Congresso Nacional Moveleiro: tendências do mercado criativo

A palestra ‘Soluções que impactam no mobiliário’ conduzida por Katalin Stammer acontece no dia 15 de setembro, às 16h30

Publicado em 30 de julho de 2016 | 8:35 |Por: Cleide de Paula

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Katalin Stammer, arquiteta e designer, diretora de criação do escritório Katalin Stammer Arquitetura e Design, é uma das palestrantes do 7º Congresso Nacional Moveleiro, que acontece em Curitiba (PR) nos dias 14 e 15 de setembro.

Para ela, participar do evento é uma oportunidade a mais para colaborar com o segmento moveleiro e o convite demonstra a relevância das informações que tem trabalhado e divulgado. “Participar do Congresso Moveleiro como palestrante é realmente muito bacana, pensando que fazemos parte dessa cadeia tão forte e podemos colaborar para que todos tenham um desempenho ainda melhor”, avalia.

Katalin Stammer irá abordar as tendências para o mercado criativo, ou seja, como formas e comportamentos que as pessoas estão aderindo agora se refletem no uso do espaço (moradia, trabalho, etc) e, consequentemente, na forma de pensar e fazer o mobiliário.

Para a arquiteta e designer, o Congresso Moveleiro é um símbolo da importância da própria cadeia moveleira na região e no país. “Acompanho o evento desde a primeira edição e vejo a evolução tanto do evento quanto do olhar dos participantes sobre toda a relevância desse trabalho. Percebo que existe uma busca dos organizadores, por atender a todos os aspectos do projeto de móveis: seriado, modulado, planejado etc. E também todo caráter literalmente empresarial que tem uma empresa moveleira, que vai além do design propriamente dito e atinge toda uma estratégia econômica, ambiental e comercial”, avalia.

Katalin Stammer atua com Design de Interiores há mais de 10 anos e constata que as empresas e profissionais de design de modo geral estão ficando cada vez mais abertos às rápidas mudanças de uso, espaço e funcionalidade que a vida atual requer.

“Vinhamos falando de cozinhas que tinham vida útil de 25 anos, num cenário que não havia mudança em termos de eletrodomésticos, quantidade de pessoas na família ou outros fatores externos. As mudanças eram muito menos frequentes. Agora o cliente espera um mobiliário de boa qualidade, com durabilidade e funcionalidade inquestionáveis, porém com muito mais flexibilidade de usos e mudanças”, observa.

O escritório de Katalin tem se especializado em projetos de móveis planejados que possam se adequar a mudanças de ambiente seja no próprio espaço ou em novos espaços, permitindo que se o cliente mudar de vida, os móveis tenham mais vida útil.

Leia mais:

Congresso Nacional Moveleiro: definida grade de programação

Congresso Nacional Moveleiro discute o setor em meio à crise econômica nacional

“Encontramos muito a situação do cliente que compra a casa e não sabe o que fazer com todos aqueles ambientes cheios de móveis planejados, que financeiramente nunca compensam a readequação”, afirma.

Na opinião de Katalin o futuro do segmento será configurado pela união de bons projetos e bons fabricantes. “Vemos que o resultado desse tipo de estudo ampliou a procura por projetos em nosso escritório e mesmo que o cliente deseje se desafazer de um móvel, dificilmente irá parar numa caçamba de entulhos e poderá ser utilizado por outras pessoas por muitos anos”.

A palestra ‘Soluções que impactam no mobiliário’ conduzida por Katalin Stammer acontece no dia 15 de setembro, às 16h30.

Serviço
7ª edição do Congresso Nacional Moveleiro 
14 e 15 de setembro de 2016
Campus da Indústria – Fiep
www.fiepr.org.br/congressomoveleiro


Os comentários estão desativados.

eMobile