Arauco se consolida como segundo maior produtor mundial de painéis

Operação vai posicionar a Arauco como o segundo produtor mundial na indústria de painéis, atingindo produção de nove milhões de m³ por ano

Publicado em 4 de dezembro de 2015 | 11:35 |Por: Cleide de Paula

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Arauco entra na Europa e na África do Sul com a compra de 50% da empresa espanhola Tafisa. A produtora de painéis compartilhará o controle da Tafisa que possui dez plantas industriais produtoras de painéis de madeiras – que estão localizadas na Espanha, Portugal, Alemanha e África do Sul – e que significará um investimento de US$ 150 milhões.

A operação vai posicionar a Arauco como o segundo produtor mundial na indústria de painéis, atingindo uma produção próxima aos 9 milhões de metros cúbicos anuais.

A Arauco assinou um acordo de subscrição de ações que alcançaria 50% do capital da sociedade espanhola Tafisa, que possui 10 plantas de painéis e que estão distribuídas na Espanha, Portugal, Alemanha e África do Sul. As instalações produtivas – que em conjunto empregam 3000 pessoas – geram uma produção de 4,2 milhões de m³ de painéis e representarão um investimento de US$150 milhões.

Na atualidade, esta empresa é filial do grupo português Sonae. Depois que a transação seja concretizada, a nova companhia será denominada Sonae-Arauco. A sociedade em que a Arauco vai participar, e que tem vendas estimadas de US$ 900 milhões anuais, está dedicada à fabricação e comercialização de painéis de madeira do tipo OSB, MDF e PB, e madeira serrada.

Em resumo, vai operar 2 plantas de painéis e uma serraria na Espanha; 2 plantas de painéis e uma de resina em Portugal; 4 plantas de painéis na Alemanha e 2 na África do Sul. Desta forma, a capacidade de produção da Sonae-Arauco seria de aproximadamente 460.000 m³ de OSB, 1,45 milhões de m³ de MDF, de 2,27 milhões de m³ de painéis particulados, e 100.000 m³ de madeira serrada.

Com este investimento, a Arauco ocupará o segundo lugar no ranking mundial de painéis de madeira, atingindo uma produção anual de 9 milhões de m³, considerando 50% da produção da empresa cujo capital será subscrito.
Matías Domeyko, Vice-Presidente Executivo da Arauco, disse que esta ação “está na linha de posicionar a Arauco como uma empresa global, presente no mundo com novos desafios. Trata-se também de uma ótima oportunidade do ponto de vista da diversificação geográfica em mercados  relevantes e com boas projeções”.

Evolução do negócio de Painéis da Arauco
No negócio dos painéis, a Arauco conseguiu um aumento constante em termos de produção, devido principalmente à expansão para a Argentina e o Brasil nas décadas passadas, e à compra de plantas produtivas nos Estados Unidos e no Canadá em 2012, que consolidaram a companhia como um dos principais produtores do mundo, atingindo uma capacidade de 6.6 milhões de m² nas suas 16 plantas.

Além disso, a Arauco está planificando a construção de uma nova planta de painéis no estado de  Michigan, nos Estados Unidos, que contaria com uma capacidade de produção anual de 750.000 m³ de painéis de madeira, e os trabalhos para a construção poderiam começar durante 2016.  As vendas do negócio de painéis de madeira em 2014 chegaram a US$ 1.851 milhões.


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook