Quarto infantil: como decorar?

Arquiteta dá dicas de como ambientar o quarto infantil e torná-lo prático, seguro e aconchegante

Publicado em 21 de julho de 2016 | 9:41 |Por: Júlia Magalhães

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Divulgação Carolina Bonetti Arquitetura

Quarto infantil

Projeto assinado pela arquiteta Carolina Bonetti

O quarto infantil, em primazia, deve ser prático, seguro e aconchegante. No entanto, há mais aspectos a se considerar na hora de ambientá-lo. Para isso, a arquiteta Carolina Bonetti dá dicas de como organizar o décor. Neste ano, os tons pastéis e os elementos em destaque estão em alta. Entretanto, a arquiteta explica que os quartos de bebê são ambientes que não costumam seguir tendências como os demais, pois dão espaço à criatividade pessoal.

“A partir de um elemento, pode-se criar um conceito único”, pontua. “A decoração é uma escolha pessoal, que depende do que se deseja fazer sentir no ambiente.” A preferência, segundo Carolina, é por decorações mais delicadas. Neste sentido, o estilo provençal ou o clássico são atemporais e dão esse toque ao ambiente.

Divulgação Carolina Bonetti Arquitetura

Quarto infantil

Carolina: “Para esse ambiente, precisamos que os móveis sejam de qualidade e práticos, trazendo segurança e conforto para pais e bebês”

Foram classificadas como cores do ano Pantone® – considerada autoridade mundial no assunto – o Rose Quartz e o Serenity, que são ótimas nuances para esses espaços. “Normalmente seguimos os tons pastéis, mas nada impede que alguns elementos coloridos sejam adicionados. Moderadamente utilizamos, inclusive, tons fortes.”

Carolina explica que, assim como para os demais espaços da casa, quase todo tipo de materiais pode ser explorado. A madeira em tons naturais ou branca, e laca em tons claros são opções que agradam, assim como muita aplicação de tecidos, papel de parede, e até mesmo espelhos.

Leia mais:
Casa Cor Paraná: Berneck destaca-se em ambientes premiados
Top Móbile 2016: finalistas Fabricantes Móveis de Decoração
CONAD reúne profissionais para refletir sobre a profissão

Criatividade
Estimular a criatividade dos pequenos através da decoração também é interessante: ajuda a desenvolver o intelecto de forma natural e instiga a curiosidade e aprendizado de maneira descontraída. Carolina explica que lúdico refere-se a se divertir. Nesse caso, deve-se criar um espaço com temas que agradem a criança e aguce sua criatividade e desenvolvimento.

“Pode-se escolher um móvel diferente, como uma cama em forma de castelo ou transformar a parede em um mapa-múndi ou um zoológico.” O importante, frisa a arquiteta, é que o ambiente possa se transformar conforme a criança o explore e cresça.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile