CBP abre visitações da fábrica em Monte Mor (SP)

A fornecedora de espumas industriais CBP abre sua fábrica em São Paulo para que os clientes possam conhecer os processos de produção do produto

Publicado em 5 de novembro de 2014 | 17:12 |Por: Maria Heloisa de Miranda, equipe de conteúdo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

divulgação CBP

fábrica de colchões

A CBP espumas industriais abre sua fábrica em Monte Mor para visitas

Já se perguntou como funciona o processo de fabricação da espuma? Com objetivo de responder esse questionamento a CBP Espumas Industriais está abrindo a fábrica de Monte Mor (SP) aos clientes. As visitações e ocorrem durante todo ano e podem ser agendadas junto à equipe comercial, por meio do telefone ou e-mail. O tour tem duração média de duas horas e, nesse período, é possível percorrer a maior parte da fábrica, que tem mais de 33 mil metros quadrados.

“É uma atividade que encanta o cliente e pode ser desenvolvida em duas modalidades, a da simples visita e a que inclui um treinamento específico para os vendedores de produtos com espuma, que os ensina ainda mais sobre as características e qualidades do produto. Esta segunda modalidade tem uma duração maior”, pontua Paula Oliveira, responsável pelo programa de visitas da CBP.

Leia mais:
Feiplar Composites & Feipur é realizada esse mês
Colchões de látex: como vender?
CNI cria infográficos com propostas para o governo

divulgação CBP

fábrica de colchões

A visita tem duração média de duas horas para os clientes

Ela ressalta que, na empresa, a tecnologia está presente em todo o processo de fabricação de produtos e que no laboratório, todos os produtos são testados por modernos processos antes de serem utilizados. Também presente na hora da produção, a tecnologia esta aliada tanto a espumação descontínua quanto na máquina contínua, capaz de fazer espumas sem limite de comprimento.

Durante a cura, equipamentos são utilizados para medir as temperaturas internas do material e garantir sua estabilidade. No laboratório, elas passam por testes de resiliência, flamabilidade, rebote, dureza, tração, rasgo, durabilidade e fadiga. É possível, por exemplo, saber como cada espuma vai se comportar por cinco anos em termos de desgaste.

divulgação CBP

fábrica de colchões

Na visita é possível conhecer as etapas de fabricação dos produtos

Aprovada e estabilizada, a espuma está pronta para o corte, que é capaz de produzir lâminas de diferentes espessuras a uma velocidade de 120 metros por minuto. Há ainda a máquina pantográfica, capaz de recortar a espuma nos mais complexos desenhos em três dimensões.

Para o transporte da espuma, a CBP se preocupa em ganhar espaço. Por isso a máquina de compactação consegue reduzir o volume do produto em até 66%, enquanto a média do mercado é de 30 a 50%. Segue para o serviço de transporte, altamente controlado, garantindo que o que é comprado chegue dentro do prazo para o cliente.

(com informações da assessoria de imprensa)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile