imm cologne apresenta o hoje e o amanhã

Diretor criativo da feira, Dick Spierenburg, adianta algumas novidades e conceitos das próximas edições do evento

Publicado em 15 de dezembro de 2016 | 8:30 |Por: Guilherme Stromberg Guinski

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

A poucas semanas do início de uma das principais feiras de móveis e decoração do mundo, a imm cologne, o diretor criativo do evento, Dick Spierenburg concedeu entrevista abordando o evento como plataforma inovadora, as novas demandas em mobiliário e as novas ideias que serão apresentadas na edição 2017. Confira:

divulgação

imm cologne

Diretor criativo da imm cologne, Dick Spierenburg

Qual o direcionamento da imm cologne como uma feira de interiores?
Dick Spierenburg: Tanto a imm cologne quanto a Living Kitchen mostram como a vida e o morar estão se desenvolvendo. Com participantes internacionais, nós temos uma visão bastante ampla dos produtos para interiores disponíveis no mercado. Os expositores nos mostram como serão o hoje e o amanhã, pois uma das principais funções da feira é apresentar novas perspectivas e apontar tendências inovadoras.

Os diferentes círculos da vida, antes separados – morar, trabalhar, lazer –, estão se misturando cada vez mais, o que tem um efeito sobre os interiores. Como você vê esta tendência e qual o efeito sobre a imm cologne?
Spierenburg: Eu acredito que atualmente quase não existem casas ou apartamentos sem um espaço para trabalho. Nós estamos trabalhando mais dentro de casa. Por outro lado, os escritórios também adquiriram um toque mais caseiro. Ao mesmo tempo, existem espaços intermediários entre morar e trabalhar, como hotéis, cafés, espaços co-working, entre outros. E este desenvolvimento se reflete na feira. A imm cologne irá apresentar mais e mais soluções para ambientes em que se trabalha e mora. Contudo, um número muito maior de marcas voltadas ao morar está aparecendo na Orgatec (feira internacional de móveis para escritório) do que se via há alguns anos.

O que essa convergência significa para os designers? É preciso maior diversidade para criar mais móveis e interiores multifuncionais?
Spierenburg: Os designers de hoje têm mais possibilidades. Flexibilidade e mobilidade têm um papel cada vez mais importante no morar. Mais e mais pessoas moram em cidades em espaços cada vez mais reduzidos. É por isso que tem se pensado muito em novas possibilidades de combinação de móveis: que tragam múltiplas funções em apenas um móvel. Mesas próprias tanto para refeições quanto para trabalho, camas com compartimentos integrados, etc. Eu também acredito que não haverá mais tal coisa como um lar para a vida. As biografias estão menos lineares hoje em dia – tem se falado muito sobre nômades digitais, por exemplo. As pessoas estão se mudando com mais frequência, o que quer dizer que elas precisam de móveis mais leves e flexíveis.

Meia Mais:
Móvel Brasil 2017 está com 85% dos espaços vendidos
Cimento ganha destaque na decoração
Marcenaria multifuncional otimiza ambientes pequenos

Na sua visão, quais os desafios do morar no futuro?
Spierenburg: Um dos desafios que eu percebo é fazer mais com menos espaço. Era um assunto bastante recorrente quando eu estava estudando e agora ganha importância novamente. As cidades estão cada vez mais caras e a disponibilidade de espaço cada vez menor. Móveis que façam mais é quase mais interessante para os designers de hoje do que móveis de luxo. É bastante excitante desenhar para um público alvo mais amplo que tenha bom gosto e inteligência, mas não tenha muito espaço para morar.

Neste contexto, quais as oportunidades que você para a imm cologne?
Spierenburg: Nós estamos nos direcionando cada vez mais na direção de um panorama completo: a imm cologne é sobre dar uma visão compreensiva sobre todo o morar. Isso começou como uma feira de móveis; agora, é um evento para toda a cadeia de móveis e decoração. Nós apresentamos o segmento de luxo, mas também mostramos projetos inteligentes de jovens designers que possuem um olhar fresco. Outro aspecto importante da feira é estabelecer contatos entre criativos, como arquitetos e designers, e fabricantes, varejistas e consumidores.

Qual a importância dos móveis corporativos para a imm cologne – projetos de interiores de hotéis, restaurantes, etc?
Spierenburg: Quando se vive em um espaço menor e a vida se move mais, viver fora de casa se torna mais importante. Isso quer dizer que as expectativas sobre hotéis e restaurantes estão aumentando. Claro, estes são projetos extremamente interessantes para fabricantes por causa das unidades envolvidas. Os desenvolvimentos neste setor são bastante interessantes e diretamente ligados à imm cologne como uma feira de interiores.

Quais novas ideias você planejou para a imm 2017?
Spierenburg: Nós estamos expandindo o espaço Pure novamente, abrindo também o pavilhão 3.1 para este segmento. Nós acreditamos que as marcas estão se tornando cada vez mais importantes e que as empresas “invisíveis” estão perdendo espaço. Fabricantes não podem mais se dar ao luxo de perder o contato com o consumidor final, pois o varejo também está mudando devido ao e-commerce. A próxima imm cologne também irá ser hospedar novamente a mostra Purê Textile, evento para as principais casas têxteis para interiores. E, para o futuro, nós já estamos trabalhando em novos formatos, de modo que possamos expandir a gama de exposição com novos temas.

Fonte: imm cologne


Os comentários estão desativados.

eMobile