[trends] A CERSAIE 2015 e suas influèncias no Design

Trago aqui no blog alguns insights importantes vistos na mais recente CERSAIE que visitamos, pois como sabemos, o que aì acontece influencia e muito o setor do mobiliàrio, principalmente quando tratamos de materiais e texturas. Assim, visitando os stands da CERSAIE deste ano, o que nos chamou a atençào foi…

cersaie 2015

Para ver o que foi tendència na Cersaie 2014, acesse meu canal Youtube.

…a vontade de causar um certo “maravilhamento”. Uma das tendências mais marcantes foi verificar superfícies ricamente texturizadas, com uma sensação suave e quente ao toque, como se fossem tecido, como vemos abaixo em uma das empresas que gosto muito de visitar, a Ceramica Sant’Agostino.

01 cersaie2 2015 Digitalart

Aliàs, a naturalidade e sensorialidade tambèm foram contempladas na grande parte dos players, servindo para comunicar inovaçòes e valores de marca, e tambèm para distinguir-se e transmitir a verdadeira essència da madeira.

Azure-Cersaie-2015-Preview-01 gres_effetto_legno1

Deste material vimos muito aliàs, de todas as cores, formatos (hexàgonos em Xilo1934 ao “biscoito” de Listone Giordano). De grande tendència a colocaçào em espinha de peixe, em preciosas versòes, junto de trabalhos artesanais. Neste clima destaco a Itlas (que no pavilhào 21 hospedou a presença de archistars como Mario Botta e Claudio Silvestrin), Kerakoll, Listone Giordano com Patricia Urquiola, Original Parquet e Parchettificio Garbelotto. Podemos destacar mais alguns players que lançam tendências nesta àrea, como por exemplo:

Ideagroup: a ceràmica deles imitou o concreto oferecendo a sensaçào tàctil de rugosidade.

Moab 80: è uma marca jovem que mistura superfícies de vidro fosco com azulejos foscos e traz madeiras exóticas em linhas são limpas e contemporâneas com acabamentos visualmente quentes mas que trazem um clima suave e acolhedor.

Kerakoll Design House com Piero Lissoni: desenhou a “Warm collection” apresentada em um stand concebido como uma casa nobre, com todas as superfícies dentro das salas compostas por materiais inovadores da marca. A gama de cores muito sofisticada do ambiente parecia misturar-se perfeitamente nos pisos e vice-versa.

Itlas: vimos cerâmicas como madeiras maciças junto de pedras naturais com veios destacados, transformando um banheiro em um ambiente aconchegante e acolhedor. As linhas geométricas estavam em destaque.

Hatria: a tradiçào foi aquilo que levou a empresa a usar um sistema sensorial para selecionar os produtos: tato, visào e audiçào. Com o auxìlio do designer Nilo Gioachini, que està transformando o banheiro, conhecido como ambiente técnico a um ambiente de vida e isso ficou claro nas cores que estava utilizando, como vemos abaixo.

Acqua, Aria e Terra della serie Happy Hour Nilo Gioachini, lavabo Canalgrande, Hatria

Sobre Fah Maioli

A coolhunter e trend analyst Fah Maioli pesquisa, analisa e compartilha as tendências comportamentais e projetuais que influenciam o desenvolvimento de produtos e serviços no design e na moda. Vive em Milão e possui um Master in Gestione del Processo Creativo (IULM Milano), é especialista em Trendsetting (IED Milano), em Design de Produto (UCS CxSul) e há mais de uma década atua nos mercados italiano, brasileiro e americano. Recentemente participou como relatora no TEDx, no Mobile For Future e fui a única brasileira convidada a falar no WorkstyleTalking na Hermann Miller a Milão.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *