 17, e José Lucas Mafra, 16. O prêmio em dinheiro para a dupla foi de R$ 600. Na terceira colocação ficou o projeto dos alunos Matheus Franco, 16, e Felipe Burkhardt, 17, que criaram um rack com gaveteiro e um baú acoplado que pode ser usado como bancada ou mesa para computador. A dupla ganhou o prêmio em dinheiro de R$ 400.

O gerente de inovação e desenvolvimento da empresa, Diogo de Hercule, diz que essa iniciativa possibilita a “aproximação entre indústria e academia. Essa é uma maneira de fomentar a inovação por meio do design. Já temos uma equipe interna de design, mas aproximar a empresa dos estudantes de ensino técnico do Senai ajuda a oxigenar, trazer novas ideias para a empresa”, disse.

Na opinião do professor Anderson Alex Trierveiler, coordenador do curso Técnico em Design de Móveis, que funciona no Campus da Indústria, em Curitiba, “para o curso é muito importante e interessante esse tipo de projeto, pois coloca os alunos em contato direto com a indústria”.

 


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook