Leitor portátil de cores foi lançamento da Montana na ForMóbile 2018

Aparelho, capaz de identificar mais de três mil cores, foi uma das inovações apresentadas pela empresa na feira

Publicado em 19 de julho de 2018 | 20:00 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Para facilitar, agilizar e aperfeiçoar a escolha de cores pelos industriais moveleiros, a Montana Química lançou na ForMóbile 2018 o que chama de “pequena grande inovação”. O Colorímetro Portátil Montana foi apenas uma das novidades que a companha apresentou na feira encerrada semana passada em São Paulo (SP).

Divulgação Montana

Montana na ForMóbile

Leitor Portátil

O Color Pin Colorímetro Portátil Montana é um equipamento pequeno com aproximadamente 5 cm, capaz de ler uma cor sobre uma superfície horizontal (para que não haja interferência luminosa do ambiente), e identificar em poucos segundos o padrão exato de cor ou, em alguns casos, a referência mais próxima. Feito isso, imediatamente transmite a informação à fabrica da Montana para a produção do volume escolhido pelo cliente.

O aparelho funciona com um aplicativo de celular, via conexão via Bluetooth, para os sistemas iOS ou Android e integra as cartelas tintométricas do Montana Color System e dos sistemas internacionais de definição de cores RAL e NCS. Juntos, os três sistemas são capazes de reunir mais de três cores, nas versões brilhante e fosca, disponibilizando totalizando mais de 40 mil formulações de texturas e tonalidades cadastradas.

Mais produtos e novidades da Montana na ForMóbile 2018

Acabamentos perolizados: o sistema tintométrico Montana Color System ganha três novos concentrados que possibilitam obter acabamentos com efeitos perolizados com a adição em vernizes foscos ou brilhantes. São concentrados de consistência pastosa para adição ao verniz e aplicação em bases de tintas foscas ou brilhantes. Proporcionam efeitos especiais muito variados no acabamento final. Acessível pelo Montana Color System, os produtos são comercializados em embalagens de 0,9 litro, 3,6 litros (galão) e 18 litros.

Confira entrevista sobre o resultado da ForMóbile 2018

Pintura em alumínio: a Montana disponibiliza três novas tonalidades na linha Lacksteel para pintura sobre perfis de alumínio e outras superfícies, como madeira ou vidro. A primeira tonalidade é próxima ao alumínio natural, para eventuais retoques superficiais em perfis do metal. As demais têm tonalidades progressivamente mais escuras. O produto está disponível, inicialmente, em embalagens de 3,6 litros (galão).

Seladora Nitro: a seladora Nitro da Montana apresenta, segundo a marca, maior quantidade de sólidos do que a tradicional Seladora Extra. “Por isso, proporciona maior fechamento de poros. O produto é de fácil aplicação, secagem rápida e ótimo lixamento”, diz o gerente de pesquisa e desenvolvimento, Vilnei Schreiber. As aplicações podem ser feitas à pistola, pincel ou boneca de pano. O produto é comercializado em embalagens de 0,9 litro, 3,6 litros (galão) e 18 litros.

Veja os lançamentos da Arauco na ForMóbile 2018

Removedor Striptizi Gel: reconhecido por marceneiros de todos os portes, pode ser aplicado com trincha e remove pinturas em superfícies verticais ou horizontais, além de películas aplicadas sobre os mais variados tipos de substratos. “Tem ótimo desempenho na remoção de acabamentos sobre cerâmicas, superfícies cimentícias, metais, vidros e para-choques, sendo particularmente indicado para serviços de reparo em carrocerias”, destaca Schreiber. É comercializado em embalagens de 0,9 litro e 3,6 litros (galão).

Goffrato: acabamento texturizado introduzido pioneiramente no Brasil, proporciona micro e média textura com resistência química a produtos de limpeza. Pode ser aplicado na pintura de móveis de madeira, vidro ou metal. Disponível nas cores do Montana Color System, RAL, NCS e outra infinidade de cores que podem ser preparadas com o sistema tintométrico Montana Color System.

Montana na ForMóbile

Fusão de opostos foi o destaque da Lamigraf durante a ForMóbile 2018

Conceito Zoom Out proporciona a combinação de elementos aparentemente díspares como o urbano-rural e o individual-coletivo

Publicado em 19 de julho de 2018 | 12:00 |Por: Luis Antônio Hangai

Especializada na produção de papéis decorativos para móveis e pisos, a Lamigraf destacou entre seus lançamentos na ForMóbile 2018 o conceito Zoom Out, cuja proposta é ampliar o ponto de vista do consumidor e permitir a combinação de elementos aparentemente opostos dentro de um único produto.

Neste sentido se sobressaíram as quatro novas coleções para 2018/2019, que são o Urban Harverst, Single Collective, Perfect Mess e Innovative Roots. Respectivamente cada um deles remete a união entre temas contraditórios a um primeiro olhar: urbano-rural, individual-coletivo, perfeição-caos e a inovação-raiz.

Confira as principais tendências apresentadas na ForMóbile 2018

São vinte e cinco novos projetos de papéis decorativos para móveis e pisos que a fabricante lançou no início do ano, concluídos com algumas novidades apresentadas em junho de 2018 e destacados na feira em São Paulo entre os dias 10 e 13 de julho. As coleções se traduziram em quatro novos espaços de trabalho dinâmicos e multidisciplinares, que representam formas contemporâneas de se relacionar, trabalhar e viver.

Osiris Bernardino

Coleção Urban Harvest, que combina espaços urbanos com os hábitos da vida rural

A ideia central com a coleção é como conceitos, objetos, espaços e arquiteturas, mesmo parecendo contraditórios a um primeiro olhar, podem dialogar e se complementar, combinando-se na criação de ambientes inovadores. Para isso é preciso um Zoom Out – que significa um afastamento do olhar, uma visão mais ampla e abrangente, com foco quase generalista – que justamente acolhe as supostas diferenças e funde estilos diversos em novos espaços criativo.

Segundo Helena Paternain Jimenez, do marketing da Lamigraf, esse mix de conceitos distintos é um reflexo de novos comportamentos culturais e necessidades de trabalho das pessoas no mundo moderno. “Novas formas de consumir pressupõem diferentes estilos, bem como suas misturas. Por exemplo, você pode ver em Nova Iorque a fusão do urbano com áreas naturais. Já a junção entre individual e coletivo transparece nos espaços de coworking e coabitação. Os locais de trabalho, atualmente, não servem apenas para trabalhar, mas também para se divertir e relaxar. Um exemplo é o Google, onde as pessoas trabalham e aproveitam momentos de lazer”, diz Helena.

Osiris Bernardino

Coleção Innovative Roots: simbiose de tradição e inovação

O estande da fabricante de papéis decorativos para móveis e pisos na ForMóbile, projetado com as quatro áreas temáticas da coleção, inspirou os visitantes a descobrir novas combinações de desenhos e unicolores. O Zoom Out da Lamigraf destacou-se também pela variedade de materiais, na qual pode-se encontrar uma vasta gama de madeiras mais calmas e naturais misturadas com outros materiais mais frios, como cimentos, óxidos ou pedras. Um dos principais focos da coleção foram os desenhos híbridos, como o Concrete Illusion, uma estrutura têxtil irregular combinada a uma matriz de concreto.

“Estamos destacando também um design mais neutro, que cria uma atmosfera tranquilizante, com destaque para as cores pastéis. Essa mistura de têxtil com concreto é um dos nossos highlights, pois esse híbrido é uma tendência. Aplica-se muito bem em móveis de madeira, em ambientes de trabalho e salas de estar, por exemplo”, explica Helena.

Osiris Bernardino

Coleção Perfect Mess: arte e design vistos através de uma perspectiva intimista

A Lamigraf transferiu as operações industriais antes localizadas em Curitiba (PR), para uma sede própria situada em São José dos Pinhais (PR). De acordo com a companhia, isso permitirá não somente ampliar e modernizar as instalações da Lamigraf, como também dobrar a capacidade produtiva de papéis decorativos para móveis e pisos a partir da instalação de uma segunda linha de impressão até o término do ano.

Confira os padrões lançados pela Guararapes na ForMóbile 2018

ForMóbile 2018, que encerrou na última semana, teve o lançamento de vários padrões, com a Guararapes exibindo a Linha Magma

Publicado em 18 de julho de 2018 | 20:00 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

A fabricante de painéis de madeira Guararapes lançou, entre os dias 10 e 13 de Julho na 8ª edição da Feira Internacional da Industria de Móveis e Madeira (ForMóbile) a linha Magma. Com quatro padrões inspirados em pedras e na ação do tempo, a marca segue a tendência ao apresentar uma linha com design de pedra, minerais e híbridos.

Um dos principais diferenciais desta linha é o acabamento com uma textura 3D que, segundo a Guararapes, possui a maior profundidade do mercado, resultando em uma impressão hiper realista que também conta com um toque frio e mineral. Compõem a nova coleção os padrões Petra, Bronze, Marmo e Fog.

Devido a impressão digital, o padrão Petra se destaca por apresentar maiores contrastes e definição no desenho. Já o metalizado Bronze apresenta uma tonalidade que lembra couro envelhecido e ao mesmo tempo se assemelha a um metal. O padrão Marmo (imagem de destaque) é inspirado nos mármores escuros, a elegância de seu desenho imperfeito converge com a tendência oriental Wabi Sabi, que valoriza o aspecto rústico da ação do tempo e das formas inexatas. Já o Fog, é um padrão híbrido, ou seja, possibilita diversas interpretações, pois permite uma leitura como metal pintado, patinado, ou ainda trazer um aspecto que se assemelha ao concreto.

Padrão Freijó é novidade na Linha Dual Syncro da Guararapes

A Guararapes aposta no padrão Freijó, preferido na decoração de interiores de norte a sul no Brasil e o mostrou como novidade da linha Dual Syncro. A coleção é feita a partir da tecnologia de poro sincronizado que permite o alinhamento entre o desenho e a textura na superfície do painel de MDF, resultando em mais fidelidade à madeira natural e ressaltando ainda mais a profundidade do desenho dos veios.

Outro diferencial é que essa textura está presente nas duas faces do produto, o que garante uma menor preocupação da indústria moveleira e do marceneiro na manipulação da chapa para confecção dos móveis, pois como está presente dos dois lados não há o risco de “errar” no momento da colocação. A tonalidade do padrão Freijó está em alta na decoração, devido a sua atemporalidade e fácil combinação com outros materiais e cores.

Divulgação Guararapes

Guararapes na ForMóbile 2018

Padrão Freijó

Novo padrão Antuérpia na linha Dual Touch

Tendência mundial nos tons de madeira do mobiliário, o padrão Antuérpia é o mais novo produto da linha Dual Touch, sendo inspirado no carvalho e apresentando riqueza de desenhos naturais. A linha Dual Touch tem como diferencial, segundo a Guararapes, a originalidade do toque na superfície com uma textura muito próxima do aspecto natural da madeira. O acabamento fosco da coleção pode ser destacado como mais uma tendência global dos revestimentos em MDF para o mobiliário.

Além do novo padrão Antuérpia, a linha Dual Touch é composta por outras oito tonalidades, que fazem referência a diversas cidades do mundo. São elas: Porto, Elmo Dubai, Paris, Lisboa, Alabama, Pretória, além de Dual Blanc e Dual Black.

Divulgação Guararapes

Guararapes na ForMóbile 2018

Padrão Antuérpia

Exportação de móveis do Brasil acumula alta de 9,8% em maio de 2018

Segundo pesquisa da Abimóvel, os três estados do Sul do país foram responsáveis por aproximadamente 80% do volume de mobiliário exportado

Publicado em 18 de julho de 2018 | 15:26 |Por: Luis Antônio Hangai

A exportação de móveis brasileiros, no conjunto das verticais de estofados, colchões, mobiliário de madeira e de metal, acumula alta de 9,8% entre janeiro e maio deste ano frente ao mesmo período do ano passado. Entretanto, o resultado isolado de maio de 2018 na comparação com o mesmo mês de 2017 apresentou retração média de 16,6%. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Mobiliário (Abimóvel) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

O relatório faz parte do conjunto de ações de Inteligência Comercial e Competitiva do Projeto Brazilian Furniture e constitui um meio de acompanhar e planejar as ações de exportação do setor moveleiro nacional. A pesquisa revela ainda que o principal segmento de móveis exportado pelo Brasil é o de Móveis de Madeira: nos últimos 12 meses, no mínimo 85% das exportações foram deste segmento.

Empresários participaram de evento de promoção da exportação

“Para as empresas exportadoras a valorização cambial e o mercado internacional são oportunidades para contrabalançar o cenário do ambiente interno. O mercado dos Estados Unidos, do Reino Unido e da América do Sul são os melhores destinos. A Abimóvel em parceria com a Apex-Brasil tem feito um forte trabalho com o Projeto Brazilian Furniture para promover e posicionar a indústria de móveis no mercado externo. Hoje atingimos a meta de mais de 100 empresas apoiadas em ações internacionais, gerando mais US$ 81,7 milhões no último ano”, afirma o presidente da Abimóvel, Daniel Lutz.

A exportação de móveis somou US$ 262,6 milhões entre janeiro e maio de 2018, resultado que representa crescimento de 5,2% em comparação com o mesmo período de 2017. Destacam-se os volumes de exportações para os Estados Unidos, com participação de 26,4% dos valores comercializados e um aumento de 7,6% em relação ao ano passado. Em 2º lugar aparece o Reino Unido com 11% de participação e a Argentina em 3º lugar, com 9,8% do total exportado.

O estudo também aponta que o Brasil importa móveis sobretudo da China, Estados Unidos, México, Coreia do Sul, Alemanha, Polônia, Itália, Tailândia, França e Índia.

Sul concentra a exportação de móveis

Os três estados da região Sul são os maiores exportadores de móveis do Brasil. Juntos, Santa Catarina (38,5%), Rio Grande do Sul (27%) e Paraná (14,6%), correspondem a 80% do total de exportação de móveis entre janeiro e maio de 2018. Santa Catarina foi o estado que apresentou maior crescimento entre janeiro e maio frente ao mesmo período do ano passado (10%), seguindo pelo Paraná (7,3%) e pelo Rio Grande do Sul (3,8%).

Cidades do Sul do Brasil lideram exportações de móveis em 2017

Já o estado de São Paulo foi responsável por 42,3% das importações brasileiras de móveis entre janeiro e maio deste ano. Em seguida aparecem Santa Catarina, com 12,5%, Paraná, com 10,3%, e Rio Grande do Sul, com m6,3%. Os três estados da região Sul, combinados, participaram com 29,1% dos valores importados até agora.

Inflação de móveis

Os preços ao consumidor de móveis apresentaram leve crescimento em maio com relação a abril de 2018 (0,37%) e também no acumulado do ano (0,3%). O Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) geral apresentou crescimento de 0,4% na passagem de abril para maio e de 1,33% no acumulado do ano.

“Os indicadores mostram que a retomada do mercado está sendo aquém do que havia sido projetada, portando a tão esperada recuperação de 3% do PIB para 2018 não se concretizará e, em decorrência, os impactos se refletem principalmente na indústria, na geração de empregos e investimentos. O setor moveleiro, 8ª cadeia intensiva em mão-de-obra, também tem sentido fortemente esse impacto”, comenta Lutz.

Liliane Bortolucci, diretora da ForMóbile, comenta edição 2018

Evento foi realizado em São Paulo entre os dias 10 e 13 de julho e contou com rede de conteúdos segmentadas, inovações em madeira maciça e participação de youtubers célebres

Publicado em 18 de julho de 2018 | 10:00 |Por: Luis Antônio Hangai

Neste ano, a Feira Internacional da Indústria de Madeira e Móveis (ForMóbile) foi realizada entre os dias 10 e 13 de julho, no São Paulo Expo, após um período de forte recessão econômica que abalou o setor moveleiro e a indústria como um todo entre os anos de 2013 e 2017. Diante desse cenário, a direção do evento apostou em diversas novidades como a segmentação dos conteúdos, o reforço na exposição de madeira maciça e no convite aos marceneiros que se destacam atualmente no YouTube. A diretora da Informa Exhibitions (empresa que realiza a ForMóbile), Liliane Bortolucci, comenta na entrevista abaixo estes tópicos e traça uma análise geral da feira.

Portal eMóbile | Qual avaliação geral da ForMóbile em termos de visitação, expositores e negócios?
Liliane Bortolucci | Devemos, sem dúvida, ultrapassar nossa expectativa de chegar a 60 mil visitantes, pois a movimentação foi muito forte todos os dias. Mas estes números ainda estão sendo levantados. O principal ponto que conseguimos melhorar com relação à última edição de 2016 foi a qualificação do público graças à nossa rede de conteúdo segmentada (como o ForMóbile Trends, Espaço Madeira e Indústria do Futuro). Isso possibilitou a visitação de um público mais decisor, ou seja, de donos das empresas, de pessoas que vêm para investir, comprar, fazer negócio. Esse foi um grande upgrade em relação a 2016. Já a quantidade de expositores não teve grandes variações. De certo modo a feira se adaptou ao mercado e a situação econômica vigente, o que levou, por exemplo, algumas empresas se unirem em um estande só.

Divulgação ForMóbile

Liliane Bortolucci

Liliane Bortolucci: “Devemos ultrapassar nossa expectativa de chegar a 60 mil visitantes”

Portal eMóbile | Como a crise que afetou o setor industrial, com fortes impactos no setor moveleiro, afetou também a ForMóbile?
Liliane Bortolucci | Foi o próprio cenário econômico que definiu o tamanho da feira. Algumas marcas não participaram, acredito, mais pela situação econômica que o país está atravessando do que pelo próprio evento em si. O setor de máquinas demora um pouco mais para retomar e precisa se sustentar em planejamentos a longo prazo. Mas os grandes players compareceram, especialmente fornecedores de matérias-primas, ferragens e o setor colchoeiro. Toda a cadeia do setor moveleiro ainda está bem representada na ForMóbile.

Portal eMóbile | Mas a situação econômica é ainda preocupante para a próxima edição da ForMóbile, em 2020?
Liliane Bortolucci | Eu tenho acompanhado os indicadores, principalmente do IBGE, e a recuperação é crescente. Na verdade, a ForMóbile também atua como um gatilho e também ajuda a acelerar o setor moveleiro, uma vez que promove o encontro de profissionais decisores tantos das empresas fornecedoras quanto das compradoras. Nossa projeção para 2020 é que a feira seja ainda maior do que a deste ano, porque as empresas já começaram um processo de aumento de vendas e negócios. O setor moveleiro também depende muito da construção civil, que quando começa a crescer também alavanca a produção de móveis.

Portal eMóbile | Quais novidades para a ForMóbile 2020? Alguns dos projetos realizados este ano irão permanecer?
Liliane Bortolucci | Nosso planejamento estratégico é baseado em pesquisa, que já estamos fazendo com os expositores e depois faremos com os visitantes nas semanas seguintes à feira. Vamos avaliar todas as atividades que realizamos, ver qual delas teve muito acesso e que será preciso aumentar. Vamos fazer as ações para 2020 baseando-se nas ações de 2018. Agora a gente começa a avaliar tudo o que foi feito, o que foi bem aceito, para dar nosso direcionamento, afinal tivemos muitas novidades. Mas o ponto é não iremos abandonar nada do que fizemos, mas sim trabalhar em cima da demanda do visitante e do expositor e propor novas ações, para atender as exigências de cada perfil.

A ideia central é detectar o que o público quer, quais suas reais demandas, e preparar nosso planejamento em cima disto. Podemos antecipar que uma novidade positiva que tivemos em relação a 2016 foi o setor da madeira maciça (no Espaço Madeira), a qual iremos reforçar na próxima edição. Pretendemos ter mais empresas que trabalham com esta matéria-prima específica, além de players em máquinas, ferramentas, serras, corte, etc.

Portal eMóbile | Mas do ponto de vista da organização, qual ação se destacou mais?
Liliane Bortolucci | É até difícil falar qual das ações se destacou mais, pois cada uma atende a públicos específicos. As ações programadas foram para atender cada perfil diferente. Fomos dosando cada projeto dentro de cada necessidade diferente, de cada perfil de visitante. Seria injusto falar qual foi o melhor ou pior. Nós queremos saber, sim, como cada ação atendeu cada perfil. A ideia e continuar trabalhando com essa segmentação. O caminho que seguiremos é o de segmentar e separar, porque os diferentes segmentos da cadeia moveleira, embora sejam complementares na prática, não buscam a mesma informação.

A ForMóbile também atua como um gatilho e também ajuda a acelerar o setor, uma vez que promove o encontro de profissionais decisores tantos das empresas fornecedoras quanto das compradoras.

Portal eMóbile | Uma das novidades foi o Espaço Maker, que contou com a participação de marceneiros célebres no YouTube. Como avalia essa experiência?
Liliane Bortolucci | Ali precisávamos às vezes até acalmar o pessoal, pois ficava muito movimentado. Os youtubers tem muitos seguidores, então quando o seguidor se viu frente a frente com os marceneiros, pode interagir com eles mais de perto. Os projetos que os youtubers executaram foram todos pensados e elaborados para colocar em prática o conceito que ele queria ensinar na hora. O público foi acompanhando, do começo ao fim, como o marceneiro criava o móvel, e depois abria para as perguntas. Houve muita interação e também troca de conhecimento quanto ao uso das ferramentas e das matérias-primas. Se fosse para falar qual dos conteúdos deram mais certo, acredito que eu colocaria o Espaço Maker como o primeiro.ForMóbile 2018

Portal eMóbile | A partir de 2018 a ForMóbile está de casa nova, o São Paulo Expo. Quais as principais diferenças deste pavilhão de exposição se comparado ao anterior (Anhembi Parque)?
Liliane Bortolucci | O São Paulo Expo pavilhão conta com muitas facilidades. Da garagem para o edifício o visitante anda pouco, passa por uma passarela que cai direto no pavilhão, evitando que ele sofra com frio, chuva ou sol (uma das constantes reclamações do Anhembi). Quando está muito calor, este pavilhão é climatizado com ar-condicionado. Há também uma boa quantidade de sanitários em todos os quatro lados do São Paulo Expo, o que também era um gargalo no Anhembi e em muitos outros locais de exposição nos quais já trabalhei. As grandes feiras acabaram migrando para cá, e o São Paulo Expo se tornou o principal pavilhão de exposições do Brasil. Está em boa localização na cidade de São Paulo, perto do aeroporto de Congonhas. Isso facilita muito a vinda das pessoas à feira.

1º Fórum Movergs terá destaques em materiais para o setor moveleiro

Tendências em acabamentos, cores e formas europeus e de Milão 2018 serão o foco do primeiro painel do fórum, que tem início às 9h

Publicado em 18 de julho de 2018 | 8:00 |Por: Ricardo Heidegger

O 1º Fórum Movergs de Design abrirá seus trabalhos nesta quinta-feira (19/07), às 9h, abordando o tema ‘Milão 2018 – Interpretação e aplicação das tendências na indústria moveleira’. Os hits do momento na Europa em acabamentos, cores, materiais e formas para o setor moveleiro serão debatidos por especialistas presentes. Entre os profissionais confirmados está a designer Marta Manente, que acompanhou pelo 14º ano o Salão do Móvel de Milão (Isaloni) e o terceiro como expositora da Mostra Be Brasil Milano. O evento ocorrerá no auditório do Centro Empresarial de Bento Gonçalves.

Divulgação Adri Silva Agência de Conteúdo

Setor moveleiro

Designer Marta Manente

Marta Manente destaca que a participação dos brasileiros dentro da Feira Isaloni e nos eventos externos foram representativos, o que possibilitou também levar um pouco da cultura e tendências do Brasil para o mundo. “Milão é o principal palco internacional para o design, é o maior evento moveleiro do mundo, reúne mais de 400 mil pessoas durante a semana de design, mas tudo deve ser filtrado para as necessidades do mercado nacional”, explica.

Acontecendo em um momento de otimismo para o setor moveleiro, o fórum tem a intenção de mostrar aos empresários e profissionais do setor que mesmo com um cenário positivo para os próximos meses, é preciso encantar o cliente. Projetos que incorporam valor estético, funções diferenciadas, matérias-primas corretas, ergonomia, processos produtivos por um custo adequado, são destaques.

Além do tema ‘Milão 2018 – Interpretação e aplicação das tendências na indústria moveleira’, mais cinco temáticas serão abordadas. São elas o ‘Design, além da forma. Ferramenta estratégica para a indústria gerar valor’; ‘Design Experience’; ‘Internacionalização – O Design Brasileiro no mundo’; ‘Marketing digital na indústria moveleira: técnicas para atrair público e potencializar a sua marca’; e ‘O novo consumidor de design’.

O presidente da Movergs, Volnei Benini, destaca que o setor moveleiro possui um amplo potencial e o design é uma importante ferramenta para conquistar diferenciais diante de um segmento tão competitivo. “O design é preciso ser visto como um aliado que permite desenvolver itens que unem estilo, funcionalidade, forma, engenharia e qualidade”, acrescenta.

– 1º Fórum Movergs irá debater as possibilidades de negócios na indústria moveleira

Um e-book de tendências chamadao ‘E-trends Milano 2018 – Fórum Movergs de Design’, será disponibilizado para os participantes do fórum. Ele conta com a curadoria do Studio Marta Manente Design e patrocínio da Eucatex e ArchiCermag. O 1º Fórum Movergs de Design é uma realização da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), em parceria com o Stúdio Marta Manente.

(com informações de assessoria)

Projeto Mobstone estimula união entre designers, fabricantes de móveis e setor de rochas

Iniciativa da Fimma Brasil 2019 e da Movergs selecionará sete empresas para concepção de mobiliário com o uso de rochas ornamentais

Publicado em 17 de julho de 2018 | 15:20 |Por: Luis Antônio Hangai

Estão abertas até o dia 31 de julho deste ano as inscrições para uma iniciativa que pretende aproximar os setores moveleiro e marmorista, tendo os profissionais do design de móveis como meio de campo. Trata-se do projeto Mobstone Fimma – Mobiliário em Pedra, uma ação paralela da Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (Fimma Brasil), que em 2019 terá entre suas novidades um espaço exclusivo para o segmento de rochas ornamentais.

Poderão participar do edital os designers integrantes do Projeto Raiz do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), as empresas fabricantes de móveis associadas à Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), bem como os fornecedores e processadores de rochas expositores da Fimma Brasil 2019.

“O segmento rochas será um novo nicho dentro da feira em 2019 e com ele apresentaremos o projeto Mobstone, uma ação que pretende valorizar o trabalho das três áreas envolvidas e revelar a beleza e a funcionalidade das peças”, comenta o presidente da Fimma Brasil 2019, Henrique Tecchio, que em fevereiro antecipou ao Portal eMóbile a inclusão do segmento de rochas na feira.

Com funcionará o Projeto Mobstone

O objetivo do projeto Mobstone é unir as três frentes (designer, empresas de móveis e de rochas ornamentais) e selecionar os melhores itens que resultarem desta cooperação. Com isto se pretende potencializar ganhos em escala e maximizar os produtos das cadeias produtivas envolvidas, bem como agregar valor aos móveis com o uso de rochas ornamentais, uma das tendências que se destacaram, por exemplo, no Salão do Móvel de Milão em abril deste ano.

Serão selecionadas até sete empresas fabricantes de móveis inscritas no projeto Mobstone, prioritariamente de segmentos diferentes, enquanto que os designers serão selecionados pelas próprias fabricantes de móveis, que levarão em consideração o portfólio do profissional e a estratégia comercial da empresa. Quanto aos marmoristas inscritos, eles serão selecionados pelas empresas moveleiras, juntamente com os designers e a Movergs.

A Pro Marmo Revenda de Pedras fornecerá as rochas para a produção de protótipos e amostras, enquanto que as empresas moveleiras arcarão com os custos dos demais materiais e processos necessários. Já o marmorista ficará responsável pelos custos em processamento de rochas. Os produtos selecionados serão expostos durante a Fimma Brasil 2019.

Critérios para concepção dos produtos

Passado o prazo de inscrições, a divulgação dos selecionados acontecerá no dia 06 de agosto e a entrega do protótipo deverá ser realizada até 20 de dezembro. O prazo para as finalizações, para posterior liberação de fotos e divulgação, será até dia 31 de janeiro de 2019. Os produtos deverão ser concebidos respeitando os seguintes critérios:

1 – Os designers deverão desenvolver produtos com a utilização da rocha como matéria-prima principal ou secundária do mobiliário a ser projetado;

2 – A empresa de móveis se propõe a fabricar um produto, projetado pelo designer, sendo que este deve ser viável para possível implementação em linha;

3 – A empresa de móveis possui total liberdade para criar uma coleção a partir do produto desenvolvido com o designer, ampliando a gama de produtos para além do modelo a ser exposto, caso possua interesse. Isso dependerá dos detalhes de negociação entre o designer e a estratégia comercial da própria empresa;

4 – A Pro Marmo fará uma seleção das peças, que serão disponibilizadas para o projeto. Dentre as quais o designer poderá escolher a que melhor se adequa ao seu produto;

5 – O marmorista receberá a matéria prima e executará as operações necessárias, para a fabricação do produto que será entregue à empresa moveleira para a finalização das amostras.

AkzoNobel inaugura centro de treinamento da Sparlack para industriais do setor moveleiro

Espaço AkzoNobel Training Center oferece tecnologia avançada ao mercado industrial, e está localizado na planta da empresa em Santo André

Publicado em 17 de julho de 2018 | 15:17 |Por: Ricardo Heidegger

A AkzoNobel inaugurou na última quinta-feira (12/07), um espaço voltado para capacitação de profissionais do setor moveleiro. Localizado na planta da empresa em Santo André, no Estado de São Paulo, o AkzoNobel Training Center (ATC) disponibiliza equipamentos similares aos utilizados pelos clientes do segmento de madeira da marca Sparlack Industrial. A idealização do ambiente tem a intenção de garantir treinamentos de aplicações de produtos, de acordo com a realidade das empresas parceiras.

O centro fornece duas cabines para aplicação à pistola, além de possuir equipamentos que reproduzem a linha de pintura dos clientes com fidelidade, tal como a simulação da aplicação da tecnologia ultravioleta. Os parceiros da AkzoNobel que não contam com laboratórios para testes de desenvolvimento de novos padrões e tecnologias, por exemplo, podem utilizar o espaço com esta finalidade e assim antecipar a execução da linha de produção.

“O AkzoNobel Training Center busca facilitar e agregar valor aos negócios dos nossos clientes por oferecer maior assertividade no uso de nossos produtos da marca Sparlack Industrial no setor moveleiro. Com isso, ganhamos no relacionamento e contribuímos com entregas de mobiliários de melhor qualidade e acabamento ao consumidor final, fortalecendo toda a cadeia”, afirma o gerente de negócios para a América do Sul da AkzoNobel, Sergio Munhoz.

A partir do segundo semestre a marca oferecerá uma grade anual dos treinamentos que serão realizados no centro de treinamento. A proposta é disponibilizar mensalmente workshops específicos no qual os clientes possam vivenciar diferentes técnicas e processos de aplicação, assim como realizar ajustes em tempo real.

– Sparlack apresentou workshops e produtos na ForMóbile 2018

Alguns dos módulos já previstos no centro da AkzoNobel são sobre o portfólio completo de tintas para madeira, a diferenças entre vernizes PU, base d’água e nitrocelulose, adesivos, e a tecnologia ultravioleta. O espaço, com capacidade para atender até 12 pessoas por curso, também realizará treinamentos técnicos para os colaboradores da empresa.

(com informações de assessoria)

ForMóbile 2018: principais tendências apresentadas na feira

Com amplo portfólio de conteúdos e empresas expositoras, evento se consolida no calendário internacional de feiras do setor moveleiro

Publicado em 16 de julho de 2018 | 18:00 |Por: Pedro Luiz de Almeida

A 8ª edição da Feira Internacional da Indústria de Móveis e Madeira (ForMóbile 2018), que foi realizada semana passada, de 10 a 13 de julho, no São Paulo Expo, concentrou os mais diversos players da cadeia moveleira na capital paulista. Nos quatro dias de evento, os executivos tiveram a oportunidade de acompanhar de perto as principais tendências em tecnologias para a fabricação de móveis, com máquinas e equipamentos cada vez mais inovadores.

Há algum tempo que as mudanças comportamentais das pessoas e as novas moradias — mais compactas e integradas — estão exigindo novas soluções em móveis. Na ForMóbile 2018, os fornecedores se mostraram estar a par dessas necessidades. Visão colocada em prática nos produtos expostos nos estandes de mais de 500 marcas, de 13 diferentes países.

Ferragens e acessórios

No segmento de ferragens e acessórios, soluções voltadas à multifuncionalidade dos móveis ganharam destaque. Assim como dobradiças e corrediças com sistemas de amortecimento, para um abrir e fechar de portas e gavetas maIs suave. Tecnologias que vão ao encontro da tendência da sensação de conforto que o consumidor procura nos móveis.

Máquinas e equipamentos

Outro tema em voga foi a Indústria 4.0, considerada a quarta revolução industrial, que propõem tecnologias integradas permitindo uma produção personalizada. As fabricantes de máquinas e equipamentos dispõem de maquinários mais alinhados a essa tendência. Mesmo que com um cenário econômico e político desfavorável para investimentos em tecnologia.

Osiris Lambert

ForMóbile 2018

Novos padrões com diferentes propostas estiveram em evidência na ForMóbile 2018

Lançamentos em padrões

Quanto aos padrões, empresas de painéis de madeira e papéis decorativos exibiram soluções alinhadas às principais mostras de design mundial, principalmente o iSaloni, de Milão.

A grande tendência na decoração é a mescla de diferentes materiais (madeira, pedra, vidro, metal, couro, tecido…) que puderam ser vistos em demasia nos padrões de painéis de madeira lançados, com desenhos e estilos voltados a essa tendência.

Outro destaque são os tons madeirados, clássicos que nunca saem de moda, mas que agora enaltecem mais a naturalidade da madeira. Efeito obtido pelo acabamento dos papéis decorativos com tecnologias que permitem uma sensação tátil muito semelhante a madeira, como o poro sincronizado. Tons unicolores e painéis com alto brilho também dominaram os lançamentos.

Prêmio Top Móbile na ForMóbile 2018

Uma das novidades foram os espaços de conteúdo, como o Espaço Marceneiro, Indústria do Futuro e ForMóbile Trends — que concentraram palestras e workshops de diferentes temas. Outra ação extraordinária dessa edição foi a realização do Prêmio Top Móbile, promovido pela Alternativa Editorial/Revista Móbile. Única premiação top of mind do setor, que destaca as marcas mais lembradas nos segmentos fabricantes de móveis e fornecedores da indústria.

ForMóbile 2018

Cerimônia de entrega do Prêmio Top Móbile 2018A próxima edição da ForMóbile já tem data confirmada, 30 de Junho a 3 de Julho de 2020. A cobertura completa da ForMóbile 2018 circulará nas edições 267 da Móbile Fornecedores, com previsão de circulação a partir da primeira semana de setembro e com um material completíssimo sobre o evento, e 111 da Móbile Sob Medida, com todas as informações essenciais do evento para o marceneiro, com previsão de circulação a partir da segunda semana de agosto.

1º Fórum Movergs irá debater as possibilidades de negócios no setor moveleiro

A arquiteta e gerente de vendas e marketing da Interprint do Brasil, Helena Capaz, está entre os profissionais confirmados no evento

Publicado em 16 de julho de 2018 | 17:28 |Por: Ricardo Heidegger

Após reunir o setor moveleiro no 28º Congresso Movergs, com subsídios apontando para o início de uma retomada nos negócios, a Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), em parceria com o Stúdio Marta Manente, promove mais um evento. O 1º Fórum Movergs de Design focará no design como estratégia e ferramenta para as indústrias moveleiras repensarem o modo de fazer negócios, além de como agregar valor aos produtos e serviços. O evento acontece no dia 19 de julho, das 8h às 16h15, no auditório do Centro Empresarial de Bento Gonçalves.

Nesse 1º Fórum, a entidade terá renomados especialistas na área de design, por meio de painéis talk show. Entre os profissionais presentes, está a arquiteta, Helena Capaz, que também é gerente de vendas e marketing, da multinacional alemã líder no mercado de papéis decorativos, Interprint do Brasil. A gerente irá debater no fórum sobre o “Design Experience”.

Divulgação Adri Silva Agência de Conteúdo

1º Fórum Movergs

Arquiteta e gerente de vendas e marketing da Interprint do Brasil, Helena Capaz

A profissional tem 32 anos de experiência no mercado de painéis e revestimentos de superfície para os segmentos de mobiliário, design, interiores e arquitetura, sendo considerada uma referência no mercado nacional e internacional. Helena abordará o design como experiência, voltado à forma, textura, função e expressão, individual e coletiva como macrotendência global, abordando highlights do setor moveleiro e de áreas afins, como moda e lifestyle.

O presidente da Movergs, Volnei Benini, destaca que cada vez mais é preciso desenvolver projetos que agreguem valor estético, mas também ofereçam funções diferenciadas, matérias-primas corretas, ergonomia, processos produtivos por um custo adequado. “A inovação garante aos negócios novas oportunidades no mercado. Pretendemos garantir subsídios para alavancar o sucesso de toda a cadeia produtiva moveleira do Rio Grande do Sul”, acrescenta Benini.

– Promob Software Solutions e 2020 anunciam fusão de operações

Durante o 1º Fórum Movergs de Design serão abordadas seis temáticas ligadas ao design, são elas: ‘Milão 2018 – Interpretação e aplicação das tendências na indústria moveleira’; ‘Design, além da forma. Ferramenta estratégica para a indústria gerar valor’; ‘Design Experience’; ‘Internacionalização – O design brasileiro no mundo’; ‘Marketing digital na indústria moveleira: técnicas para atrair público e potencializar a sua marca’; e ‘O novo consumidor de design’. As inscrições para o 1ª Fórum Movergs de Design podem ser realizadas até 16 de julho no site da Movergs.

(com informações de assessoria)


eMobile