DeVilbiss fortalece presença no país com crescimento

Fabricante de pistolas de pulverização para pintura e acabamento industrial, DeVilbiss reforça e amplia atuação no Brasil

Publicado em 16 de janeiro de 2019 | 10:10 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

A fabricante de pistolas de pulverização para pintura e acabamento industrial DeVilbiss, terceira colocada do Prêmio Top Móbile 2017 na categoria Equipamentos/Cabines de Pintura, reforça e amplia a sua atuação no Brasil com novas ações voltadas principalmente ao consumidor e revendedores, além de aumentar seu portfólio de produtos e conquistar novos clientes.

DeVilbiss

A marca começou a produzir em 1888 e está presente no País há mais de 60 anos. Reconhecida pela alta qualidade, passou a ser distribuída localmente desde 2017 pela Codinter, multinacional de longa experiência. Para garantir uma transição bem-sucedida, a empresa investiu em um depósito de mais de 900 m² em Jundiaí (SP) e já opera com normalidade para suprir qualquer demanda de mercado.

Foram criados diversos canais de comunicação com o público, para manter um diálogo aberto e contínuo. As mídias sociais locais da DeVilbiss já podem ser acessadas nas plataformas Facebook, LinkedIn, Instagram, YouTube e Twitter, enquanto a hashtag #devilbissnobrasil reitera a presença da marca. Um canal 0800 para tirar dúvidas e esclarecer questões dos usuários e um site também foram desenvolvidos.

Segundo o gerente de vendas da Codinter do Brasil, Fábio Fortes, as ações foram pensadas para dar maior suporte e extinguir qualquer desconfiança dos clientes e revendedores sobre a marca.

DeVilbiss

“Nós nunca saímos do país. Pelo contrário, nós crescemos. Estamos tão presentes e ativos quanto o futebol, maior paixão nacional. Prova disso é termos investido para trazer novos produtos, que antes só eram vendidos fora daqui, além de passar a comercializar as marcas Ransburg, MS Powder Systems, BGK e Binks”, conta.

A estratégia já deu retorno. O número de clientes aumentou em 5% e são aproximadamente 950 revendas espalhadas pelo território nacional. Além disso, está em andamento um plano de lançamento de produtos e treinamentos para o Brasil e toda a América Latina. Entre os projetos recentes, está o Centro de Treinamento Técnico e o DemoLab, ou Laboratório de Demonstração, para tornar a empresa ainda mais competitiva e especializada.

“Quem conhece a Devilbiss, sabe que produzimos e entregamos qualidade. E a estratégia que desenvolvemos para a região foi a de estar presente em todos os lugares onde nossos clientes estão, com produtos de última geração e tecnologia, máximo desempenho e que facilitam a vida dos usuários”, finaliza Fortes.

(com informações de assessoria)

Fabricação de móveis avança 1,5% em novembro e fica acima da média geral da indústria

Resultado foi o segundo maior registrado pelo setor moveleiro no ano

Publicado em 15 de janeiro de 2019 | 11:44 |Por: Luis Antônio Hangai

A fabricação de móveis avançou 1,5% em novembro de 2018 frente ao mês imediatamente anterior, conforme os mais recentes dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse foi o segundo maior resultado obtido pelo setor moveleiro durante o ano, ficando atrás somente de junho (crescimento de 27,3%), quando o segmento se recuperava da greve dos caminhoneiros e tinha como base de comparação um mês de maio bastante negativo (-18,3%).

Resultados e desafios do setor moveleiro em 2018

Na passagem de outubro para novembro a fabricação de móveis manteve-se acima da média da indústria geral, que por sua vez avançou 0,1% e interrompeu quatro meses seguidos de taxas negativas – período em que acumulou queda de 2,8%. A categoria de bens de consumo duráveis, na qual se insere os produtos de mobiliário, registrou queda de 3,4% na transição dos meses.

fabricação de móveis em novembro de 2018

Já no comparativo de novembro de 2018 com novembro de 2017, a produção moveleira decresceu 2,5%, registrando assim a quinta taxa negativa consecutiva neste tipo de comparativo. Desde julho o segmento de mobiliário já soma uma involução de 20%.

Mesmo com todos os resultados acima, os índices da fabricação de móveis em todo ano (0,5%) e nos últimos 12 meses (1%) continuam positivos, mas o setor seguiu mostrando perda de ritmo frente aos meses anteriores. Ambos os resultados são os menores observados até agora em todo ano. Confira abaixo a trajetória do setor.

A média geral da indústria, por sua vez, caiu 0,9% em novembro de 2018 diante do mesmo mês do ano anterior, revertendo a expansão de 0,8% em outubro. À semelhança do setor de móveis, a produção nacional como um todo mantém positivos os índices acumulados do ano (1,5%) e dos últimos 12 meses (1,8%), embora estes também sejam as menores taxas verificadas em 2018.

Dentre todas as grandes categorias econômicas, os resultados obtidos pelos bens de consumo duráveis se destacam. Apesar de ter recuado 3,4% no comparativo entre novembro de 2018 e novembro de 2017, o segmento conserva uma altas taxas acumuladas no ano (9,5%) e nos últimos 12 meses (10,3%), impulsionadas sobretudo pela ampliação na fabricação de automóveis (13,3%) e eletrodomésticos da “linha marrom” (6,2%).

Projeto Orchestra Brasil leva fornecedores da indústria moveleira ao México

Participação na feira é estratégica, já que o México está entre os dez principais destinos dos produtos brasileiros fabricados pelas empresas participantes

Publicado em 14 de janeiro de 2019 | 17:24 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Posicionar os fornecedores da indústria moveleira nacional de acessórios e componentes na América Latina é o objetivo do Projeto Orchestra Brasil ao apoiar a participação de nove empresas brasileiras na feira Magna Expo Mueblera Industrial, na Cidade do México, de 16 a 18 de janeiro. Ao todo, nove empresas apoiadas pelo projeto vão expor lançamentos no evento em dois estandes sustentados pelo projeto de incentivo às exportações – que é uma parceria do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O presidente do Sindmóveis, Vinicius Benini, destaca que o Sindmóveis Bento Gonçalves tem especial preocupação com o desenvolvimento não apenas da indústria moveleira, mas de seus fornecedores. Segundo ele, a integração com o mercado internacional é essencial para a sustentabilidade dos negócios no próprio mercado doméstico e o fortalecimento da cadeia como um todo beneficia diretamente os fabricantes brasileiros de móveis. “Além dos ganhos de competitividade, as empresas aumentam a resiliência e a capacidade de enfrentamento de crises”, pontua.

Fornecedores da indústria moveleira

Os fornecedores da indústria moveleira apoiadas nessa ação são fabricantes de componentes, tintas, máquinas, equipamentos e softwares para o setor moveleiro: Cipatex, CPI/Tegus, Crippa, Lidear, Lufati, Projepack, Promob, Renner Sayerlack e Zen Design. A participação objetiva fortalecer tanto as negociações quanto o posicionamento dos segmentos no México e mercados adjacentes, já que o país representa a segunda maior economia da América Latina.

Presidente do Intersind anuncia objetivos do sindicato durante posse

A Magna Expo Mueblera Industrial é realizada anualmente há 25 anos na Cidade do México e, nessa edição, reúne expositores de 11 países nos segmentos de processamento, transformação e materiais/componentes para madeira. O evento tem relevância estratégia para o Projeto Orchestra Brasil, já que o México é um dos dez maiores destinos das exportações das empresas apoiadas pelo projeto e, de modo geral, percebe-se um aumento generalizado das importações mexicanas dos produtos apoiados provenientes do Brasil, em especial máquinas e equipamentos.

Projeto Orchestra Brasil

O Projeto Orchestra Brasil intensifica e promove a inserção competitiva de brasileiras fornecedores da indústria moveleira no mercado internacional. As ações promovidas no âmbito do projeto vão desde a participação em feiras internacionais até projetos compradores e vendedores, missões comerciais e técnicas. Participam do projeto cerca de 50 empresas brasileiras fabricantes de acessórios, componentes, ferramentas, máquinas, softwares para layout e matérias-primas.

A próxima ação do Projeto Orchestra Brasil será em março: um Projeto Comprador durante a Fimma Brasil, em Bento Gonçalves. Para essas rodadas de negócios, foram convidados 50 importadores dos seguintes mercados alvo: África do Sul, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Índia, México, Peru e República Dominicana. Ainda em 2019, estão previstas outras ações, como a participação nas feiras Feira Interzum Colonia, Fitecma Buenos Aires e Tecnomueble Guadalajara, além de missões prospectivas à República Dominicana e Índia.

(com informações de assessoria)

Presidente do Intersind anuncia objetivos do sindicato durante posse

Áureo Calçado Barbosa segue como presidente do Intersind e tem como meta que o polo moveleiro de Ubá seja o mais expressivo do País até 2022

Publicado em 14 de janeiro de 2019 | 11:12 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Na última sexta-feira (11/01), o presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind), Áureo Calçado Barbosa foi empossado para mais três anos como presidente da entidade do polo moveleiro de Ubá. Barbosa comandará o Intersind no próximo triênio (2019-2021), enquanto o diretor da Lopas, Carlos Augusto Paschoalino Lopes é o vice-presidente.

Na solenidade, Barbosa ressaltou a qualidade da indústria moveleira local que teve muitas empresas vencedoras do Prêmio Top Móbile. “São as marcas mais lembradas do país e em 2017, as nossas indústrias vem se destacando no cenário nacional. Cerca de 30% dos prêmios brasileiros vem para Ubá. Então, é mais um motivo de orgulho para nós”, enalteceu.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Aureo Calçado Barbosa presideite reeleito do Intersind

Além dos diversos cargos que compõem a estrutura do sindicato, o Intersind também conta com uma assessoria jurídica tributária e de relações humanas, uma consultoria ambiental, além de fortalecer a comunicação dom associados e com o mercado. “Essa é a nova organização atual”, disse o presidente. Ele também lembrou que o mercado estagnado é um motivo de esperança para o polo ter melhores resultados neste ano de 2019. Barbosa também deseja que o polo experimente mais ações de exportação dos móveis, como já fora há alguns anos.

O Intersind também terá um centro de inteligência no qual um dos primeiros projeto é construir um memorial que resgatará toda a história do polo moveleiro de Ubá, além de sonhar com um novo centro industrial. “Estamos tocando isso com o governo de Minas Gerais e acreditamos que dois ou três centros industriais, com competência e agilidade de produtos, possamos fazer que outras empresas consigam crescer de maneira sustentável e ambientalmente correta. Esse é o nosso sonho”, acrescenta Barbosa.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Aurélio Marangon presidente da Fiemg Regional Zona da Mata

Barbosa afirmou que o polo está caminhando para a Indústria 4.0 e também está atento às tendências que afetam a produção de móveis. “Nossas indústrias estão bastante automatizadas. Queremos estimular o surgimento de outras indústrias no centro industrial que queremos criar, gerando mais empregos. E estamos ligados ao que pode ser a casa do futuro, que define como deve ser o móvel hoje”.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Flávio Roscoe presidente da Fiemg

Com relação ao futuro do setor moveleiro, Áureo Calçado espera que se mantenham no mercado empresas que tenham foco em produto de qualidade, atendimento pós-venda, que crie inovação tecnológica, que gere criatividade, diferenciações, otimização de processos produtivos, melhores eficácias do consumo energético e, sobretudo, atenda as políticas fiscais e ambiental.

– Maristela Cusin Longhi assume a presidência da Abimóvel

Outro objetivo segundo o presidente do Intersind, é trabalhar junto com o governo e a Fiemg para valorizar o Senai local e também gerar energia elétrica a partir do resíduo. “O secretário do meio ambiente está ciente do projeto e temos a esperança muito grande disso andar de forma acelerada em breve”, contou.

O novo governo também foi assunto durante a posse do presidente reeleito. “Vamos ver qual será a postura do novo governo. Felizmente, pelo que me parece e estamos acompanhando nas mídias sociais, melhor não poderia ser. Estamos com esperança muito grande que nosso futuro será muito grande em breve. O que precisa é o conceito de união, temos que estar sincronizado e unidos no mesmo espírito de mudar nosso comportamento porque o governo sozinho não faz nada”, destacou.

Polo moveleiro de Ubá

Também foi comentado por Barbosa durante a posse a possibilidade de transformar o polo moveleiro de Ubá em patrimônio histórico cultural da indústria do mobiliário de Minas Gerais. “Queremos isso junto com a Associação Comercial de Ubá, fazendo com que o comércio de Ubá funcione depois das 18 horas, estimulando o turismo da cidade. Somos uma cidade industrial, mas tenho um sonho de tentar mudar esse conceito”, revelou.

O Intersind foi criado em 1986 com a união de 20 empresários do polo moveleiro de Ubá. Com intuito de organizar e melhorar o setor moveleiro da região, criaram a Associação dos Fabricantes de Móveis de Ubá. Em 1989, criaram o Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Marcenaria de Ubá para promover o crescimento produtivo e tornar a cidade um polo fabricante de móveis.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Cerimônia de posse diretoria Intersind 2019-2021

Intersind empossa nova diretoria do próximo triênio dia 11

Diretor da Carolina Baby Móveis, Áureo Calçado Barbosa, segue por mais três anos na presidência do Intersind

Publicado em 10 de janeiro de 2019 | 14:00 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

O presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind), Áureo Calçado Barbosa, será empossado como presidente da entidade para o próximo triênio (2019-2021. A solenidade será realizada amanhã, 11 de janeiro, às 20 horas no Pavilhão de Exposições do Horto Florestal, na Rodovia MG 265 – Km 83 no polo moveleiro de Ubá, em Minas Gerais.

Diretor da Carolina Móveis, Barbosa segue no comando do Intersind que tem como vice-presidente o diretor da Lopas, Carlos Augusto Paschoalino Lopes. Além disso, também serão apresentados diretores, conselheiros e delegados.

– Maristela Cusin Longhi assume a presidência da Abimóvel

O Intersind foi criado em 1986 com a união de 20 empresários do polo moveleiro de Ubá. Com intuito de organizar e melhorar o setor moveleiro da região, criaram a Associação dos Fabricantes de Móveis de Ubá. Em 1989, criaram o Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Marcenaria de Ubá para promover o crescimento produtivo e tornar a cidade um polo fabricante de móveis.

Com o nome modificado para Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá, configura uma maior abrangência em sua base de atuação. Após 20 anos, Ubá se tornou o maior polo moveleiro de Minas Gerais com o sindicato tendo papel de detectar e direcionar novas estratégias para potencializar a atuação das indústrias no panorama nacional.

Diretoria Intersind 2019/2021

Presidente: Áureo Calçado Barbosa (Carolina Baby Móveis)
Vice-Presidente: Carlos Augusto Paschoalino Lopes (Lopas)
Diretor administrativo: Leonardo Anacleto Lopes (Cel Móveis)
Diretor financeiro: Fernando Cesar da Silva Melo (Minas Office)
Diretor adjunto executivo: Luis Gabriel de Lucca Schiavon (Móveis B P)
Diretor adjunto: José Evandro Pinto (Móveis Itatiaia)

Conselho Fiscal Efetivo

Michel Henrique Pires (Modecor)
Gilberto Teixeira Pereira Coelho (Salleto)
Matheus Moreira Massardi (RM Movelaria)

Conselho Fiscal Suplente

Emílio Medice Candian (JCM Movelaria)
Frederico Rubinich Rufato (Ímola Móveis)
Ismael Reis (Sier Móveis)

Delegados efetivos junto ao conselho representantes da Fiemg

Áureo Calçado Barbosa (Carolina Baby Móveis)
Carlos Augusto Paschoalino Lopes (Lopas)

Delegados suplentes junto ao conselho representantes da Fiemg

Michel Henrique Pires (Modecor)
Fernando Cesar da Silva Melo (Minas Office)

Sindmóveis empossa nova diretoria do biênio 2019/2020 no dia 23/01

Empresário Vinicius Benini, da Móveis Pozza, será o presidente no biênio 2019/2020

Publicado em 10 de janeiro de 2019 | 10:54 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

O diretor da Móveis Pozza, Vinicius Benini, será oficialmente empossado como presidente do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) no dia 23 de janeiro, em solenidade para associados e autoridades. Eleita para o biênio 2019/2020, a diretoria comandada por ele tem, ainda, diretores, conselho fiscal, conselho consultivo e delegados representantes. Na gestão do empresário Edson Pelicioli, encerrada em dezembro passado, Vinicius Benini exercia as funções de vice-presidente e diretor comercial. Antes disso, foi diretor de Infraestrutura na gestão de Henrique Tecchio.

Aos 31 anos, Vinicius Benini será o mais jovem presidente na história do Sindmóveis. Graduado em Comércio Internacional e com MBA em Marketing com Ênfase em Vendas (FGV), ele terá uma gestão comprometida com a representatividade e os interesses do setor, valorizando o associativismo que o Sindmóveis construiu em sua história de 42 anos a serem completados em 2019.

Maristela Cusin Longhi assume a presidência da Abimóvel

“Não vejo como minha empresa possa crescer isoladamente, sem que tenhamos um ambiente propício a toda indústria moveleira e um polo competitivo no mercado. Assumo com alegria essa nova etapa, dividindo com toda a equipe e a minha diretoria o entusiasmo que faz parte do meu cotidiano”, exalta.

O Sindmóveis Bento Gonçalves atua desde 1977, impulsionando o crescimento da cadeia produtiva moveleira por meio da representação institucional, ações integradoras, promoção internacional, programas de apoio a empresas e profissionais, fomento ao design e desenvolvimento de canais de venda. A realização da Movelsul Brasil 2020 é o grande desafio dessa nova diretoria, que já vem trabalhando para ampliar o número de visitantes profissionais qualificados e planejando uma ação grandiosa para a vinda de compradores a convite da feira. Faltando 15 meses para a próxima edição, a feira já tem 54% de sua área de exposição comercializada.

Diretoria Sindmóveis Bento Gonçalves 2019/2020

Presidente: Vinicius Benini (Móveis Pozza)
Vice-Presidente e Diretor Comercial: Cassiano De Paris (Perlare)
Diretora Operacional: Marlei Pena Vian (Todescredi – Grupo Todeschini)
Diretor Jurídico Trabalhista: Alexandre Michelin (Bertolini)
Diretora de Serviços: Letícia Farina (Villa Giardino Italínea)
Diretor de Infraestrutura: Luís Henrique Bortolini (Atual Estofados)
Diretor do Prêmio Salão Design: Eduardo Nuncio (Móveis Carraro)
Vice-diretor do Prêmio Salão Design: José Ferro (Bertolini)
Diretora de Relações com o Mercado: Priscila Milesi Basso (Dalmóbile)
Diretor Internacional: Leonardo Dartora (Politorno)

Conselho Fiscal

Edson Pelicioli (Ideias & Conceitos)
Henrique Tecchio (Bentec)
Sérgio Dalla Costa (Motiva Móveis)
Rogério Francio (Móveis Carraro)

Conselho Consultivo

Volnei Benini (BRV Móveis)
Cláudio Ramos (BRV Móveis)
Marcelo Haefliger (PLAN35)

Delegados representantes

Ademar De Gasperi (Nave Brazil)
Maristela Cusin Longhi (Multimóveis)

(com informações de assessoria)

Ampla comemora sucesso em 2018 e comemora 15 anos de atuação neste ano

Lançamentos e participações em eventos dos diversos segmentos junto aos quais a empresa atua geraram negócios e novos clientes durante o ano

Publicado em 10 de janeiro de 2019 | 10:14 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

A Ampla Impressoras Digitais – única fabricante 100% brasileira no mercado de equipamentos de impressão digital – encerra o ano comemorando as conquistas alcançadas em 2018. A empresa ajustou seu mix de produtos e serviços, unindo experiência empresarial com a filosofia de oferecer soluções completas, focando na geração de negócios por meio da satisfação e fidelização dos clientes, por meio da entrega de produtos e serviços para impressão digital em grandes formatos e para aplicações industriais.

A interação com o mercado foi fortalecida ao longo de 2018 pela participação em eventos, como feiras de negócios, fóruns e palestras, dos diversos segmentos junto aos quais a empresa atua – comunicação visual, moveleiro e calçadista -, que geraram negócios e novos clientes, complementando a parceria de gestão integrada que marca a atuação da Ampla junto aos clientes, com foco em resultados. Para 2019, a Ampla destaca um plano de ações para a comemoração de seus 15 anos de atuação no mercado.

No setor moveleiro, as principais ações da Ampla foram na ForMóbile e nas mostras Affemaq. De 10 a 13 de julho, a AMPLA esteve no Fórum ForMóbile, em São Paulo (SP), apresentando duas palestras sobre a Impressão Digital na Indústria Moveleira nos espaços Indústria do Futuro e ForMóbile Trends. A empresa também demonstrou, em um espaço especial, o conceito da impressão digital aplicada aos móveis por meio de vídeos, impressões e amostras.

Na cidade de Arapongas (PR), a Ampla participou, entre os dias 15 e 17 de agosto, do 9º Congresso Nacional Moveleiro, no qual Ricardo Lie realizou a palestra “Impressão Digital: Novas Oportunidades de Desenvolvimento de Produtos e Negócios na Indústria de Móveis”. Na Oficina Movelprint, destaque da Programação Simultânea do Congresso, o diretor da Ampla falou sobre “Impressão Digital: Conceitos, Benefícios e Oportunidades Aplicados na Indústria Moveleira”.

Os desafios e resultados do setor moveleiro em 2018

A Ampla participa também como expositora do evento. “Nosso objetivo foi mostrar que a impressão digital a jato de tinta já faz parte da indústria 4.0, é uma realidade para aplicação na indústria moveleira e que sua utilização comercial pode gerar um importante valor agregado para as empresas. Por outro lado, é importante também mostrar até onde a impressão digital pode ir, considerando seu estágio tecnológico atual, sabendo que o digital não está pronto para todas as empresas, assim como nem todas as empresas estão prontas para o digital”, resumiu o dirigente da Ampla.

Dentro de seu trabalho junto ao setor moveleiro, a Ampla participou também de duas edições da Mostra Affemaq – Feira Itinerante de máquinas, ferramentas, acessórios, insumos e serviços para as indústrias de madeira e móveis”: Arapongas, no mês de abril, e a segunda em Pinhalzinho, no Oeste Catarinense.

Na primeira edição do ano, a Ampla apresentou suas soluções para o a indústria de móveis na Fábrica em Ação, que proporcionou aos visitantes acompanharem a produção de dois móveis durante a visita ao evento – um armário multifuncional e uma mesa de apoio – utilizando algumas soluções dos expositores integradas em células de produção: corte, dobra, furação, pintura, impressão digital, montagem e embalagem. Nos dois eventos, demonstrou, em um stand institucional, o conceito da impressão digital aplicada aos móveis por meio de vídeos, impressões e amostras.

Maristela Cusin Longhi assume presidência da Abimóvel

Primeira mulher a comandar a entidade, diretora da empresa Multimóveis estará na gestão 2019/2021

Publicado em 8 de janeiro de 2019 | 9:37 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Eleita presidente da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) para a gestão 2019/2021, Maristela Cusin Longhi, empresária e diretora da empresa Multimóveis Indústria de Móveis Ltda, assume a entidade. No final do ano passado, ela anunciou que dará sequência ao projeto iniciado pelo presidente Daniel Lutz para consolidar os avanços conquistados nos últimos anos e ampliar a relevância do setor moveleiro.

Divulgação Abimóvel

Maristela Cusin Longhi, da Abimóvel

Maristela Cusin Longhi é a primeira presidente mulher da Abimóvel

Maristela é a primeira mulher presidente eleita na história da entidade e destaca que são tabus que vem sendo quebrados ao longo do tempo, a exemplo do que aconteceu ao presidir a Movergs e a vice-presidência do Ciergs.

“Estamos em um novo mundo, em que as competências são avaliadas independentemente do gênero, haja visto o grande número de mulheres ocupando altos cargos em todas as funções. Sinto-me honrada, pois essas relações sempre foram marcadas por respeito e profissionalismo”, enfatiza.

A presidente reforça que trabalhará da mesma forma que já vem atuando ao longo dos anos, com comprometimento, profissionalismo e dedicação, contribuindo para o desenvolvimento sustentado de toda a cadeia produtiva de madeira e móveis.

Confira artigo de Rogério Francio, presidente interino da Movergs

“Estaremos nos reunindo com toda a diretoria em janeiro para, juntos, definirmos o planejamento estratégico e as diretrizes que serão prioritárias para o setor moveleiro, dando continuidade ao excelente trabalho desenvolvido pelo atual presidente Daniel Lutz. Creio que esse novo momento político que estaremos vivenciando, propiciará também um novo ciclo para o Brasil, com crescimento econômico e um bom ambiente de negócios, facilitando o desenvolvimento do setor e a interlocução com o governo”, conclui.

Diretora da Multimóveis juntamente com os sócios Euclides Longhi e Ivo Cusin desde 1995, cursou Ciências Econômicas e cursos de especialização na área Financeira e Gestão Empresarial. Maristela já foi diretora do Sindmóveis na gestão 1999/2001; diretora Adm. Financeira da Movergs, gestão 2001/2003; vice-presidente da Movergs, gestão 2003/2005; e vice-presidente da Movergs, gestão 2005/2007.

Também foi presidente da Fimma Brasil 2007; presidente da Movergs, gestão 2007/2009; diretora da FIERGS, gestão 2008-2011; vice-presidente regional Ciergs, gestão 2011-2014; vice-presidente do Ciergs, gestão 2014/2017 e gestão 2017/2020; 1º vice-presidente Abimóvel, gestão 2016/2018, além de ser membro dos Conselhos do Sesi RS, do IEL – Instituto Euvaldo Lodi, da Sociedade de Previdência Privada do Rio Grande do Sul (Indusprevi) e do Hospital Tacchini.

Diretoria da Abimóvel Gestão 2019-2021

Presidente: Maristela Cusin Longhi
1° Vice-Presidente: Irineu Munhoz
Vice-Presidentes: José Agnelo Seger, Sérgio Luiz Braga, Edgar Behne, Nereu Conzatti, André Guerra, Ademilse Guidini, Michel Otte, Marcio José Froehner, Celso Theisen, Mauro Pereira Scharwstburd, Esther Cuten Schattan, Iara Gomes Abade e Claudio Muzi
Diretor Tesoureiro: Nereu Conzatti
Diretor Secretário Geral: Iara Gomes Abade
Conselho Fiscal: Álvaro Weiss, Luiz Attilio Troes e Luiz Rigoni
Presidente Conselho Administrativo: Daniel Lutz
Conselho Administrativo: Claudio Muzi e Jaime Pfutzenreuter
Diretora Executiva: Cândida Maria Cervieri

Multimóveis completa 24 anos de história

Empresa produz as marcas Multimóveis Baby, Multimóveis Decor, Multimóveis Export e Eko Ambientes

Publicado em 8 de janeiro de 2019 | 8:45 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

O mês de janeiro é muito especial para a Multimóveis Indústria de Móveis Ltda, pois é o mês de aniversário de fundação da companhia gaúcha. Em 2019, a empresa completa 24 anos sob o comando dos empresários Maristela Cusin Longhi, Ivo Cusin e Euclides Longhi. O slogan ‘De Bem com a Vida’ passou a ser uma filosofia que direção e funcionários aplicam nas atividades diárias da empresa.

Com sede na cidade de Bento Gonçalves (RS), possui área construída de 22,5 mil metros quadrados e tem uma equipe de 250 funcionários que atuam em um moderno parque fabril, com máquinas e equipamentos de última geração. Aliado à capacitação profissional da equipe, a Multimóveis está apta a atender mercados cada vez mais exigentes e dinâmicos. Além do mercado nacional, exporta para mais de 30 países.

Leia sobre os planos e conquistas do Sindmóveis nos últimos anos

As atividades da Multimóveis iniciaram com a fabricação exclusiva de móveis infantis, em 1995. Em pouco tempo, tornou-se uma das maiores fábricas especializadas no segmento, conhecida hoje como Multimóveis Baby. No entanto, buscando expandir sua atuação, a empresa lançou ao longo dos anos, as linhas Multimóveis Decor e Multimóveis Export e, mais recentemente, em 2009, a EKO Ambientes, buscando um espaço diferenciado na indústria de móveis planejados.

Ao longo de todos esses anos, a empresa foi agraciada com diversos prêmios pela sua atuação, tanto no mercado doméstico quanto internacional. Nos anos de 2013 e 2014, conquistou o Prêmio Excelência Movergs, na categoria Média Empresa – Mercado Interno.

Exportações de móveis da Multimóveis

A forte atuação no mercado externo, desde o início das atividades, quando vislumbrou grandes oportunidades de negócios, também garantiu diversos prêmios. Entre eles, destaque para o Expo Mueble Internacional 2002, reconhecido pela Associação de Fabricantes de Muebles de Jalisco A.C.; Prêmio Excelência Exportação Moveleira RS/2004 – Grande empresa – Crescimento; Prêmio Excelência Exportação Moveleira RS/2005 – Grande Porte – Conquista de Novos Mercados, ambos chancelados pela Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs).

Outras conquistas foram o Prêmio Qualidade Exportação 2005, 2006, 2007 ,2008 e 2009, conferido pela Revista da Madeira e Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC); e o Prêmio Exportador RS, na categoria Destaque Setorial – Móveis, em 2014, 2017 e 2018, reconhecido pela Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil (ADVB/RS), o mais tradicional prêmio exportador do país. Atualmente, a atuação nos continentes americano, africano, asiático e do oriente médio representa uma fatia importante do faturamento da empresa.

Divulgação Multimóveis

Multimóveis

Ivo Cusin, Maristela Longhi e Euclides Longhi, fundadores da Multimóveis

Um marco importante aconteceu em 2014, quando a empresa ganhou a classificação de Empresa Internacionalizada, classificada entre as dez empresas internacionalizadas pelo projeto Brazilian Furniture, desenvolvido pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“As exportações sempre fizeram parte do nosso planejamento estratégico, temos uma célula de exportação dentro da empresa, que está sempre atenta a novas oportunidades em mercados que ainda não atuamos. Esses prêmios foram o reconhecimento pela excelência e comprometimento do trabalho desenvolvido por toda a equipe Multimóveis, a qual, de forma profissional, competente e dedicada, tem contribuído para o crescimento sustentado da empresa ao longo dos anos. Sem sombra de dúvidas, o nosso capital humano, é o nosso maior patrimônio”, destaca Maristela.

Ao completar 24 anos, a Multimóveis consolida uma história construída por grandes ideias, dedicação, profissionalismo e muito trabalho. “Alguns fatores foram fundamentais para que a empresa crescesse de forma equilibrada, com sustentabilidade econômica, social e ambiental: gestão e princípios sólidos; equipe focada em atingir os objetivos e metas propostas, sem nunca perder os princípios que norteiam o nosso trabalho; ética, honestidade e humildade em todas as nossas parcerias. Isso nos enche de muito orgulho”, conclui Maristela.

Unir para fortalecer, renovar para crescer

Confira artigo do presidente interino da Movergs, Rogério Francio

Publicado em 7 de janeiro de 2019 | 16:00 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Nos últimos três anos, o slogan da Movergs ganhou um sentido ainda maior, visto que a união das equipes, o fortalecimento das marcas e a renovação em busca de novos negócios foram essenciais para que muitas indústrias moveleiras sobrevivessem aos difíceis momentos de crise econômica.

Diz o ditado popular que depois da tempestade vem a bonança e, de maneira geral, 2018 foi um ano equilibrado. O setor moveleiro do Rio Grande do Sul registrou modesto crescimento na comparação com o cenário nacional. Apesar de boa parte dos resultados serem creditados ao desempenho das exportações, por meio de empresas que se prepararam para promover um equilíbrio entre o mercado interno e o externo, precisamos ter em mente que o Brasil é o nosso grande mercado.

Crédito Evandro Soares

Rogério Francio da Movergs

Rogério Francio é presidente interino da Movergs

Em 2017, de acordo com dados do Iemi, mesmo durante um ano difícil, o brasileiro gastou R$ 83 bilhões em colchões e móveis no varejo brasileiro, enquanto a produção da indústria local atingiu R$ 62 bilhões. Contamos com excelentes redes, empresas que trabalham com lançamento de produtos à altura dessa expectativa do mercado e acreditamos que o desempenho dos negócios refletirá de forma positiva nos próximos anos.

Neste ano, também houve expectativa de melhora da economia em função das eleições, um dos fatores relevantes para a confiança do brasileiro em um Brasil melhor posicionado. Passado o período eleitoral, há entusiasmo, mas as ações concretas das propostas do presidente eleito levarão algum tempo para serem comprovadas. Trata-se de um governo de transição, uma mudança significativa do modelo que existia há alguns anos, portanto, precisamos aguardar.

Não podemos esquecer que o equilíbrio de 2018 também passa por um somatório de atitudes por parte dos empresários e a exigência do próprio mercado. Compromissos que os administradores adotaram, fazendo a lição de casa ao rever custos, ampliar a competitividade, tornar suas empresas mais atualizadas por meio da tecnologia e repensar processos.

As marcas precisaram se reinventar, explorar a criatividade e analisar as formas e atitudes como trabalhavam no mercado porque muita coisa mudou, o consumidor está mudando, o modelo de venda no mercado se transforma a todo o momento e é preciso estar atento e realizar modificações com muita frequência.

Desafios e resultados do setor moveleiro

Ou seja, mesmo em um ano modesto houve investimentos para que tenhamos oportunidades, nos próximos anos, de resgatar o sucesso que o setor sempre demonstrou. Verificamos também que o design do móvel brasileiro está muito próximo de tendências lançadas em outros países, o que comprova que nossos produtos passaram a ser bem quistos e posicionados, fator extremamente relevante.

2019 nos releva expectativa positiva, talvez muito mais a partir do segundo semestre, visto que os primeiros meses do ano ainda serão de ajustes da economia, da política, decisivos para o sucesso do país. Estamos otimistas e começaremos o ano de forma intensa com os preparativos para Fimma Brasil. Faremos uma excelente feira com muitas novidades. Nessa 14ª edição trabalharemos com o conceito da diferenciação, apresentando o máximo de informações, tendências, inovações para deixarmos nossas indústrias tão preparadas quanto as melhores marcas do mundo.

Rogério Francio é presidente interino da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs)


eMobile