Comércio global de móveis cresce em 2014

Relatório do Csil Milano prevê que o comércio global de móveis vai crescerr, em 2014, quase o dobro do aumento registrado em 2013

Publicado em 2 de maio de 2014 | 13:01 |Por: Renata Bossle

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Élcio Kaihara/Kaihara Photo Studio

Fábrica da Castor em Ourinhos (SP): Brasil está entre os principais produtores de colchões, diz especialista

Fábrica da Castor em Ourinhos (SP): Brasil está entre os principais produtores de colchões, diz especialista

Depois de um 2013 de crescimento mínimo, o comércio internacional de móveis deve dobrar, em 2014, sua expansão, em relação ao ano anterior. É o que aponta o relatório World Furniture Outlook 2014, elaborado pelo Centro de Estudos Industriais de Milão (Csil Mliano), da Itália. A produção mundial de artigos de mobiliário também deverá subir (3,5%), alcançando US$ 437 bilhões. O Csil Milano destaca ainda o aquecimento do segmento de colchões e inclui o Brasil entre os principais mercados.

O comércio global de móveis deverá movimentar US$ 128 bilhões em 2014, segundo o Csil Milano. Esse montante representará um acréscimo de 3,2% em relação ao movimentado em 2013. No ano passado, por sua vez, o crescimento tinha sido de apenas 1,7% sobre 2012. A elevação projetada para 2014, de 3,2%, está, todavia, aquém da média de crescimento dos últimos dez anos (5,6% anuais).

Leia mais:
– Rede Green prevê crescimento de 40% a 50%
– Correta gestão de estoque gera redução de custos
– Aumenta consumo de artigos de luxo

Ainda de acordo com o relatório da instituição, em 2014, pelo quinto ano consecutivo, o comércio internacional de artigos de mobiliário registrará aumento. Depois da drástica queda verificada em 2009 (-19%), reflexo da crise econômica global que veio à tona em 2008, o comércio mundial de móveis recuperou-se em 2010 e desde então acumula sucessivas altas.

Abrangência

O levantamento do Csil Milano analisa o comércio de móveis em um total de 70 países. Conforme assinala o relatório, Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido e Canadá seguem entre os maiores importadores de mobiliário em todo o planeta. O Csil Milano observa que Estados Unidos e Canadá estão retomando o ritmo de importações anterior à crise de 2008; já entre os países da Europa, essa recuperação tem sido mais lenta.

Entre os exportadores, a China lidera. Esse país, aliás, mais que dobrou em quatro anos suas vendas externas de móveis, em valores monetários. Dos US$ 25 bilhões alcançados em 2009, saltou para US$ 52 bilhões, ainda conforme dados trazidos pelo World Furniture Outlook 2014. Na sequência entre os maiores exportadores estão Alemanha, Itália e Polônia.

Confira essa reportagem completa na edição 260 da revista Móbile Fornecedores.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile