1º Projeto Comprador Abimad’27 vai gerar mais de US$ 14 milhões

Projeto Comprador movimentou o comércio de móveis de alto padrão entre o Brasil e os principais mercados da América Latina e da América do Norte, gerando cerca de US$ 4 milhões em negócios durante Abimad’27

Publicado em 6 de março de 2019 | 13:33 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

O ano começou movimentado para o comércio internacional de móveis brasileiro. Realizado pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), por meio do Projeto Brazilian Furniture, o Projeto Comprador realizado em parceria com a Associação Brasileira das Indústrias de Móveis de Alta Decoração (Abimad) durante a feira de alta decoração Abimad’27, entre 5 e 8 de fevereiro em São Paulo (SP), deve gerar um total de US$ 14,49 milhões em negócios nos próximos 12 meses, segundo estimativas das entidades envolvidas.

A particularidade desta edição do Projeto Comprador é que pela primeira vez foi realizado para o mercado de alto padrão, promovendo a indústria com design aplicado, as matérias-primas brasileiras, a diversidade e a sustentabilidade do alto padrão. “Recebemos as principais marcas compradoras de países da América do Norte e da América Latina”, salienta Maristela Cusin Longhi, presidente da Abimóvel.

Prêmio Movelpar tem 33 produtos classificados

O Projeto Comprador na Abimad’27 levou ao evento 54 compradores de 16 países e três jornalistas internacionais. Os países participantes foram: Argentina, Chile, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai. Foram realizados em três dias de evento 563 contatos comerciais sendo cerca de 65% novos contatos.

Vértice Comunicação

Projeto Comprador Abimad Brazilian Furniture

Expectativa é de gerar mais de U$S 10 milhões nos próximos meses

As marcas brasileiras participantes foram: Aluminas, Brisa Casa, Ancezki Móveis, Artecouro, Artefama, Artemobili, Artimage, Bartzen, Bel Metais, Bell’Arte, Bonté, Boulle, Butzke, Century, CGS, Cosmo, Cristais São Marcos, Destack, DJ Móveis/Memoá, Doimo, Elise, Essenza, Estofados Jardim, Feeling, FK Grupo, Flexform, GS Fibras, Helizart, Herval Furniture, Rivatti, Jowanel, Lazzari Móveis, Lider Design, Lovato, M.E. Gonçalves/Spazzio Nobre, Madesol Garden, Maiori Casa, Mannes, Mempra Design, Mobilier, Modalle, Móveis Armil, Móveis Green House, Móveis James, Rudnick, Pollus, Samec, Sier, Studio Casa, Tapetes São Carlos, Tessuti, Tironi, Todeschini, e Universum, dentre outras.

Vértice Comunicação

Projeto Comprador Abimad Brazilian Furniture

Maristela, presidente da Abimóvel, junto a Michel Otte, presidente da Abimad

“O primeiro Projeto Comprador Abimad foi muito bem-sucedido em seu propósito de promover negócios e as marcas brasileiras para o mercado de alta decoração internacional. O Brasil tem uma indústria muito avançada tecnologicamente e que vem investindo fortemente em design. Uma importante missão da Abimóvel, junto com a Apex-Brasil, por meio do Projeto Brazilian Furniture, é fomentar a exportação desta indústria e tornar sua produção e diferenciais cada vez mais conhecidos”, assinala a diretora-executiva da Abimóvel, Cândida Cervieri.

O gerente de Estratégia de Negócios da Apex-Brasil, Paulo Roberto Silva, revela que o Projeto Brazilian Furniture é considerado modelo dentro da agência. “O Brazilian Furniture cresceu notavelmente no último ano e meio, contribuindo de forma estratégica para o posicionamento e para as exportações da indústria de móveis brasileira”, considera. “Para o biênio 2019-2020 temos mais de 45 ações programadas dentro do Projeto”, antecipa.

Vértice Comunicação

Projeto Comprador Abimad Brazilian Furniture

“O Brasil tem uma indústria muito avançada tecnologicamente e que vem investindo fortemente em design”, afirma Cândida

No período de cinco anos, entre 2014 e 2018, calcula-se que o Projeto Brazilian Furniture tenha gerado mais de meio bilhão de dólares em negócios. Nesse período, a média de crescimento anual das exportações de móveis do Projeto atingiu 4% ao ano, ficando bastante acima da média mundial (que foi negativa no período, em -3,2% ao ano) e da média do Brasil (0,3% ao ano).

O Projeto Brazilian Furniture encerrou 2018 com o número recorde de 157 empresas apoiadas, sendo 88 delas exportadoras. O projeto gerou resultados recordes também nas negociações, alcançando US$ 187 milhões em 2018, com crescimento de 47,5% em relação a 2017.

(com informações de assessoria)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile