Casa Construir 2016 reforça o conceito da preciclagem

Arquiteto português Pedro Barata inova mais uma vez com o conceito mundial na segunda edição da mostra em Lagoa Santa (MG)

Publicado em 15 de junho de 2016 | 11:20 |Por: Cleide de Paula

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Mostra Casa Construir 2016-Estar e jantar- Foto Henrique Queiroga

Atualmente, não se pode mais pensar em arquitetura sem levar em conta o conceito de sustentabilidade. É de conhecimento geral que a construção civil é uma das grandes responsáveis pelo consumo de materiais, água e energia, proporcionando impactos negativos à natureza. Este é um dos motivos pelo qual, cada vez mais, o design, a decoração e a arquitetura procuram construir de forma sustentável.

Você com certeza já ouviu falar em reciclagem, que é o reaproveitamento de materiais. E preciclagem? Então, este conceito é ainda mais simples de se aplicar. Preciclagem é a capacidade de prever, ainda na fase de projeto, o potencial de funções múltiplas e normalmente imprevistas de um espaço.

O conceito é relativamente novo, mas, já está sendo colocado em prática por profissionais da arquitetura, design e construção civil. Segundo o arquiteto português Pedro Barata, radicado no Brasil, que participa pela segunda vez consecutiva da Mostra Casa Construir e é especialista no assunto, a preciclagem permite descobrir novas funções para objetos ou materiais, prolongando e enriquecendo sua vida útil.

Na 2ª edição da Casa Construir, aberta ao público de 31/5 a 09/7, em Lagoa Santa (MG), Pedro Barata insere o conceito de preciclagem no container utilizado para expor seu projeto do Container Ilha, ambiente que ele criou para a mostra. “A intervenção é na forma do container se apresentar como um container-ilha, quando preenchido com terra e enviado para flutuar sobre a lagoa. É um container em que toda a organização espacial se faz com o material existente, abrindo e dobrando chapas para configurar o novo espaço, sem adição de novos materiais”, descreve o arquiteto.

Na primeira edição da Mostra, o projeto de Pedro Barata foi premiado e publicado como o primeiro periscópio em contêiner do mundo e também o maior. Pela raridade de um contributo original para a história recente de intervenção em contêineres, onde tudo parece já feito e experimentado, o projeto foi muito divulgado nacional e internacionalmente.

O arquiteto

Pedro Barata formou-se em Portugal, pela Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. É Mestre em Arquitetura e Cultura Urbana pela Universidade Politécnica da Catalunha e coeditor das revistas Unidade 7 e Fanzine Friendly Fire. Radicado no Brasil, é professor no curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Izabela Hendrix.

Casa Construir

A segunda edição da mostra será realizada em Lagoa Santa, numa casa estilo mediterrâneo, localizada de frente para a lagoa, com 780 m2 de área. O estilista Victor Dzenk, proprietário do imóvel, é parceiro do evento e imprimirá o DNA de sua marca no conceito, unindo decoração, arquitetura e moda.

Nos 36 ambientes da mostra, 42 nomes da arquitetura, decoração e paisagismo de Minas Gerais apresentam propostas diferenciadas e inovadoras, com destaque para a preocupação socioambiental, práticas sustentáveis, eficiência energética e preciclagem. Quem comanda a Mostra Casa Construir é a dupla de empresários, William Gonçalves e Elaine Reis. Nesta edição, eles contam com a parceria do estilista Victor Dzenk.


Os comentários estão desativados.

eMobile