Segunda, 09 Novembro 2009 14:46

Design e estratégia

Escrito por 

Leonardo Massareli

Sócio do escritório Nó Design e professor do Instituto Europeu de Design (IED)


"Leonardo Massareli, sócio do escritório Nó Design e professor do Instituto Europeu de Design (IED), foi um dos palestrantes do Congresso Moveleiro 2009, realizado durante a feira Salão Abimóvel, no último mês de agosto, na capital paulista.

Na oportunidade, ele ressaltou a importância do design thinking. Confira a seguir entrevista concedida por Massareli, logo após o evento, à equipe da Móbile/eMobile em que ele levanta o papel do design e do designer na estratégia de posicionamento da empresa no mercado.

eMobile: Há quanto tempo o Nó Design está no mercado?

Leonardo Massareli: Há oito anos, atuando em todas as frentes de projetos, de móveis, cosméticos, eletrônicos, utilidades domésticas.

eMobile: E este nome Nó Design?

Massareli: A ideia do nó vem justamente da qualidade do designer de amarrar diversas pontas. O profissional do design tem de amarrar todas as pontas de um projeto, e centralizar, integrar isso, fazer um grande nó.

eMobile: Quais são estas pontas do design?

Massareli: Tudo aquilo que está relacionado de alguma forma a gerar valor para o cliente dentro de uma empresa. Se estamos fazendo um desenvolvimento do produto, a gente amarra a ponta da produção, a ponta comercial, do cidadão que vai vender, a ponta do varejista, como este móvel vai ser exposto, além de questões que o varejista tem e que a fábrica às vezes não tem. Questões emocionais, questões funcionais dos clientes, tecnologias, processos. Todos estes são fios, áreas de conhecimento, que exigem suas especialidades, e o profissional do design está ali no meio integrando tudo isso.

eMobile: E na prática como se opera isso? É complicado?

Massareli: Na verdade é mais fácil do que parece porque a ideia do designer é ser este profissional que facilite este processo para o industrial. Ele se põe no meio do processo e gerencia isso para o industrial. Como ele tem habilidades e conhecimento na área técnica, e habilidades e conhecimento na área subjetiva, emocional, ele consegue aliar isso e principalmente conversar com as pessoas de uma forma tranquila, porque ele entende os dois lados. É muito mais difícil colocar um engenheiro para conversar com um artista plástico. A conversa não flui. Quando você coloca um designer no meio, a conversa flui. Este é um grande benefício do designer. Conduzir o processo.

eMobile: Ele é um agente de integração?

Massareli: Um agente de integração, entre indústria, consumidor e materiais. Tudo o que envolve a criação daquele produto, daquela marca, ele está ali, coordenando e integrando.

eMobile: Isso que é o design thinking?

Massareli: O design thinking é exatamente esta abordagem que o design dá à solução de problemas e geração de oportunidades. É quando a gente coloca o consumidor no centro da questão. Às vezes, a empresa compra uma máquina e tal. Mas o que interessa? Interessa o que o consumidor quer? Às vezes, a empresa comprou uma máquina que não deveria.

Crédito: Camila Gino

"

Entrevistas

Um conto infantil pode servir de metáfora para explicar a importância do planejamento a quem tem...

Atualmente, muito se fala sobre a relevância da “propriedade intelectual”, e acredito que...

Com 90 anos de história, a fabricante italiana Parà, especializada em tecidos para diversos...

Formada em jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP), Adélia Borges atua na imprensa desde...

Ao completar três meses à frente da Câmara Setorial de Máquinas para Madeira, da Associação...

Uma das líderes de mercado na área de papéis decorativos, a Schattdecor firmou em 2009 uma...