9º Congresso Nacional Moveleiro apresenta benefícios da impressão digital na indústria moveleira

Ampla Impressoras Digitais apresenta no Congresso duas palestras sobre impressão digital na indústria moveleira

Publicado em 16 de agosto de 2018 | 15:52 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Ampla Impressoras Digitais – única fabricante 100% brasileira no mercado de equipamentos de impressão digital – participa do 9º Congresso Nacional Moveleiro tratando sobre a impressão digital na indústria moveleira no evento organizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) que iniciou ontem (15) e segue até amanhã, 17 de agosto, no Expoara Centro de Eventos, em Arapongas (PR).

No Congresso, o diretor de novos negócios da Ampla, Ricardo Lie, realizou a palestra “Impressão Digital: Novas Oportunidades de Desenvolvimento de Produtos e Negócios na Indústria de Móveis”, enquanto na Oficina Movelprint, ele abordará ainda hoje às 17h30 sobre “Impressão Digital: Conceitos, Benefícios e Oportunidades Aplicados na Indústria Moveleira”.

Divulgação Ampla

ForMóbile 2018

Móvel customizado com a impressão digital da Ampla

A Ampla participa também como expositora do evento, em um espaço preparado especialmente para demonstrar diversas possibilidades do conceito da impressão digital aplicada no setor moveleiro, por meio de amostras, vídeos e folders. “Nosso objetivo é mostrar que a impressão digital a jato de tinta já faz parte da indústria 4.0, é uma realidade para aplicação na indústria moveleira e que sua utilização comercial pode gerar um importante valor agregado para as empresas”, afirma Lie.

Por outro lado, ele conta que será importante também mostrar até onde a impressão digital no setor moveleiro pode ir, “considerando seu estágio tecnológico atual, sabendo que o digital não está pronto para todas as empresas, assim como nem todas as empresas estão prontas para o digital”, acrescenta.

Congresso Moveleiro ressalta tecnologias digitais e desafios da indústria moveleira

Em geral, as empresas que estão prontas para o digital são as de posicionamento de pioneirismo e inovação, pelas múltiplas possibilidades de personalização que proporciona, quando comparada com o sistema analógico. “Vamos demonstrar para os empresários do setor que não é necessário realizar uma ‘revolução’ na produção para a utilização da impressão digital jato de tinta na indústria moveleira, quebrando certos paradigmas que algumas empresas possuem hoje com relação a esta tecnologia”, explica.

Impressão digital na indústria moveleira

A palestra aborda a sinergia da indústria moveleira com a Indústria 4.0, técnicas para impressão digital no universo moveleiro e perspectivas para desenvolvimentos e aplicações futuras, nos temas:

‘Tecnologias de Impressão Digital: Laser, Toner e Jato de Tinta’; ‘Tecnologia Jato de Tinta: tecnologia Piezo Elétrica e impressão sem contato; características técnicas: não utiliza matriz de impressão, variabilidade de dados, custos lineares (estáveis)’; ‘Curva de Custos Analógico x Digital’; ‘Principais atributos: não há limites, cada ideia imaginada pode ser realizada; projetos inigualáveis, estabelecimento de novos padrões; ‘Reação rápida às tendências e mudanças do mercado; customização: pequenas tiragens sem custos adicionais; alto valor agregado’; “Estágio Atual”, impressão digital in-line e off-line’.

Divulgação Ampla

impressão digital na indústria moveleira

Elite FB 2514HD, da Ampla

Ampla na Movelprint

A palestra aborda a sinergia entre a indústria moveleira com a Indústria 4.0, técnicas para impressão digital na indústria moveleira e perspectivas para desenvolvimentos e aplicações futuras, organizados nos seguintes temas:

‘Impressão digital na indústria – mais presente do que imaginamos’; ‘Novos modelos de negócios: novos hábitos dos consumidores exigem novas formas de vendas’; ‘Um mundo que se move rápido: impressão digital e a sinergia com a Indústria 4.0’; ‘Perspectivas para desenvolvimento e aplicações: maior produtividade’; ‘Redução de custos’; ‘Maior interação consumidor x design x indústria’; e ‘Novos modelos de negócios’, entre outros.


Os comentários estão desativados.

eMobile