Faturamento de moveleiros cresce 8% após Procompi

Industriais tiveram acesso a módulos sobre inovação em processos e produtos por meio do Procompi, o que ajudou no aumento do faturamento

Publicado em 12 de dezembro de 2014 | 14:01 |Por: Maria Heloisa de Miranda, equipe de conteúdo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

As mudanças apresentadas nos negócios de 22 industriais do setor moveleiro de Curitiba e Região Metropolitana são resultado do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi). Uma parceria entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio das Federações das Indústrias, e o Sebrae. Os participantes registraram um aumento médio de 8% no faturamento, redução de 14% no custo fixo e aumento de inovação em 16%.

Estimulando o aumento da competitividade do setor, os industriais associados ao Sindicato da Indústria do Mobiliário e Marcenaria do Estado do Paraná (Simov), passaram por cursos e treinamentos relacionados à inovação entre junho de 2013 e novembro de 2014. O Procompi foi operacionalizado pela gerência de relações com sindicatos e coordenadorias regionais da Fiep, enquanto a gerência de fomento e desenvolvimento da federação e o Senai ficaram responsáveis pela criação do escopo do projeto e pelas capacitações.

Leia mais:
– Consumo de móveis cresceu em um ritmo de 7% ano
Movelpar quer conectar expositores e visitantes
Sergio Rodrigues é homenageado no Hall da Fama

O participantes tiveram os  diagnósticos inicial e final, e passaram por capacitações e consultorias nas áreas de Gestão da Inovação, Gestão do Design, Novos Materiais, Modelagem de Negócios e Gestão da Qualidade. O grupo também visitou a feira Movelsul, em Bento Gonçalves, em uma missão técnica.

Para a empresária Karine Zablonsky, da Vila Madera, os resultados foram ainda maiores. Ela viu sua produção crescer 50% com investimentos em maquinários. “Consegui equilíbrio em meus prazos de entrega, reduzindo o tempo gasto na linha de produção. Com a troca de experiências, proporcionada durante os encontros do Procompi, pude detectar os pontos fracos de minha empresa e também as oportunidades. O programa foi, sem dúvida, uma capacitação que fez a diferença na história da Vila Madera”, conta Karine.

Mauro Frasson

Procompi capacitação

Encerramento do Projeto Procompi em Curitiba

Os resultados obtidos pela empresária surpreenderam também a coordenação nacional do Procompi, que pediu a ela que apresentasse seu case durante o Encontro Nacional do programa, realizado em setembro em Fortaleza (CE). A industrial foi uma das três selecionadas em todo o País.

“Mesmo com um setor tão desenvolvido como o moveleiro, no Paraná, sempre há como fazer mais e melhor. O mercado exige que você esteja se movendo constantemente. Com o Procompi, lançamos a semente para melhorar cada vez mais a competitividade”, disse a gestora do Procompi pela CNI, Suzana Squeff, que esteve em Curitiba, no encerramento do programa, realizado nesta semana.

“O associativismo e a parceria entre as empresas que participam dos sindicatos são fundamentais para o bom resultado do Procompi”, pontuou o gerente da central de relações com sindicatos e coordenadorias regionais Fiep, Milton Bueno.

O Paraná é o terceiro maior produtor moveleiro do país, atrás apenas de São Paulo e Rio Grande do Sul. De acordo com o Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi), a expectativa nacional para 2014 é de aumento de 2,8% em valores – em relação a 2013. Você pode conferir mais dados dessa pesquisa clicando aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile