Decoração infantil tem tendências próprias

Com a aproximação do Dia das Crianças, lojas especializadas no público apostam em customização e uso de materiais diferenciados

Publicado em 20 de setembro de 2014 | 17:04 |Por: Renata Bossle

Divulgação Luna Luce Iluminação

O Plafon Flores possui castanhas em cristal em toda a sua extensão, para mais brilho e sofisticação

O Plafon Flores possui castanhas em cristal em toda a sua extensão, para mais brilho e sofisticação

Está chegando um dos dias mais aguardados do ano para milhares de brasileirinhos. Em 12 de outubro é comemorado o Dia das Crianças, uma data que também é muito especial para os varejistas.

No setor moveleiro, a influência parece ser pequena, mas as lojas de decoração para o público infantil conseguem um lugar ao sol. Segundo a sócia da Luna Luce Iluminação, Daniele Bagatoli, as crianças têm muito poder na escolha da iluminação para o quarto – principalmente as meninas. “Geralmente as mães vem até a loja e dão uma espiada nos produtos. Depois, voltam e trazem as filhas para escolher. Com os meninos não vemos isso ocorrendo”, observa.

Leia mais:
Dormitórios infantis mais práticos e divertidos
Masisa presente em mostra de mobiliário infantil
10 dicas para decoração de quartos infantis

Divulgação Luna Luce Iluminação

O Plafon Ursinhos, fabricado artesanalmente, é uma das opções mais populares para decorar quartos de meninos e meninas

O Plafon Ursinhos, fabricado artesanalmente, é uma das opções mais populares para decorar quartos de meninos e meninas

Ela explica que as mães selecionam algumas opções e as filhas escolhem efetivamente: “Vemos isso e achamos muito positivo porque as crianças estão crescendo e, ao poderem opinar, desenvolvem o senso estético de decoração”.

Segundo Daniele, as opções mais compradas são as peças customizadas. “Como damos essa liberdade, os clientes aproveitam. Diâmetros e alturas diferentes, opções de cores e modelos de peças. Podemos usar borboletas, fadas, bailarinas e ursos. Já fizemos peças com cavalos para uma menina fazia equitação”, relata. Entre os temas para meninos, os mais populares são avião, trem e carrinho.

“As compras de lustres para os quartos infantis acontecem antes dos bebês nascerem e vemos que, hoje, há uma grande preocupação com a decoração abrangendo a iluminação”, relate e exemplifica: “Os pais investem bastante, usando até mesmo céu de estrelas com fibra ótica no teto de gesso dos quartos, o que é um luxo”.

Divulgação Luna Luce Iluminação

O lustre Provence possui quatro braços e detalhes em flores, estando disponível com variação de cores

O lustre Provence possui quatro braços e detalhes em flores, estando disponível com variação de cores

Cores e materiais

Daniele explica que algumas peças são desenhadas pela equipe da Luna Luce, que terceiriza o corte a laser após a aprovação do desenho. Nos últimos tempos, ela relata que tem crescido a busca pela linha provençal e por lustres inteiramente em cristal. Entre as cores mais populares para meninos e meninas, estão lilás, rosa, pink, azul-claro e translúcido. Já para bebês, os pais normalmente optam por cores delicadas, rosa, lilás, azul-claro, translúcido e branco. “Os bebês adoram cristal”, complementa.

Por sua vez, o adminsitrador da Baby Dreams, Luis Miguel Sampaio, cita o padrão Ágata, da Linha Touch da Masisa. “É uma cor que fica bem em qualquer ambiente, tem uma tonalidade suave e relaxante, combinando bem com muitas linhas decorativas”, afirma.

Divulgação Baby Dreams

Decoração infantil

Além de decorar, o tapete emborrachado interativo tem a função de proteger o bebê quando ele começa a dar os primeiros passos

De acordo com ele, para os bebês, as cores primárias são importantes pela função estimuladora, porém, os pais e decoradores precisam ter cuidado para não fazer um quarto muito colorido. “O uso de materiais recicláveis ou naturais tem sido uma tendência forte nos últimos anos, demonstrando para o pequeno desde sempre um cuidado com a preservação do nosso planeta”, observa, acrescentando: “Ao mesmo tempo, tentamos resgatar um pouco de uma infância mais natural e lúdica, menos eletrônica”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile