CEO Fórum 2016

CEO Fórum, organizado pela Amcham-Curitiba, traz executivos de multinacionais para debate sobre o Brasil 2020

Publicado em 18 de novembro de 2016 | 12:19 |Por: Guilherme Stromberg Guinski

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Aconteceu ontem, 17/11, no Espaço Torres, em Curitiba, o CEO Fórum 2016, promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham-Curitiba) com patrocínio da Itaipu, Deloitte e Amil. O evento reuniu líderes da IBM, Edelman Significa, Cargil e Embratel para discutir o Brasil 2020 e estratégias de fortalecimento de mercado para os próximos anos.

Abrindo o evento, a sócia da Deloitte, Angela Castro, apresentou os resultados da pesquisa Agenda 2017, realizada com 746 empresas de todos os portes, setores e regiões do Brasil, cuja receita líquida soma R$1,6 trilhão – o equivalente a 25% do PIB nacional. Segundo Castro, para o portal eMóbile, o cenário nacional não se apresenta tão incerto quanto se imagina. “A pesquisa Agenda 2017 já apresenta uma retomada da confiança. Ou seja, houve uma desaceleração e uma contemplação que permeou os últimos anos, mas agora é hora de agir. E o que vimos é que os investimentos estão sendo retomados”, comenta.

Foto: Priscilla Fiedler

Deloitte Angela Castro

Sócia da Deloitte Angela Castro

Porém, um dado que chamou bastante a atenção é o fato das empresas estarem priorizando a gestão administrativo-financeira com foco na geração de resultados, digitalizando e modernizando seus processos, porém mostram grande desconhecimento de alguns conceitos chave. Segundo a pesquisa da Deloitte, 61% dos dirigentes das empresas entrevistadas desconhecem totalmente o termo Blockchain (em termos leigos e bem simplificados, é o sistema de moedas virtuais, como bitcoin), 40% não sabe o que é Indústria 4.0, e 36% Tecnologias Exponenciais. (Confira a pesquisa completa aqui)

Leia Mais:
Marcenaria que inova: Movelaria Boá e a inspiração naval
Acimall: Itália lidera mercado de máquinas para trabalhar a madeira
Cipatex otimiza a gestão de vendas com Salesforce

Em seguida, o diretor da área de Inteligência & Insights da Edelman Significa, Rodolfo Araújo, apresentando o estudo Earned Brand 2016, que contou com 13 mil entrevistas em 13 países, incluindo o Brasil, e o perfil do CEO moderno. De acordo com a pesquisa, o grau de confiabilidade nas empresas cresceu cinco pontos percentuais, atingindo 64%, enquanto a confiança no governo diminuiu 11%, registrando apenas 21% de confiança. Na mesma medida, o estudo aponta que as empresas são as instituições mais preparadas para acompanhar as mudanças, enquanto os governos mantêm o último lugar. Já no cenário mundial, o Brasil perde credibilidade, sendo ultrapassado pela China, e mantendo a dianteira apenas a frente da Índia e México.

Foto: Priscilla Fiedler

Eldeman Rodolfo Araújo

Diretor de Inteligência & Insights da Edelman Significa, Rodolfo Araújo

“As pessoas estão cada vez mais de olho”, explica Araújo para o eMóbile, “ainda mais em um momento especial que o Brasil vive, de atenção a questões éticas e da transparência com a qual se faz negócios. Então, ter um bom produto e um bom serviço é só o começo da conversa. É preciso qualificar essa entrega, que já tem que ser boa, com um comportamento empresarial condizente. As pessoas querem ética, querem transparência, querem que a marca abrace temas socialmente relevantes, que mantenha um diálogo de igual para igual, e não apenas a empresa falando sem dar chance das pessoas participarem. Os investimentos das empresas hoje devem ser mais voltados em criar vínculos com as pessoas, não apenas contratos.” (Confira a pesquisa completa aqui)

Na sequência, o CEO da Embratel, José Formoso, apresentou o case da atuação da empresa nas olimpíadas, com todo o investimento em tecnologia, sistemas e infraestrutura necessária para um evento de grande porte. Já o presidente da Cargil, Luiz Pretti, discorreu sobre as possibilidades do agronegócio no Brasil, um poucos setores da economia que vem mantendo crescimento nos últimos anos.

Foto: Priscilla Fiedler

ibm marcelo porto

Executivo da IBM Marcelo Porto

Finalizando o evento, o executivo da IBM, Marcelo Porto, focou na importância dos investimentos em tecnologia e na transformação digital nas empresas. “De acordo com o meu comportamento nas mídias sociais, uma plataforma cognitiva [ou de inteligência artificial] consegue dizer quem sou eu, quais são as minhas preferências, os meus valores, se eu sou introspecto, com que frequência eu entro nas mídias sociais, que horas eu acesso. E para o que serve isso? Imagine o valor de uma plataforma dessas para uma empresa de varejo, ou um banco, que quer colocar um gerente com o perfil mais parecido com o perfil daquele cliente”, apontou Porto durante sua palestra, e completou: “Todos nós estamos expostos dessa forma, twitamos, compartilhamos, nos expomos, e esse tipo de informação está aí, e é gratuita.”


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook