Notícias

Sexta, 27 Abril 2012 17:42

Indústria de máquinas cresce, mas segmento para madeira perde fôlego

Escrito por 

O faturamento da indústria de brasileira de bens de capital mecânicos aumentou 5,1% no primeiro trimestre deste ano, em relação a igual período de 2011, de acordo com dados divulgados nesta semana pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). O crescimento das exportações (da ordem de 16,1% no período) foi o grande responsável por esse desempenho, ainda segundo a entidade.

O segmento de máquinas para madeira, no entanto, não acompanhou o mesmo ritmo. O faturamento desse segmento acumulado no primeiro trimestre foi de R$ 117milhões (ou 0,6% do faturamento de todo o setor), uma retração de 15,6% em relação ao mesmo período de 2011. O resultado, porém, não chega a ser alarmante porque, segundo a Abimaq, dá-se sobre uma base de comparação elevada – a indústria de máquinas para madeira, impulsionada pela demanda do “Minha Casa, Minha Vida”, registrou, em 2011, o melhor desempenho desde 2008.

As exportações totais de todo o setor de bens de capital mecânicos alcançaram US$ 2,9 bilhões no acumulado janeiro a março deste ano, em comparação com o idêntico período do ano passado. Mesmo com esse montante, o setor encerrou o primeiro trimestre de 2012 com déficit de US$ 4,4 bilhões, saldo negativo 7,5% superior ao do mesmo período de 2011.

As importações chegaram a US$ 7,4 bilhões, ou 10,8% a mais que no primeiro trimestre do ano passado. Estados Unidos, China e Alemanha lideram a lista dos países dos quais o Brasil mais compra máquinas e equipamentos para sua indústria.

Informações adicionais

  • Fonte: eMobile
Última modificação em Sexta, 27 Abril 2012 17:45