Notícias

Quarta, 02 Maio 2012 16:35

Móveis planejados para pessoas solteiras que moram sozinhas

Escrito por 
Na hora de elaborar um projeto específico é essencial uma entrevista com o cliente Na hora de elaborar um projeto específico é essencial uma entrevista com o cliente Divulgação/Especialle Ambientes Planejados

Segundo dados do IBGE, as residências brasileiras com apenas um morador aumentaram, de 8,6% para 12,1%, nos últimos dez anos. Esse retrato é mais comum nos grandes centros urbanos. A verticalização das cidades é um dos fatores que explicam essa realidade e contribui para  configurações de domicílios cada vez menores, favorecendo empresas que se dedicam a suprir as necessidades desse público no que diz respeito ao mobiliário. Quando trata-se de decorar a casa, os móveis planejados estão entre as opções mais procuradas para transformar os ambientes reduzidos em espaços agradáveis e confortáveis.

A consultora Graziella Oliveira, da Especialle Ambientes Planejados para sua vida, loja especializada em móveis planejados, localizada em São José dos Pinhais - região metropolitana de Curitiba (PR) -, explica que na hora de elaborar um projeto específico é essencial uma entrevista com o cliente para encontrar soluções para o dia a dia dele.

"No caso dos solteiros, existe um pouco de falta de experiência do cliente na escolha dos móveis, que prefere determinada peça por ficar visivelmente bonita, mas sem muita praticidade", expõe. É nesse momento que entra o atendimento personalizado. "Desenvolvemos o projeto da maneira mais próxima da realidade, com a perfeição que o consumidor deseja", diz.

Diferenças
Neste contexto, existem diferenças entre homens e mulheres ao procurar uma empresa especializada em ambientes planejados para elaborar um projeto. De acordo com Graziella, os homens costumam acatar com mais facilidade as ideias do profissional responsável, enquanto as mulheres se dedicam a pesquisar tendências. "O homem busca soluções práticas, com acessórios funcionais, entretanto, não procura criar uma identidade tão forte. Diferentemente da mulher, que quer imprimir sua personalidade na decoração", destaca.

02 emobile

Além do conforto e personalização, a preocupação ao conceber projetos em espaços pequenos envolve a questão da funcionalidade. Para a analista de redes sociais Uanilla Piveta, que mora sozinha há dois anos em um apartamento de apenas um quarto, a mobília precisa ser planejada para que ela não perca muito do pouco espaço disponível. "Tenho dificuldade com o tamanho e o encaixe dos móveis encontrados no mercado, portanto, para que o acabamento seja perfeito é necessário que sejam cuidadosamente planejados", afirma. Dessa forma, a funcionalidade é um fator levado em conta por Uanilla. "Prefiro os móveis funcionais, pois o meu ritmo de vida determina isso. Procuro alinhar minha casa, que tem pouco espaço, com peças que sejam úteis e bonitas ao mesmo tempo", diz.

Algumas técnicas do design de interiores podem fazer verdadeiras mágicas para proporcionar a sensação de amplitude, explica a consultora da Especialle Ambientes Planejados para sua vida, Graziella Oliveira. "O uso de tons pastéis e uma cor mais forte, com foco em um objeto, trazem maior atenção para a peça e deixam o ambiente mais iluminado e o uso de espelhos também funcionam especialmente se colocados em fundos de corredores ou paredes contrárias", explica.

Informações adicionais

  • Fonte: eMobile
Última modificação em Terça, 09 Outubro 2012 15:45